Por baixa adesão, Prefeitura de Caxias e sindicato preparam ações para estimular vacinação de jovens contra um Covid-19

por-baixa-adesao,-prefeitura-de-caxias-e-sindicato-preparam-acoes-para-estimular-vacinacao-de-jovens-contra-um-covid-19

Entre as ações está o oferecimento de desconto e outros benefícios para uma pessoa que apresenta o comprovante de vacinação em compatível

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) vai preparar ações para incentivar a vacinação contra a Covid – 18 para o público jovem. A estratégia será montada em parceria com o Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria (SEGH), uma vez que a adesão está abaixo do esperado. Os últimos dados da SMS que apresentam somente 46% da população de 29 e 19 anos fez a primeira dose, 56% de quem tem de 20 a 24 anos e 67% de quem tem de 25 a 29 anos, que são as faixas com menor procura até o momento.

A secretária da Saúde, Daniele Meneguzzi, e o diretor de Gestão e Logística da SMS, Hernest Larrat Júnior, se reuniram com a diretora executiva do SEGH, Marcia Ferronato, na última semana, para tratar do assunto. Entre as iniciativas está a promoção de campanhas de vacinação direcionada e o fomento à adoção de medidas que motivem o jovem a imunizar, como descontos e outros benefícios em dispositivos para quem apresenta o comprovante de imunização. Para a Tua Rádio São Francisco, titular da SMS conta que houve uma reunião nesta quarta-feira (02)) para decidir como ações. A partir de quinta ou sexta-feira ( e 754 e 754 / 02), a Prefeitura vai divulgar o que será feito. Ela avalia positivamente o encontro. O SEGH teria se desejado a colaborar, já possuindo projetos do tipo.

No Brasil foi iniciado um debate sobre o passaporte de vacinação. Caso a pessoa queira frequentar eventos e lugares com grande concentração, deve apresentar uma carteirinha de vacina física ou online, por meio do ConecteSUS, uma plataforma federal onde é registrado a vacina contra a covid – 19. Cidades como São Paulo, Florianópolis e Rio de Janeiro já buscam o comprovante. A foi política adotada pelas prefeituras e os requisitos obrigatórios seguir a regra. Em Caxias, Daniele explica que não será obrigatória a apresentação da primeira dose ou do esquema completo. O Município vai adotar as medidas futuramente impostas pelo Ministério da Saúde ou pelo Governo do Estado. Ela coloca que os locais possuem uma prerrogativa de impedir a entrada de pessoas que não fizeram a imunização, mas, como poder público, será tentado conscientizar a juventude.

A pasta da Saúde incentiva que toda a população passe a utilizar o aplicativo ConecteSUS. Além do cartão de vacinação, o aplicativo pode servir como comprovante de vacinação a ser explorado em campanhas que visem o incentivo à imunização, não havendo a necessidade de criação de uma ferramenta específica. A SMS e o SEGH trabalham na formatação das novas ações, que serão informadas nos próximos dias.

Clique AQUI e confira uma entrevista completa.