Projeto de reeducação para homens julgados por violência contra uma mulher é criado em Marau

Projeto de reeducação para homens julgados por violência contra uma mulher é criado em Marau

A ação une diversos órgãos de segurança do município

Foi assinado nesta segunda-feira, 13 / , um Termo de Parceria entre Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, Delegacia de Polícia Civil e Prefeitura Municipal de Marau. Como explica Paulo Dal Paz, secretário de trabalho e desenvolvimento social, a ação conjunta entre os órgãos oficializa a criação de um projeto de reeducação, para homens envolvidos nos crimes de violência doméstica e familiar contra uma mulher.

Em entrevista para Tua Rádio Alvorada, Augusto Fassina, coordenador do Creas – Centro de Referência em Assistência Social de Marau, explicou que o projeto já existe a nível estadual e agora foi adaptado para o município. Segundo ele, o Poder Judiciário deve encaminhar ao programa, homens que estão ou estiveram em julgamento por crimes ligados a violência contra uma mulher. Os profissionais do Creas farão o trabalho de acolhimento e formação de grupos reflexivos de gênero, para discussão de temas como as diretrizes da Lei Maria da Penha, comunicação não violenta, ciúmes e autoconhecimento.

Serão três grupos trabalhados em cada ano, com um total de encontros. Augusto ainda destaca que o projeto não substitui como penalidades exigidas por lei, como por exemplo a Maria da Penha, mas como um meio de prevenção a novas ocorrências. A previsão de início do projeto é para março de 2022.


Tenha as informações de Marau e região mais perto de você, fazendo parte do nosso grupo de notícias no Whatsapp, recebendo em primeira mão as notícias produzidas pela nossa central de conteúdo. Para isso é só clicar na palavra AQUI . Aproveite para seguir nas redes sociais Facebook ( CLIQUE AQUI ) e Instagram ( CLIQUE AQUI ). E não deixe de se inscrever no nosso canal do Youtube ( CLICANDO AQUI ). Tua Rádio Alvorada, uma rádio do teu tempo!