Baixa procura da vacina contra a gripe pelo público-alvo preocupa pasta municipal da saúde, em Caxias do Sul

A coordenadora do Núcleo de Imunizações, Rita Mota, explica que a busca diminuiu no decorrer da campanha. Na penúltima etapa da vacinação, os grupos prioritários foram em menor número nas UBSs

Caxias do Sul iniciou nesta semana a última etapa da campanha de vacinação contra a gripe. Até o dia 05 de junho, a meta é imunizar professores da rede pública e privada e adultos de 55 a 59 anos. A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) estima que 35 mil doses foram distribuídas para esta fase nas 48 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município. Em entrevista à Tua Rádio São Francisco, a coordenadora do Núcleo de Imunizações da SMS, Rita Mota, avalia a campanha na cidade.

“Com a antecipação da ação em três semanas, as distribuições das doses pelo laboratório foram impactadas. A empresa se programou para entregar um determinado número, mas com o adiantamento as vacinas tiveram que ser entregues em pequenas quantidades, divididas para os estados e municípios em lotes. Isso impactou numa procura grande e as doses terminavam nos postos de saúde. Hoje, temos o quadro inverso. O Ministério da Saúde conseguiu normalizar a distribuição das vacinas e temos um estoque suficiente nas unidades.”, completa.

Segundo ela, o problema está que, mesmo com a regularização, a procura está baixa.

“Percebemos que o público buscou no inicio a vacina e, agora, estamos com uma menor procura nas unidades. Inclusive, esses grupos que iniciaram a última fase.”, avalia.

A expectativa é que os grupos prioritários vãos às UBSs atrás da imunização. Mota explica que as unidades receberam além das 35 mil doses, mais 20 mil vacinas. O lote será suficiente para manter o abastecimento nos postos por um tempo. A programação é que o município ainda ganhe de 25 mil a 30 mil doses. A coordenadora afirma que, em um trabalho em conjunto com a Atenção Básica, a distribuição foi realizada por território a fim de cobrir o público da campanha.

Até o momento, a pasta da saúde estima que 90.542 doses foram realizadas. A vacina contra a gripe não protege contra o coronavírus, mas a imunização ajuda a combater indiretamente a pandemia, diminuindo o número de internações por influenza e auxiliando no diagnóstico da covid-19.

Clique na aba “Ouvir Notícia” e ouça a entrevista completa concedida ao jornalista Fernando Levinski e ao repórter Rodrigo Fischer.

Link para notícia no site Tua Rádio