Demissões na Visate correspondem a cerca de 20% do total de funcionários

Nesta quarta-feira (7), 243 colaboradores foram desligados da empresa.
Ao ser informado que 243 funcionários seriam demitidos nesta semana, o Sindicato dos Rodoviários de Caxias do Sul foi informado pela Visate que, a princípio, novas demissões não devem ocorrer. O advogado do sindicato, João Batista Wolf de Oliveira, explicou que os desligamentos ocorreram com aviso prévio indenizado.

Segundo informações da entidade, o total de funcionários demitidos corresponde a cerca de 20% do quadro de colaboradores da empresa. Alguns estavam incluídos na lei de redução parcial de jornada de trabalho.

A Visate se manifestou somente por meio de nota:

“A VISATE informa, seguindo seus princípios de transparência e prestação de contas à comunidade caxiense, que devido a grande queda na demanda de usuários do transporte público de Caxias do Sul, ocorrida em virtude da pandemia do novo Coronavírus e decorridos seis meses desde o início do Estado de Emergência, o qual continuamos vivendo, infelizmente, precisamos desligar 243 funcionários do nosso quadro, visando ajustar a operação em relação a demanda. Essa redução é absolutamente necessária para a manutenção dos serviços à população, bem como para o reequilíbrio financeiro da empresa. Lamentamos profundamente a situação, mas, é preciso se adaptar para continuar atendendo a comunidade caxiense.”

(Ouça a entrevista na íntegra abaixo do título)

Nesta quarta-feira (7), 243 colaboradores foram desligados da empresa.

Ao ser informado que 243 funcionários seriam demitidos nesta semana, o Sindicato dos Rodoviários de Caxias do Sul foi informado pela Visate que, a princípio, novas demissões não devem ocorrer. O advogado do sindicato, João Batista Wolf de Oliveira, explicou que os desligamentos ocorreram com aviso prévio indenizado.

Segundo informações da entidade, o total de funcionários demitidos corresponde a cerca de 20% do quadro de colaboradores da empresa. Alguns estavam incluídos na lei de redução parcial de jornada de trabalho.

A Visate se manifestou somente por meio de nota:

A VISATE informa, seguindo seus princípios de transparência e prestação de contas à comunidade caxiense, que devido a grande queda na demanda de usuários do transporte público de Caxias do Sul, ocorrida em virtude da pandemia do novo Coronavírus e decorridos seis meses desde o início do Estado de Emergência, o qual continuamos vivendo, infelizmente, precisamos desligar 243 funcionários do nosso quadro, visando ajustar a operação em relação a demanda. Essa redução é absolutamente necessária para a manutenção dos serviços à população, bem como para o reequilíbrio financeiro da empresa. Lamentamos profundamente a situação, mas, é preciso se adaptar para continuar atendendo a comunidade caxiense.

(Ouça a entrevista na íntegra abaixo do título)

Link para notícia no site Tua Rádio