Governo do RS define que protocolos contra Covid-19 da Serra Gaúcha são insuficientes para o avanço da doença na região

governo-do-rs-define-que-protocolos-contra-covid-19-da-serra-gaucha-sao-insuficientes-para-o-avanco-da-doenca-na-regiao

Em reunião virtual nesta sexta-feira (14), Governo do Estado acordou com a Amesne que vai enviar na próxima semana quais melhorias devem ser feitas no regramento regional

As medidas de combate à Covid – 19 da região de Caxias do Sul foram discutidas entre o Governo do Estado e a Associação de Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne) nesta sexta-feira (14 / 06), por videoconferência. O debate faz parte de uma série de reuniões adotadas pelo Gabinete de Crise estadual desde uma semana passada para abordar os protocolos sanitários, a partir de monitoramento diário feito pelo GT Saúde e Protocolos.

Os encontros são coordenados pela secretária da Saúde, Arita Bergmann, com participação do secretário Luiz Carlos Busato (Articulação e Apoio aos Municípios) e do procurador-geral de Justiça, Marcelo Dornelles. A reunião foi realizada, pois a região de Caxias está com Alerta desde 19 de maio. De acordo com o governo estadual, o regramento da Serra Gaúcha não está freando o avanço da Covid. Na última semana, a Secretaria da Saúde (SES) afirma que a região incidência de 308, 5 casos confirmados por 100 mil habitantes, aumento de 14, 7% frente à semana anterior. É a 12 ª maior impacto do Estado, e 14, 6% superior à média estadual. A preocupação foi externada pelo titular da SES, Arita Bergmann. “O plano de Ação da região é um bom plano, mas ainda precisa de alguns detalhes, que serão encaminhados na próxima semana em reunião do comitê técnico regional com os prefeitos. É importante que todos compreendam que os planos são regionais e devem ser seguidos por todos os municípios. Observamos que os prefeitos estão comprometidos em fazer uma mudança dos indicadores de saúde e, com isso, esperamos retornar o mais breve possível à melhor situação da região da Serra ”, destacou a secretária. (Clique AQUI e ouça a fala completa).

Arita afirma que houve um pedido, por parte dos prefeitos, de um apoio ainda mais amplo na área de Segurança Pública para o cumprimento da fiscalização. O vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, exerce a demanda ainda durante a reunião e se compromete a dar seguimento para que as informações de segurança, que já têm prestado forte apoio, intensifiquem ainda mais as ações. Além disso, uma região pretende trabalhar com a classificação de risco das atividades que oferece mais chance de contágio e transmissão pelo coronavírus. Ainda, planeja exigir uma assinatura, por parte dos requisitos, de um termo de responsabilidade. Assim, os pendentes comerciais se responsabilizando pelo cumprimento dos protocolos obrigatórios de distanciamento e de higiene exigidos pelo Sistema 3As de Monitoramento. (Clique AQUI e ouça a fala completa).

Na semana passada, foram realizadas reuniões com as regiões de Santa Rosa, Ijuí, Passo Fundo, Erechim, Palmeira das Missões, Cachoeira do Sul e Cruz Alta.