Hospital Virvi Ramos, em Caxias, é o primeiro no uso de plasma de recuperados para tratar Covid-19

O protocolo foi aprovado pela Secretaria Municipal de Saúde e pelo Comitê de Ética e pesquisa do Hospital. Os dados coletados farão parte de uma pesquisa científica

O Hospital Virvi Ramos, de Caxias do Sul, em parceria com o Hemocentro (HEMOCS), inovou no tratamento dos casos graves da Covid-19 e adotou um protocolo já aprovado pela Anvisa para uso de plasma convalescente no tratamento de pacientes internados em estado grave na UTI, em decorrência da Covid-19. O protocolo foi aprovado pela Secretaria Municipal de Saúde e pelo Comitê de Ética e pesquisa do Hospital. Os dados coletados farão parte de uma pesquisa científica.

O tratamento consiste na transfusão do plasma (parte líquida do sangue) de uma pessoa curada da Covid-19 para uma infectada. Ao se curar da Covid-19, o paciente desenvolve anticorpos para a doença. Por isso, a transfusão auxiliaria um paciente crítico a se recuperar, como explica a médica intensivista do Hospital Virvi Ramos, Eveline Gremelmaier, que coordena o projeto na instituição, em entrevista à Tua Rádio São Francisco.

Ouça AQUI a entrevista completa

Além de já estar comprovadamente recuperado, para doar o plasma, a pessoa precisa preencher uma série de requisitos. Ser do sexo masculino, com idade entre 18 e 60 anos, estar a mais de 28 dias recuperado, e não ter sido internado em estado grave.

As doações são feitas conforme agendamento no Hemocentro de Caxias do Sul, que destinará o plasma aos hospitais habilitados para utilização desse tratamento. Os contatos para agendamento dos interessados em doar o plasma são: (54) 3290.4543, (54) 3290.4580 ou pelo WhatsApp (54) 98418.8487. O Hemocentro fica na rua Ernesto Alves, 2260 e atende de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30 e aos sábados pela manhã, das 8h às 12h.

Link para notícia no site Tua Rádio