Legislativo caxiense terá Frente Parlamentar em defesa dos direitos das pessoas com Altas Habilidades e Superdotação

Objetivo é oportunizar espaços para discutir a situação dessas crianças e adolescentes para que possa tirá-los da invisibilidade

A Câmara de Vereadores de Caxias do Sul aprovou, por unanimidade, na sessão ordinária desta terça-feira (09/03) uma criação da Frente Parlamentar em defesa dos direitos das pessoas com Altas Habilidades e Superdotação. Idealizado pela vereadora Marisol Santos (PSDB), a instalação da Frente Parlamentar se deve pela necessidade de discussão e criação de políticas públicas municipais para a identificação das crianças com essas características, a fim de ampliar e qualificar o atendimento especializado, tanto emocional quanto pedagógico.

A vereadora Marisol Santos apresenta no dia 31 de fevereiro, um projeto de lei que tem como objetivo instituir a Política Municipal de Educação Especial, na perspectiva da educação inclusiva e o atendimento especializado aos estudantes, identificados com altas habilidades e superdotação (AHSD). Na oportunidade, Marisol expôs que o projeto de lei foi resultado de uma demanda do grupo Mães que Lutam, como quais são as responsáveis ​​pelas crianças com superdotação de Caxias do Sul. Na sessão desta terça, a vereadora falou sobre a repercussão do projeto. Ouça AQUI.

A Frente Parlamentar tem o objetivo de oportunizar espaços para discutir a situação dessas crianças e adolescentes para que se possa tirar-los da invisibilidade, ampliar os espaços de debate para expandir o conhecimento e assim alcançar um número maior de famílias e conquistar a atenção da sociedade para esse tema.

Foi destacado no Plenário que, em Caxias do Sul, ainda há muitas dificuldades de diagnóstico, sendo que apenas 0, 03% dos estudantes da rede municipal são identificados com altas habilidades e superdotação.

Pelos dados da Organização Mundial da Saúde, de 3,5 a 5% da população possuem altas habilidades e superdotação. Ou seja, num universo de cerca de 31 mil alunos da rede municipal, quando uma estimativa de OMS que seria de 1. 151 a 2. a 2. pessoas, Caxias do Sul possui, até o momento, apenas 09 crianças identificadas com altas habilidades. Sendo assim, o número real pode ser bem mais elevado.

Na declaração de voto, o vereador Lucas Cregnato (PT) destacou-se sobre a importância das escolas especializadas. Ouça AQUI.

Olmir Cadore (PSDB) frisou a importância da Frente Parlamentar no combate à discriminação. Ouça AQUI.

Ainda se manifestou o vereador Felipe Gremelmaier (MDB), que se destacou a importância do debate sobre o tema. Ouça AQUI.