Pneu como principais dúvidas sobre a vacinação contra Covid-19 em Caxias do Sul

Plano Municipal de Imunização foi apresentado nesta segunda-feira (17 / ), em entrevista coletiva na Prefeitura

O Plano Municipal de Vacinação contra a Covid- 19 de Caxias do Sul está programado para iniciar nesta terça-feira (19 / 01). A imunização começaria pelos grupos prioritários, separados em quatro fases: primeiros por trabalhadores de saúde, pessoas de 20 anos ou mais institucionalizadas, pessoas de 80 anos a mais, pessoas de 75 a 79 anos; depois pelas pessoas de 70 a 74 anos, pessoas de 65 a 69 anos, pessoas de 60 a 64 anos; Então pela população com comorbidades; e, por último, professores, quadro de segurança e salvamento, funcionário do sistema prisional.

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) ainda não receberiam as doses nesta primeira etapa. A vacinação para a próxima fase dependerá das remessas do governo federal enviar para o Rio Grande do Sul. A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) montou um planejamento com critérios por população alvo em cada etapa, localização geográfica das UBSs, segurança, logística e armazenamento das vacinas.

Veja abaixo um esclarecimento sobre as principais dúvidas quanto ao esquema de vacinação em Caxias do Sul.

Quando inicia a vacinação?

A data prevista pelo Ministério da Saúde é dia 20 de janeiro (quarta-feira). Em Caxias do Sul, depende da chegada das doses.

Qual a população-alvo desta primeira fase da campanha?

Trabalhadores da saúde e pessoas idosas residentes em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs).

Por que há definição de grupos prioritários?

Para proteger as pessoas mais vulneráveis ​​da sociedade (inclusive aquelas que não podem receber a vacina por questões de doença).

Quais conceitos auxiliam na definição de grupos prioritários de vacinação?

Manter atendimentos essenciais em funcionamento; vacinar as pessoas com maior risco de desenvolver formas graves da doença ou com mais risco de vida; imunizar o maior número de pessoas para garantir proteção aos grupos vulneráveis ​​que não podem receber a vacina.

Quais são os profissionais de saúde priorizados para vacinação?

Diante das doses disponíveis para distribuição inicial e da estimativa populacional dos trabalhadores de saúde, será necessária uma ordem de priorização desse grupo. Assim, segundo o Ministério da Saúde, recomenda-se a seguinte ordem, conforme disponibilidade de doses, sendo facultado a Estados e Municípios a possibilidade de adequar a priorização conforme a realidade local:

– Equipes de vacinação que compensa na vacinação dos grupos elencados para como 6 milhões de doses;

– Trabalhadores das Instituições de Longa Permanência de Idosos;

– Trabalhadores dos serviços de saúde públicos e privados, tanto da urgência quanto da atenção básica, literalmente na atenção / referência para os casos suspeitos e confirmados de covid – 19;

– Demais trabalhadores de saúde.

Cabe esclarecer que todos os trabalhadores da saúde serão contemplados com a vacinação, entretanto, a ampliação da cobertura desse público será gradativa, conforme disponibilidade de vacinas.

Quantas vacinas serão disponibilizadas em Caxias?

Ainda não há essa informação. O Ministério da Saúde fará uma distribuição proporcionalmente à população do Estado / cidade / grupo a ser vacinado.

Quais vacinas estarão disponíveis?

Inicialmente, será oferecido oferecido pelo Ministério da Saúde as vacinas Coronavac e University of Oxford / AstraZeneca. Outras estar disponíveis, mas, até o momento, somente essas duas solicitadas o registro para uso emergencial junto à Anvisa.

Será possível escolher com qual vacina serei imunizado?

Não.

Já há dados para uma segunda fase da vacinação?

Não, mas será informada nos canais de comunicação da prefeitura e também por meio da imprensa. A data dependerá da remessa de vacinas pelo governo federal.

Onde ocorrerá uma vacinação?

Na primeira etapa, será nos locais de trabalho dos profissionais de saúde e nas ILPIs. Nas etapas seguintes, os locais informados oportunamente.

Uma pessoa será vacinada com quantas doses?

As vacinas Coronavac e University of Oxford / AstraZeneca são aplicadas em duas doses.

Como saber quando será uma segunda dose?

Será reserva no ato da vacinação. Também é possível baixar o aplicativo Conecte o SUS, que trará o registro da aplicação utilizada, doses ministradas, além de alerta da segunda dose.

Haverá vacina nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs)?

Na primeira fase, não. A prefeitura divulgará quando for ofertado nesses locais (designados em quadro anterior).

Haverá algum Dia D de vacinação, um exemplo do que ocorre com outros tipos de imunização?

A Secretaria da Saúde prevê essa possibilidade, mas, caso ocorra, será confirmada em momento oportuno.

Quem para vacinado pode deixar de usar máscara?

Não. A máscara obrigatória sendo usada, bem como obrigada a ser limitada os hábitos de higiene e evitadas como aglomerações, até que haja nova orientação de saúde.

Quem não deve tomar a vacina?

Menores de 18 anos de idade (o limite de faixa etária pode variar para cada vacina de acordo com a bula ); gestantes; pessoas que já dissipadas anafilática confirmada a uma dose anterior de uma vacina contra a covide – 19; pessoas que correlação anafilática confirmada a qualquer componente da (s) vacina (s).

A vacina é segura?

As vacinas serão ofertadas com a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Onde buscar informações?

Nos canais oficiais do Ministério da Saúde (incluindo o Informe Técnico da Campanha Nacional de Vacinação contra a covid – 19, de 18 de janeiro de 2021), da prefeitura de Caxias do Sul, da Secretaria Municipal da Saúde e governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Qual o contato para informações e denúncias?

Alô Caxias (telefone 156), de segunda a sexta-feira, das 8h às 17 h. Outras demandas não ligadas à vacinação devem ser, prioritariamente, encaminhadas pelo meio do site da prefeitura (sac.caxias.rs.gov.br). Se houver grande demanda de ligações, pode haver demora para atendimento. A prefeitura estuda outras possibilidades para viabilizar a prestação de informações ao cidadão.