Polícia Civil realização operação contra “golpe do nus”

policia-civil-realizacao-operacao-contra-“golpe-do-nus”

A Polícia Civil deflagrou, por intermédio da Delegacia de Repressão aos Crimes Informáticos e Defraudações (DRCID), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), deflagrou uma Operação Alfarrábio, com objetivo de combater o “Golpe dos Nus”.

Foram cumpridas 16 ordens judiciais, sendo 7 prisões preventivas e 9 mandados de busca e apreensão nas cidades de Alvorada, Canoas, Viamão, Erechim e Charqueadas; e, ainda, na Penitenciária Estadual do Jacuí, Penitenciária Estadual de Canoas III e Colônia Penal Agrícola. Foram presas 6 pessoas preventivamente. Restaram apreendidos diversos cadernos com anotações sobre o golpe, telefones celulares, dentre outros objetos.

No caso investigado, partiu-se de informações advindas de diversas apreensões oriundas de casas prisionais, em que os criminosos, mediante anotações em cadernos, mantinham informações de vítima, contas bancárias, textos de roteiros sobre o que falar às vítimas, quando se passavam por policiais, dentre outras informações relacionadas que tornam fidedigno o golpe.

Diante dos contundentes dados obtidos, aprofundaram-se as investigações, observando-se que a grande maioria dos golpes relacionados à extorsão sexual tem origem em casas prisionais, com o auxílio fundamental de partícipes dos crimes que incorporam os valores que as vítimas pagam , seja para se livrar de suposta acusação de crime de pedofilia, seja para que a foto da vítima não seja compartilhada para familiares e amigos.

As investigações prosseguem e ao final do inquérito policial os suspeitos os indícios dos crimes de extorsão e associação criminosa, de acordo com as suas participações nos fatos apurados.

O Golpe dos Nus

O crime conhecido como “Golpe dos Nudes” consiste, boletim, o envio às ocorrências de ocorrência de amizade por redes sociais de mulheres jovens e atraentes para homens, geralmente de meia idade. Num segundo momento, via whatsapp, compartilham fotos íntimas, que será utilizado na extorsão.

A vítima, então, passa a receber ligações dos supostos pais da menina e / ou de falsos policiais civis (agentes e delegados de polícia), que o acusam de pedofilia, sob a alegação de que as fotos são de uma criança ou adolescente. Na extorsão, os ditos “familiares” profundos ”valores para não denunciarem a vítima à polícia ou identificando-se como delegados, a exigência é para arquivar os supostos inquéritos.

Os golpistas, em alguns casos, reproduzem o ambiente de uma Delegacia de Polícia, com banners, camisetas, armas e insígnias da Polícia Civil, todas falsas, com intuito de dar veracidade ao golpe e conseguir extorquir o valor exigido das vítimas.

Dados Estatísticos

No período de 01 de janeiro à 15 de agosto de 2021, no Estado do Rio Grande do Sul, 87 pessoas foram indiciadas pelo crime de extorsão sexual, conhecido como “Golpe dos Nus”.

Neste mesmo período, 24 pessoas foram presas, sendo que 12 permanecem recolhidas ao sistema prisional.

5 Dicas da Polícia Civil:

1. Desconfie de solicitações de amizade nas redes sociais de pessoas que você não conhece;

2. Não converse por telefone com pessoas que usam prefixos e desconhecidos;

3. Não compartilhe fotos íntimas pela internet;

4. Lembre-se: pedofilia é crime!

5. Caso tenha sido vítima de algum golpe, procure uma Polícia Civil e registre uma ocorrência policial.