Adultos comorbidades deverão receber a vacina contra Covid-19 no RS

Grupo será imunizado assim que encerrar a vacinação das pessoas com 59 anos ou mais. Não há data definida.

O Governo do Rio Grande do Sul anunciou nesta quarta-feira (14 / ) o planejamento das próximas etapas da vacinação contra a Covid – 19. Assim que o grupo de idosos para concluídos – pessoas de 60 anos ou mais – começarão a ser imunizadas como pessoas com comorbidades.

Assim, adultos de 18 a 59 anos que têm doenças ou condições de saúde que aumentam o risco de desenvolver formas mais graves da Covid – 19 serão contemplados. A estimativa, no Rio Grande do Sul, é de que 1. 150. 997 pessoas perdidas nesse grupo. Ainda não há uma data definida para iniciar essa etapa da imunização.

Conforme a Secretaria Estadual de Saúde, a vacinação desse novo público-alvo depende do ritmo de recebimento de doses do Ministério da Saúde e do fluxo de aplicação das doses nos municípios. A expectativa é de que essas pessoas também sejam dividas por faixa etária, ou seja, primeiro devem se vacinar como pessoas deste grupo que têm 59 anos, depois 19, e assim por diante, em ordem decrescente.

Para comprovar a doença, uma pessoa deve levar ao posto de saúde um documento médico: exames, receitas, relatório médico, prescrição médica etc. Poderão ser utilizados os cadastros já existentes nas Unidades Básicas de Saúde.

São considerados nenhum critério de vacinação como seguntes comorbidades: diabetes, hipertensão arterial ou pulmonar, pneumopatia crônica grave, insuficiência cardíaca, cardiopatias, síndromes coronarianas, valvopatias, arritmia cardíaca, próteses valvares ou dispositivos cardíacos implantados, doença vascular , doença renal crônica, imunossuprimidos, anemia falciforme, obesidade mórbida, síndrome de down e cirrose hepática.

É importante lembrar que para as comorbidades citadas, o Estado deve adotar especificações de cada doença para uma pessoa que será considerada do grupo de risco. O detalhamento está disponível no site coronavirus.rs.gov.br , não Plano Estadual de Vacinação Contra a Covid – 19.