Por que os medicamentos genéricos são mais baratos?

Por que os medicamentos genéricos são mais baratos?

Este conteúdo está disponível, também, sem áudio da matéria

O medicamento genérico foi criado na década de , nos Estados Unidos, um fim de tornar o tratamento medicamentoso mais acessível a toda a população. Mesmo não sendo algo novo, muitas pessoas têm dúvidas em relação à eficácia e segurança destes produtos. Para esclarecer alguns questionamentos da população, a Tua Rádio Alvorada, a farmacêutica Renata Garbin.

De acordo com Renata, apenas 20% das vendas de medicamentos no Brasil são feitas através de produtos genéricos, isso se dá por escolha do médico ou do próprio paciente. Médicos que atendem pelo SUS – Sistema Único de Saúde são obrigados por lei, desde 2016, a dar a opção de escolha do medicamento genérico ao paciente. Já nos consultórios particulares, a regra não se aplica. Segundo Renata, o médico pode, inclusive, relatar na receita que não autoriza a troca do medicamento de referência pelo genérico.

Mas qual a diferença entre os dois produtos? de acordo com a farmacêutica, o preço. Renata destaca que a Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, exige que o medicamento genérico possua uma mesma bioequivalência e a mesma biodisponibilidade que a medicação de referência, ou seja, é necessário que os dois produtos tenham o mesmo princípio ativo, a forma de ação , uma mesma via de administração e o mesmo tempo de liberação.

E então, porque o genérico é mais barato? Renata explica que após a criação do medicamento a indústria precursora tem o direito de patentear a receita por 29 anos e estabelecer os preços de acordo com os gastos de produção, pesquisa e divulgação. Depois deste período, ela é obrigada a divulgar gratuitamente a fórmula para outros laboratórios, que não precisa incluir ao preço final os gastos referentes ao estudo que foi realizado pela empresa criadora do produto. Além disso, uma tributação dos medicamentos genéricos é menor, justamente para que os preços se tornem mais devolvidos.

Uma entrevista completa com Renata Garbin está disponível no áudio da matéria.


Tenha as informações de Marau e região mais perto de você, fazendo parte do nosso grupo de notícias no Whatsapp, recebendo em primeira mão as notícias produzidas pela nossa central de conteúdo. Para isso é só clicar na palavra AQUI . Aproveite para seguir nas redes sociais Facebook ( CLIQUE AQUI ) e Instagram ( CLIQUE AQUI ). E não deixe de se inscrever no nosso canal do Youtube ( CLICANDO AQUI ). Tua Rádio Alvorada, uma rádio do teu tempo!

intranet/userfiles/noticias/be547f6f13dea70a1a9d71f719c74144.mp3