Os desafios do dia a dia e da fé

Pároco do município de Gentil fala sobre a importância de manter a fé viva, não só, em momentos de dificuldade, mas também, de tranquilidade

“A fé é algo que vem de uma forma intrínseca, ta dentro de você, mas tem que ser desafiada”, essa é a definição do Padre Itamar Lavarda, da Paróquia Santo Antônio de Gentil. Em entrevista que concedeu à Tua Rádio Alvorada, o pároco explica que é na dificuldade que a fé está mais presente. Segundo ele, nos momentos de tranquilidade as pessoas esquecem de cultivar a espiritualidade porque não julgam ela tão necessária quanto, comer, vestir e trabalhar, por exemplo. Aí entram os desafios do dia a dia que é alimentar a fé de cada um. Um grande desafio enfrentado por todos, exemplifica ele, nesse momento, é uma pandemia, onde muitos fiéis precisam se reinventar e procurar novas formas de alimentar a própria fé. Quando não é alimentada, perde a força, acrescenta o pároco.

Para ilustrar, ele usa a metáfora do fogão a lenha: “para você poder cozinhar o feijão e o arroz lá no fogão a lenha, você tem que estar cuidando, tem que estar atento, tem que estar ali perto, se não tem lenha você tem que buscar, quer dizer, nós temos que ir buscando formas de alimentar a nossa fé ”, explica ele. Para o Padre, a lenha da fé é a oração, a espiritualidade, a leitura bíblica e as celebrações. No momento, em tempo de pandemia, explica o pároco, uma boa opção é acompanhar os canais religiosos, onde são feitas orações, missas e palestras.