Ministro do Meio Ambiente e presidente do Ibama, são investigados por exportação ilegal de madeira

ministro-do-meio-ambiente-e-presidente-do-ibama,-sao-investigados-por-exportacao-ilegal-de-madeira

Operação Akuanduba iniciou no mês de janeiro deste ano

A Polícia Federal realiza quarta – feira, 19/05, a Operação Akuanduba, que investiga a exportação ilegal de madeira para o os Estados Unidos e Europa. Entre os investigados estão, Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente, e Eduardo Bim, presidente do Ibama – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis.

O ministro do STF – Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Morais, autorizou a ação e também determinou a quebra de sigilos bancários e fiscais do ministro do Meio Ambiente, e o afastamento preventivo de Eduardo Bim do comando do Ibama, além de afastar outros nove agentes públicos que atuavam em cargos de confiança nos órgãos.  

De acordo com a Polícia Federal, as investigações iniciaram em janeiro a partir de informações repassadas por autoridades estrangeiras sobre um “possível desvio de conduta de servidores públicos brasileiros no processo de exportação de madeira”. Na ação desta quarta – feira, a PF conta com 160 policiais que cumprem 35 mandados no Distrito Federal, no Pará e em São Paulo, incluindo endereços residenciais do ministro Ricardo Salles em São Paulo, no imóvel funcional em Brasília e no gabinete da pasta de Meio Ambiente no Pará.

Fonte: G1