Fevereiro Roxo é o mês de conscientização para doenças como lúpus e fibromialgia

Neste mês, está utilizando a cor roxa para lembrar a população sobre doenças incuráveis ​​

O Lúpus Eritomatoso Sistêmico (LES), é uma doença autoimune multissistêmica, ou seja, que pode atingir qualquer parte do corpo, e sua gravidade e sintomas variam de acordo com a região afetada. No Brasil, estima-se que aproximadamente 65 mil pessoas sejam portadoras do LES, a maioria são mulheres, sendo nove a 10 casos para cada homem. Mesmo ocorrendo em qualquer idade, é mais frequente por volta dos 30 anos, tendo maior incidência em pessoas de raça negra do que branca.

Existem inúmeros fatores que podem dar início à doença, como: hormais femininos, radiação ultravioleta, predisposição genética, medicamentos e até mesmo doenças virais.

Já a fibromialgia, comumente conhecida como uma patologia de dor generalizada, é conceituada pela Sociedade Brasileira de Reumatologia como “uma condição que se caracteriza por dor muscular generalizada, crônica (dura mais que três meses), mas que não apresenta evidência de inflamação nos locais de dor ”. Esse conceito demonstra a dificuldade de diagnóstico, visto que não existem, atualmente, marcadores laboratoriais que confirmem a disease.

A reumatologista e professora médica do curso de Medicina da Universidade Positivo, Bruna Chu, falou sobre o assunto em entrevisdta ao programa Temática na manhã desta sexta-feira. Confira na íntegra.

intranet/userfiles/noticias/467e839596d1fa08cce9a5f8f1d2c98e.mp3