Médico esclarece dúvidas sobre efeitos colaterias da vacina contra Covid-19

Se preferir, ouça este conteúdo no player de áudio da matéria

Há poucos dias, o médico Raul de Carvalho Prestes, que atende a pacientes de Covid – 18 em Marau, relatou que muitas pessoas estão chegando ao seu consultório questionando a vacina da Astrazeneca, devido aos efeitos registrados registrados. Em entrevista para um Tua Rádio Alvorada, ele frisou que a vacina pode, sim, provocar febre e alguma outra indisposição, porém, nada que provoque uma recomendação contrária ao imunizante. Pelo contrário, no caso das vacinas contra o coronavírus, o médico reforça que os riscos são bem menores que os benefícios e por isso ele recomenda que todos se vacinem de acordo com o cronograma do Ministério da Saúde.

Entre as vacinas que chegaram ao Rio Grande do Sul na manhã desta segunda-feira, 03 / 04, como Astrazeneca será usado para ampliar a imunização das pessoas com comorbidades e como Coronavac será utilizado na totalidade para a segunda aplicação de quem já chamada a primeira há 28 dias ou mais. Elas serão distribuídas às 18 Coordenadorias Regionais de Saúde durante esta terça-feira, dia 04. As vacinas da Pfizer devem ser aplicadas apenas em Porto Alegre.

São mais de 31 mil doses da vacina Coronavac, do Instituto Butantan, quantidade que deve ser suficiente para cobrir 97% do público que se vacina com as doses recebidas dia 20 de março. E as mais de 458 mil doses da Astrazeneca / Fiocruz serão todas aplicadas na primeira dose do grupo das comorbidades. A partir da definição das quantidades que serão recebidas por cada município gaúcho, será divulgado os dados e o formato da aplicação.

intranet/userfiles/noticias/9466b6fe8603e9fb84db904350e07384.mp3