Municípios da Amesne discutem o uso obrigatório de máscaras para até dezembro na região

Municípios da Amesne discutem o uso obrigatório de máscaras para até dezembro na região

Caxias do Sul participou de encontro com outros municípios nesta semana. Protocolos sanitários contra Covid – 19 foram discutidos, entrarão em votação e serão levados ao Governo do Estado

)

A Associação dos Municípios da Encosta Superior Nordeste (Amesne) realizou nesta semana uma reunião com os prefeitos da região para tratar dos protocolos sanitários contra a Covid – 19. Adiló Didomenico, representa Caxias do Sul, estava presente no encontro. A maioria dos gestores são contrários a alguns regramentos do governo estadual.

As pautas englobaram a obrigatoriedade da apresentação do cartão de vacina para adentrar aos adaptadores; o distanciamento social; e o ensino escolar. Em pronunciamento, o presidente da Amesne e prefeito de Farroupilha, Fabiano Feltrin, colocou que grande parte dos gestores são contra o passaporte vacinal e solicitam a exclusão do distanciamento social para pistas de dança e em estádios. A respeito das escolas, eles pedem a normalização dos horários nas instituições de ensino. Outra parte que os preocupam é a baixa adesão do público de 20 a 29 anos para tomar como doses contra o coronavírus.

Também se definiu pela permanência do uso de máscara até, pelo menos, o mês de dezembro, quando será feita uma nova análise sobre o cenário pandêmico na região.

Mais temas foram debatidos. Esteve em discussão a Lei Complementar 173 e a previsão de aumento salarial para servidores públicos municipais e a necessidade de padronização dos contratos da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan). Também foi debatido sobre a contrariedade dos municípios em atrelar percentuais do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para Educação, e a percepção de aumento de casos de Autismo na região, criando uma Associação de Pais e Amigos do Autista de Farroupilha (Amafa) à disposição para convênio com outros municípios.

Estes posicionamentos serão levados ao Governo do Estado. Os prefeitos vão discutir para aprovar as demandas no dia 11 de novembro, durante reunião presencial no município de Nova Prata. Caso seja aprovado, novos regramentos entrarão em vigor.

Ouça a declaração completa AQUI .