Ministério Público cumpre mandados para desarticular facção comandada de dentro de penitenciária de Caxias do Sul

Operação Galeria, deflagrada em conjunto com a Brigada Militar, ocorreu na manhã desta quinta-feira

O Ministério Público do Rio Grande do Sul, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco – Núcleo Serra), deflagrou, na manhã desta quinta-feira (29 / 4), a Operação Galeria, em conjunto com a Brigada Militar (pela Agência Regional de Inteligência – ARI / Serra), um fim de desarticular uma organização criminosa denominada em Caxias do Sul e região. A investigação tem como foco a atuação de líder de facção criminosa que coordenava como atividades criminosas do interior da Penitenciária Estadual de Caxias do Sul (Pecs), contando com uma rede de pessoas atuando no tráfico de drogas e na lavagem de dinheiro.

Foram cumpridas 64 ordens judiciais, sendo quatro mandados de prisão preventiva, 12 mandados de busca e apreensão e 42 medidas constritivas de indisponibilidade de imóveis e veículos. Os mandados foram cumpridos em Caxias do Sul, inclusive na cela do líder da facção, Vacaria e Criciúma, em Santa Catarina. Ao longo da investigação, já recebido sido presas sete pessoas ligadas ao grupo e recebido sido apreendidos 83 kg de entorpecentes, além de R $ 1. 812. 323, 00 em tipo e seis veículos utilizados no tráfico de drogas.

Uma operação contada como apoio do 4º Batalhão de Polícia de Choque, Força Tática e Canil do 12 º BPM, Grupamento Aéreo da Brigada Militar de Caxias do Sul , Força Tática do 10 º BPM, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Susepe, Gaeco do Ministério Público de Santa Catarina (Núcleos Criciúma e Florianópolis) e Polícia Militar de Santa Catarina (9º BPM).