Serra Gaúcha segue em situação de risco epdemiológico médio para Covid-19

Estado voltou a apresentar bandeiras vermelha e nenhuma região ficou na bandeira amarela
Na 25ª semana do Distanciamento Cobntrolado o Rio Grande do Sul voltou a apresentar piora em alguns indicadores. Com isso, três regiões voltaram para a bandeira vermelha e nenhuma se enquadrou na bandeira amarela. A Serra Gaúcha permanece na bandeira laranja, quie significa risco epidemiológico médio para Covid-19, por mais uma semana.

As regiões de Bagé, Cachoeira do Sul e Palmeira das Missões foram as que retornaram para a bandeira laranja. Já, Cruz Alta, Ijuí e Santo Ângelo foram enquadradas na bandeira vermelha.

Conforme dados do governo estadual, o número de novas hospitalizações confirmadas por Covid-19 chamou a atenção com aumento de 21% – de 739 para 897 – em duas semanas. Também houve elevação de 13% de internados em leitos clínicos confirmados com Covid-19. O número de óbitos cresceu 11% entre as duas últimas semanas, subindo de 213 para 236.

Porém, as internações por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) em UTI tiveram queda de 7% e houve relativa estabilidade dos confirmados com Covid-19 em UTI (aumento de apenas 1%). Mesmo contabilizando os pacientes internados por outras causas, ocorreu queda no número de leitos de UTI ocupados.

Quanto às regiões com maior número de novos registros de hospitalizações nos últimos sete dias, por local de residência do paciente, Caxias do Sul aparece em terceiro lugar com 72, atrás apenas den Porto Alegre (326) e Canoas (77).

Estado voltou a apresentar bandeiras vermelha e nenhuma região ficou na bandeira amarela

Na 25ª semana do Distanciamento Cobntrolado o Rio Grande do Sul voltou a apresentar piora em alguns indicadores. Com isso, três regiões voltaram para a bandeira vermelha e nenhuma se enquadrou na bandeira amarela. A Serra Gaúcha permanece na bandeira laranja, quie significa risco epidemiológico médio para Covid-19, por mais uma semana.

As regiões de Bagé, Cachoeira do Sul e Palmeira das Missões foram as que retornaram para a bandeira laranja. Já, Cruz Alta, Ijuí e Santo Ângelo foram enquadradas na bandeira vermelha.

Conforme dados do governo estadual, o número de novas hospitalizações confirmadas por Covid-19 chamou a atenção com aumento de 21% – de 739 para 897 – em duas semanas. Também houve elevação de 13% de internados em leitos clínicos confirmados com Covid-19. O número de óbitos cresceu 11% entre as duas últimas semanas, subindo de 213 para 236.

Porém, as internações por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) em UTI tiveram queda de 7% e houve relativa estabilidade dos confirmados com Covid-19 em UTI (aumento de apenas 1%). Mesmo contabilizando os pacientes internados por outras causas, ocorreu queda no número de leitos de UTI ocupados.

Quanto às regiões com maior número de novos registros de hospitalizações nos últimos sete dias, por local de residência do paciente, Caxias do Sul aparece em terceiro lugar com 72, atrás apenas den Porto Alegre (326) e Canoas (77).

Link para notícia no site Tua Rádio