Agentes da Susepe passam por capacitação do Samu para trabalhar critérios de deslocamento médico de presos, em Caxias

agentes-da-susepe-passam-por-capacitacao-do-samu-para-trabalhar-criterios-de-deslocamento-medico-de-presos,-em-caxias

Decisa ocorre após a morte de um funcionário da Susepe, no último dia de junho, em que quatro homens foram resgatar um presidiário na UPA Zona Norte

Agentes da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) serão treinados pelo Serviço de Urgência e Emergência (Samu) de Caxias do Sul para aprimorar o trabalho de deslocamento de presos que necessitarem de atendimento médico. A decisão ocorre após a morte de um funcionário da Susepe, no último dia 07 de junho, em que quatro homens foram resgatar um presidiário na Unidade de Pronto Atendimento ( UPA) Zona Norte.

A ação definida em reunião realizada nesta semana na Secretaria Municipal da Saúde (SMS). O encontro foi organizado pela pasta para discutir novas estratégias com o órgão estadual. Conforme a SMS, a regulação seguirá sendo feita pelo Samu, que receberá informações dos agentes da Susepe e avaliará se o caso pode ser atendido localmente ou se é fundamental uma transferência até uma unidade de saúde. De segunda a sexta-feira, uma Unidade Básica de Saúde prisional faz essa avaliação junto ao Samu. Um dos pontos está em como proceder em casos de atendimento aos finais de semana, quando as unidades não abrem. Segundo Fabio Baldisserotto, diretor da Rede Municipal de Urgência e Emergência, a ideia é aumentar a tomada de decisão no momento de fazer o procedimento, evitando deslocamentos desnecessários. O objetivo é diminuir o risco de expor pacientes, equipes de saúde e os agentes próprios.

A capacitação começaria pela Penitenciária Estadual de Caxias do Sul, conhecida como Presídio do Apanhador. O motivo é que o local possui uma distância maior dos centros de saúde, o que facilitaria ações de regaste de criminosos e também dificultaria na chegada de uma ambulância do Samu. Conforme ele, há uma reunião marcada com os agentes que cuidam do lugar para tratar das demandas. Passada as solicitações, será trabalhado um período de realização do treinamento. Futuramente a capacitação será passada aos funcionários do Presídio Regional da cidade.

Também participaram da reunião do secretário municipal de Segurança Pública e Proteção Social, Paulo Roberto Rosa da Silva; delegado regional, Cléber dos Santos Lima; delegado penitenciário da 7ª Delegacia Penitenciária, Marcos Ariovaldo Spenst; delegado penitenciário substituto da 7ª Delegacia Penitenciária, Aguilar Lafortune Ávila; capitão Everton da Silva Korte, representante da BM; diretor jurídico da SMS, Mario Taddeucci; e Alexandre Rodriguez Silveira, gerente operacional da Guarda Municipal. Todos reafirmaram o apoio na busca por soluções que aprimorem o atendimento de saúde com segurança.

Clique AQUI e confira uma entrevista completa.