Otorrinolaringologista fala sobre tratamento precoce para recuperação do olfato e paladar

Sintoma aparece em 65% dos pacientes que testam positivo para Covid – 19

Uma das queixas mais recorrentes dos pacientes infectados pelo coronavírus é a perda do paladar e olfato. Em conversa com a Tua Rádio Alvorada, Erik Xavier, otorrinolaringologista, revelou que o sintoma aparece em 65% dos pacientes que testam positivo para Covid – 19 e tende a desaparecer após 10 ou 15 dias, em casos mais leves. Porém, em alguns casos essa recuperação não acontece, segundo Erik, quando o sintoma persistente por mais de 30 dias é considerado uma situação crônica.

Segundo Xavier, isso acontece por conta de uma inflamação do nervo olfativo, que se não tratada precocemente, pode matar as células nervosas que captam o cheiro e o sabor. Para que o quadro não chegue a este estágio mais avançado é importante que o paciente procure pelo atendimento de um otorrinolaringologista, para uma avaliação do caso e início do tratamento, que pode envolver antiinflamatórios e algumas terapias, como o reconhecimento do cheiro, por exemplo .

Outro fator destacado por Xavier, é uma possibilidade de o paciente desenvolver parosmia, “é a troca de sabor, então você vai comer alguma coisa e sente outro sabor. A célula nervosa ficou desorientada e a gente não pode deixar isso acontecer, porque um dos prazeres que nós temos na nossa vida é poder sentir sabores e cheiros e não dá pra se privar disso ”acrescenta Xavier. Sobre uma possível perda definitiva destes sentidos, Erik explica que ainda não há nenhum estudo que diga se isso é possível ou não.

Uma entrevista completa com Erik Xavier está disponível no áudio da matéria.

intranet/userfiles/noticias/a10bb4b343637f6704cbfa91d17f5cee.mp3