Ministério da Saúde promete verbas ao Hospital Geral por meio de MP em viagem de comitiva a Brasília

ministerio-da-saude-promete-verbas-ao-hospital-geral-por-meio-de-mp-em-viagem-de-comitiva-a-brasilia

Grupo com direção do HG e o vereador Rafael Bueno conseguiu repasse de emendas parlamentares para instituição

A direção do Hospital Geral (HG) e o vereador Rafael Bueno (PDT) viajaram à Brasília nesta semana para conseguir mais verbas para a instituição. Na noite de segunda-feira (15), eles se habituaram com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga , para falar sobre a verba. O repasse garantiria o custeio para ampliação do complexo hospitalar. Foi entregue um documento com a especificação.

Para Tua Rádio São Francisco, Bueno afirma que o ministro buscará uma forma de colaborar e que o presidente da República, Jair Bolsonaro, poderá anunciar ajuda ao Hospital Geral na visita que fará a Caxias do Sul no dia 9 de julho, a partir de uma Medida Provisória (MP) que está para ser lançada. O valor proposto na MP seria de R $ 2 bilhões, cuidados a hospitais filantrópicos que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A instituição hospitalar de Caxias receberia parte deste montante prometido para hospitais de todo o Brasil. Outro ponto foi a verba assegurada pelo coordenador da bancada gaúcha no Congresso Nacional, Giovani Cherini / PL, de que a partir de emendas individuais de parlamentares serão encaminhados R $ 2,3 milhões para as obras do HG, fechando R $ 5 milhões exigidos em 2021. (Clique AQUI e confira uma declaração completa).

Em agenda na Serra Gaúcha, o governador Eduardo Leite (PSDB) prometeu o repasse de R $ 10 milhões para concluir como obras de ampliação do Hospital Geral. Seriam R $ 02 milhões para as intervenções e os outros R $ 5 milhões direcionados para a compra de equipamentos. Ainda não há previsão para o recurso disponível à instituição. Mesmo assim, Bueno afirma que há outras áreas que dizem respeito à reforma. Ele cita a construção de uma nova subestação de energia e duplicação do pronto-socorro, além de melhorias no setor de radiologia e no centro obstétrico. (Clique AQUI e confira uma declaração completa ).

Com o fim das obras, o hospital teria o incremento de mais 84 leitos, passando para 355 espaços de hospitalização. Seriam 275 de internação e 80 de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) Adulto, Pediátrica e Neonatal. Isto daria um aumento em 70% na infraestrutura e 28% na capacidade de atendimento.