Marau tem um caso confirmado de Varíola dos Macacos

Marau tem um caso confirmado de Varíola dos Macacos

Paciente está sendo acompanhada pelas equipes de saúde de Marau

Marau tem um caso confirmado de Monkeypox, popularmente conhecida como Varíola dos Macacos. Trata-se de uma mulher de 27 anos, que apresentou lesões na pele. O teste foi feito no dia 15 de agosto, após a paciente comparecer ao hospital para realização do parto, foi quando os profissionais de saúde notaram os sintomas. O resultado positivo veio no dia 23 de agosto, após análise do Lacen – Laboratório Central do Estado. 

A paciente está sendo acompanhada pela ESF da comunidade a que ela mora – o nome do bairro não foi divulgado. A equipe da Vigilância em Saúde ainda informou que o esposo da paciente apresenta sintomas da doença, porém, ainda não foi possível a realização do teste, já que ele trabalha em outro município. A empresa já foi informada sobre a suspeita. 

O último boletim informativo, divulgado nesta segunda-feira, 29/08, pela Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul aponta 82 casos positivos e 340 em investigação. Na região, além de Marau, Passo Fundo possui um caso confirmado da doença. 

Sintomas

A Monkeypox se manifesta principalmente por erupções cutâneas ( lesões de pele) que podem afetar o corpo todo, incluindo rosto, palmas das mãos, plantas dos pés e órgãos genitais. Também é comum que a pessoa infectada tenha febre; dor de cabeça, nas costas e nos músculos; inchaço nos gânglios linfáticos; falta de energia e fadiga.

Transmissão

A transmissão pode ocorrer através do contato com objetos infectados, com lesões de pele e gotículas respiratórias (saliva e muco nasal) da pessoa infectada. Todas as pessoas que forem expostas ao vírus podem se infectar e desenvolver a doença, independentemente de idade, sexo ou outras características. 

A principal orientação da Secretaria de Saúde do Estado para a prevenção da doença é a higienização das mãos, uso de máscara e procura por atendimento médico em caso de sintomas.