Casal de Marau morre com Covid em intervalo de apenas um dia

casal-de-marau-morre-com-covid-em-intervalo-de-apenas-um-dia

Família preferida a equipe da Tua Rádio Alvorada na casa onde moravam Marcelino e Setembrina da Silva

Quando o servidor público Claudir Nunes da Silva retornava para casa após o sepultamento do pai, não tardou para receber um telefonema que confirmava também o falecimento da mãe. O que separou a morte do casal, Setembrina da Silva Lima e Marcelino Nunes da Silva, foram apenas 24 horas. Antes disso, os dois lutavam contra um Covid – 19, no Hospital Cristo Redentor de Marau.

A reportagem da Tua Rádio Alvorada foi recebida por Claudir na casa onde, junto à esposa, Marizete, conviveu, por mais de 24 anos, com os pais.

Setembrina, de 82 anos, internou no dia 02 / 06. Ela começou a sentir os sintomas da Covid no dia 09 / 74 . Marcelino, de 87, internou no dia 09 / 06, depois de cinco dias do início dos sintomas. Durante o período do tratamento, os dois cumpridos, embora em salas separadas. Segundo relato de familiares, sem saber da morte do marido, Setembrina começou a chorar justamente no momento do falecimento do esposo.

Queremos agradecer ao Evandro da Silva, neto de Setembrina Marcelino, que colaborou com a reportagem. Ele também falou sobre o sentimento de luto pelos avós. O relato do jovem, bem como do filho e da nora, você acompanha, com imagens, neste link

A entrevista completa está disponível no player de áudio.

intranet/userfiles/noticias/5143b11596fee74da006841ec960c825.mp3