Crimes de estelionato tiveram acréscimo em 2020, segundo avaliação da Polícia Civil de Marau

Se preferir, ouça este conteúdo no player de áudio da matéria

A Polícia Civil de Marau ainda está compilando os dados que visam numerar as ocorrências registradas em 2020. Apesar disso, duas constatações já podem ser feitas: houve queda no número de roubos e acréscimo nas ocorrências ligadas ao estelionato. Em entrevista para a Tua Rádio Alvorada, o titular da DP do município, Delegado Norberto Rodrigues, revela que os golpes estão sendo aplicados em diferentes contextos sendo, a maioria, por meios digitais, como whatsapp e redes sociais. Há casos, segundo ele, de prejuízos de mais de R$ 50 mil reais. A melhor forma de evitar tornar-se vítima destes golpes, frisa o delegado, é ter cuidado ao repassar dados e chaves de acesso para terceiros pela internet e evitar clicar em links que não sejam confiáveis. 

Ainda como avaliação de 2020, o Delegado Norberto comemora os avanços na obra da nova Delegacia de Polícia de Marau – que está em fase de acabamentos e deve ser inaugurada em fevereiro. Da mesma forma a chegada de quatro novos agentes para o quadro da Polícia Civil do município, que responde também por Gentil, Nicolau Vergueiro, Vila Maria e Camargo. Segundo o Delegado Norberto, a partir da inauguração da nova DP e da flexibilização dos protocolos sanitários ligados à pandemia de Covid-19, pelo menos dois novos projetos de prevenção serão incorporados ao trabalho da polícia marauense: Papo de Responsa, ligado à prevenção ao uso e tráfico de drogas e Mediar, ligado à violência doméstica.

A entrevista com o Delegado Norberto Rodrigues, na íntegra, está disponível neste link.

intranet/userfiles/noticias/dd08f4530e5a6b11bcef8fcc3a465f1d.mp3