Identificadas as vítimas fatais do grave acidente entre Passo Fundo e Ernestina

Ainda oito pessoas restaram feridas e seguem sendo atendidas em hospitais de Passo Fundo
A Polícia Civil identificou as vítimas fatais do acidente registrado na noite deste domingo, 18/10, na RSC 153, entre Passo Fundo e Ernestina.

Informações dão conta de que o fato envolveu uma carreta carregada de milho e mais cinco veículos de passeio, sendo que um Ônix, com placas de Passo Fundo incendiou.

No veículo, estavam cinco pessoas sendo que duas delas conseguiram sair do carro antes que as chamas consumissem completamente o veículo, com isso, três pessoas morreram carbonizadas.

As vítimas são: Emily Correia da Silva, 17 anos, Nicoli Kayuane dos Santos Araújo, 18 anos e Guilherme Santhiago Rodrigues dos Santos, 19 anos.

O fato ainda resultou em pelo menos oito pessoas feridas e o motorista do caminhão que tem placas de Xanxerê/SC é o que mais inspira cuidados. Ele foi identificado como Eliselton Martarello e está internado no Hospital São Vicente de Paulo em Passo Fundo. O motorista havia carregado milho em Guarapuava (PR) e seguia para Montenegro (RS).

A Polícia Civil prossegue as investigações, mas já ouviu algumas testemunhas e submeteu os condutores do Peugeot e do caminhão, os primeiros envolvidos no acidente, ao teste do etilômetro, os quais não apresentaram alcoolemia no sangue.

Já o motorista do Chevrolet Ônix, morreu carbonizado, mas também passará por exames a fim de avaliar o consumo de bebidas alcoólicas.

Velórios

Quanto aos atos fúnebres, Nicoli Kayuane dos Santos Araújo, que era moradora da Vila Rodrigues em Passo Fundo será velada na Capela Vera Cruz, sala B e s atos de cremação deverão ocorrer no Memorial Vera Cruz a partir das 17 horas.

Guilherme Santhiago Rodrigues dos Santos será velado no bairro Lucas Araújo em Passo Fundo e a cremação será às 17 horas no Memorial Vera Cruz.

Emily Correia da Silva será velada na Capela São Luiz Gonzaga e será sepultada as 17 horas no cemitério Jardim da Colina.

Os velórios estão previstos para iniciar por volta do meio dia desta segunda-feira, 19/10.

Ainda oito pessoas restaram feridas e seguem sendo atendidas em hospitais de Passo Fundo

A Polícia Civil identificou as vítimas fatais do acidente registrado na noite deste domingo, 18/10, na RSC 153, entre Passo Fundo e Ernestina.

Informações dão conta de que o fato envolveu uma carreta carregada de milho e mais cinco veículos de passeio, sendo que um Ônix, com placas de Passo Fundo incendiou.

No veículo, estavam cinco pessoas sendo que duas delas conseguiram sair do carro antes que as chamas consumissem completamente o veículo, com isso, três pessoas morreram carbonizadas.

As vítimas são: Emily Correia da Silva, 17 anos, Nicoli Kayuane dos Santos Araújo, 18 anos e Guilherme Santhiago Rodrigues dos Santos, 19 anos.

O fato ainda resultou em pelo menos oito pessoas feridas e o motorista do caminhão que tem placas de Xanxerê/SC é o que mais inspira cuidados. Ele foi identificado como Eliselton Martarello e está internado no Hospital São Vicente de Paulo em Passo Fundo. O motorista havia carregado milho em Guarapuava (PR) e seguia para Montenegro (RS).

A Polícia Civil prossegue as investigações, mas já ouviu algumas testemunhas e submeteu os condutores do Peugeot e do caminhão, os primeiros envolvidos no acidente, ao teste do etilômetro, os quais não apresentaram alcoolemia no sangue.

Já o motorista do Chevrolet Ônix, morreu carbonizado, mas também passará por exames a fim de avaliar o consumo de bebidas alcoólicas.

Velórios

Quanto aos atos fúnebres, Nicoli Kayuane dos Santos Araújo, que era moradora da Vila Rodrigues em Passo Fundo será velada na Capela Vera Cruz, sala B e s atos de cremação deverão ocorrer no Memorial Vera Cruz a partir das 17 horas.

Guilherme Santhiago Rodrigues dos Santos será velado no bairro Lucas Araújo em Passo Fundo e a cremação será às 17 horas no Memorial Vera Cruz.

Emily Correia da Silva será velada na Capela São Luiz Gonzaga e será sepultada as 17 horas no cemitério Jardim da Colina.

Os velórios estão previstos para iniciar por volta do meio dia desta segunda-feira, 19/10.

Link para notícia no site Tua Rádio

Dia Mundial da Alimentação: JBS inicia distribuição de 120 mil refeições

Entregas serão realizadas entre 16 e 23 de outubro a famílias do Maranhão, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal
A JBS programou para 16 de outubro, Dia Mundial da Alimentação, um pacote de ações solidárias e de conscientização para ampliar o debate sobre segurança alimentar, consumo consciente e produção sustentável. Para cumprir a programação, a empresa mobilizou voluntários e ONGs que vão organizar e distribuir, entre 16 e 23 de outubro, 120 mil refeições, beneficiando famílias do Maranhão, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal.

“Alimentar uma população global crescente exige das indústrias sustentabilidade e inovação. E é isso que estamos nos propondo a fazer e a debater”, explica Gilberto Tomazoni, CEO Global da JBS.

O Dia Mundial da Alimentação foi criado em 1981 pela FAO, Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agropecuária, e, desde então, inspira milhões de pessoas e empresas a fazerem uma reflexão sobre o tema. Em 2020, destaca ações necessárias para retomar a meta global do Fome Zero, um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Doações

Neste ano, a JBS já entregou mais de 400 toneladas de proteína e mais de um milhão de itens de higiene e limpeza para centenas de entidades, hospitais e comunidades do país. Complementam esse quadro a entrega de 556 mil cestas básicas, que beneficiaram famílias carentes de diferentes regiões do país. Ambas ações foram coordenadas pelo programa de responsabilidade social da Companhia, o “Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o mundo com solidariedade”.

“As ações programadas para este Dia Mundial da Alimentação são, portanto, uma extensão desse compromisso social da empresa, que trabalha incansavelmente para levar alimentos de qualidade a um número cada vez maior de pessoas”, ressalta Tomazoni. A JBS, na condição de empresa global, também mantém ações sociais em outros países, tais como Estados Unidos, Austrália, Inglaterra e Vietnã.

Uma das instituições que receberão o apoio da JBS é o Programa Mães da Favela, projeto da Central Única das Favelas (CUFA) com o objetivo de amenizar os impactos do isolamento social e econômico causados pela pandemia de Covid-19 para milhões de mães solo moradoras de favela de todo o Brasil. O programa distribui cestas básicas, físicas e cartões alimentação digitais, nas mais de 5 mil favelas onde a Cufa tem atuação. Muitas das Mães da Favela que também são cozinheiras foram capacitadas para a produção de alimentos e agora vão produzir refeições e sair às ruas para doar àqueles que mais precisam. Celso Athayde, fundador da Cufa, é um dos membros do comitê social do Fazer o Bem Faz Bem, e um dos idealizadores da ação do Dia Mundial da Alimentação da JBS.

“Acreditamos muito na potência de realização de quem mora nas favelas. Nada melhor do que escolher as mães beneficiadas pelo projeto e que são empreendedoras para devolverem à sociedade um pouco desta solidariedade e mostrarem os seus trabalhos”, afirma Athayde.

Outra entidade que participará das doações será o Projeto Mãos de Maria, de Paraisópolis, na zona sul paulistana, que reúne um grupo de mulheres da comunidade que preparam refeições diariamente distribuídas aos moradores da favela. O Fazer O Bem Faz Bem já havia doado 55 kits de cozinha compostos por geladeiras, fogões, jogos de panelas, botijões de gás e cinco toneladas de proteína. As 55 mulheres selecionadas também participarão de uma capacitação em empreendedorismo patrocinada pelo Fazer o Bem Faz Bem e criada pelo movimento Pra>Frente, uma iniciativa da Fundação Dom Cabral, que, ao lado de empresas, organizações sociais e do poder público, impulsiona o desenvolvimento econômico e bem-estar social de pessoas em situação de vulnerabilidade.

Agora, durante a ação do Dia da Alimentação, as instituições receberão legumes, proteínas, arroz e feijão para prepararem refeições aos moradores dessas comunidades, que serão distribuídas a partir desta sexta-feira (16).

Debate com especialistas

Também em 16 de outubro, Tomazoni e convidados vão debater, às 10h da manhã, em uma transmissão pela internet, questões relativas à nutrição, alimentação e consumo consciente. A iniciativa tem o apoio da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e parceria de mídia com o jornal inglês Financial Times.

Entre os convidados estão Peer Ederer, cientista e diretor da Global Food and Agribusiness Network, Lesley Mitchell, diretora associada de nutrição sustentável da Forum For The Future, e Cesar Campos, da FGV Europe. A abertura do debate será conduzida por John Moncure, diretor do Financial Times para América Latina e Caribe, e a moderação de Bryan Harris, chefe de redação do Financial Times em São Paulo.

Sobre a JBS

A JBS é uma das líderes globais da indústria de alimentos e conta com uma plataforma global de produção diversificada. A Companhia possui mais de 245 mil colaboradores, em unidades de produção ou escritórios em todos os continentes, em países como Brasil, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Austrália, China, entre outros – no Brasil são mais de 135 mil colaboradores, sendo a empresa a maior empregadora privadas do país.

No mundo todo, a JBS oferece um amplo portfólio de marcas reconhecidas pela excelência e inovação: Swift, Moy Park, Pilgrim’s Pride, Primo, Seara, Friboi, Gold’n Plump, entre outras. São mais de 275 mil clientes atendidos em todo o mundo, de 190 nacionalidades. Com foco em inovação, essa diretriz se reflete também na gestão de negócios correlacionados, como couros, biodiesel, colágeno, higiene pessoal e limpeza, envoltórios naturais, soluções em gestão de resíduos sólidos, reciclagem, embalagens metálicas e transportes.

A Companhia conduz suas operações com foco na alta qualidade e na segurança dos alimentos e adota as melhores práticas de sustentabilidade em toda sua cadeia de valor. Por meio do uso de imagens de satélite, mapas georreferenciados e dados públicos oficiais, a JBS monitora seus fornecedores de forma permanente. A companhia também está implementando uma plataforma Blockchain para monitorar também os demais elos da sua cadeia de fornecimento e assim, contruibuir para a preservação da Floresta Amazônica.

Entregas serão realizadas entre 16 e 23 de outubro a famílias do Maranhão, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal

A JBS programou para 16 de outubro, Dia Mundial da Alimentação, um pacote de ações solidárias e de conscientização para ampliar o debate sobre segurança alimentar, consumo consciente e produção sustentável. Para cumprir a programação, a empresa mobilizou voluntários e ONGs que vão organizar e distribuir, entre 16 e 23 de outubro, 120 mil refeições, beneficiando famílias do Maranhão, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal.

“Alimentar uma população global crescente exige das indústrias sustentabilidade e inovação. E é isso que estamos nos propondo a fazer e a debater”, explica Gilberto Tomazoni, CEO Global da JBS.

O Dia Mundial da Alimentação foi criado em 1981 pela FAO, Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agropecuária, e, desde então, inspira milhões de pessoas e empresas a fazerem uma reflexão sobre o tema. Em 2020, destaca ações necessárias para retomar a meta global do Fome Zero, um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Doações

Neste ano, a JBS já entregou mais de 400 toneladas de proteína e mais de um milhão de itens de higiene e limpeza para centenas de entidades, hospitais e comunidades do país. Complementam esse quadro a entrega de 556 mil cestas básicas, que beneficiaram famílias carentes de diferentes regiões do país. Ambas ações foram coordenadas pelo programa de responsabilidade social da Companhia, o “Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o mundo com solidariedade”.

“As ações programadas para este Dia Mundial da Alimentação são, portanto, uma extensão desse compromisso social da empresa, que trabalha incansavelmente para levar alimentos de qualidade a um número cada vez maior de pessoas”, ressalta Tomazoni. A JBS, na condição de empresa global, também mantém ações sociais em outros países, tais como Estados Unidos, Austrália, Inglaterra e Vietnã.

Uma das instituições que receberão o apoio da JBS é o Programa Mães da Favela, projeto da Central Única das Favelas (CUFA) com o objetivo de amenizar os impactos do isolamento social e econômico causados pela pandemia de Covid-19 para milhões de mães solo moradoras de favela de todo o Brasil. O programa distribui cestas básicas, físicas e cartões alimentação digitais, nas mais de 5 mil favelas onde a Cufa tem atuação. Muitas das Mães da Favela que também são cozinheiras foram capacitadas para a produção de alimentos e agora vão produzir refeições e sair às ruas para doar àqueles que mais precisam. Celso Athayde, fundador da Cufa, é um dos membros do comitê social do Fazer o Bem Faz Bem, e um dos idealizadores da ação do Dia Mundial da Alimentação da JBS.

“Acreditamos muito na potência de realização de quem mora nas favelas. Nada melhor do que escolher as mães beneficiadas pelo projeto e que são empreendedoras para devolverem à sociedade um pouco desta solidariedade e mostrarem os seus trabalhos”, afirma Athayde.

Outra entidade que participará das doações será o Projeto Mãos de Maria, de Paraisópolis, na zona sul paulistana, que reúne um grupo de mulheres da comunidade que preparam refeições diariamente distribuídas aos moradores da favela. O Fazer O Bem Faz Bem já havia doado 55 kits de cozinha compostos por geladeiras, fogões, jogos de panelas, botijões de gás e cinco toneladas de proteína. As 55 mulheres selecionadas também participarão de uma capacitação em empreendedorismo patrocinada pelo Fazer o Bem Faz Bem e criada pelo movimento Pra>Frente, uma iniciativa da Fundação Dom Cabral, que, ao lado de empresas, organizações sociais e do poder público, impulsiona o desenvolvimento econômico e bem-estar social de pessoas em situação de vulnerabilidade.

Agora, durante a ação do Dia da Alimentação, as instituições receberão legumes, proteínas, arroz e feijão para prepararem refeições aos moradores dessas comunidades, que serão distribuídas a partir desta sexta-feira (16).

Debate com especialistas

Também em 16 de outubro, Tomazoni e convidados vão debater, às 10h da manhã, em uma transmissão pela internet, questões relativas à nutrição, alimentação e consumo consciente. A iniciativa tem o apoio da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e parceria de mídia com o jornal inglês Financial Times.

Entre os convidados estão Peer Ederer, cientista e diretor da Global Food and Agribusiness Network, Lesley Mitchell, diretora associada de nutrição sustentável da Forum For The Future, e Cesar Campos, da FGV Europe. A abertura do debate será conduzida por John Moncure, diretor do Financial Times para América Latina e Caribe, e a moderação de Bryan Harris, chefe de redação do Financial Times em São Paulo.

Sobre a JBS

A JBS é uma das líderes globais da indústria de alimentos e conta com uma plataforma global de produção diversificada. A Companhia possui mais de 245 mil colaboradores, em unidades de produção ou escritórios em todos os continentes, em países como Brasil, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Austrália, China, entre outros – no Brasil são mais de 135 mil colaboradores, sendo a empresa a maior empregadora privadas do país.

No mundo todo, a JBS oferece um amplo portfólio de marcas reconhecidas pela excelência e inovação: Swift, Moy Park, Pilgrim’s Pride, Primo, Seara, Friboi, Gold’n Plump, entre outras. São mais de 275 mil clientes atendidos em todo o mundo, de 190 nacionalidades. Com foco em inovação, essa diretriz se reflete também na gestão de negócios correlacionados, como couros, biodiesel, colágeno, higiene pessoal e limpeza, envoltórios naturais, soluções em gestão de resíduos sólidos, reciclagem, embalagens metálicas e transportes.

A Companhia conduz suas operações com foco na alta qualidade e na segurança dos alimentos e adota as melhores práticas de sustentabilidade em toda sua cadeia de valor. Por meio do uso de imagens de satélite, mapas georreferenciados e dados públicos oficiais, a JBS monitora seus fornecedores de forma permanente. A companhia também está implementando uma plataforma Blockchain para monitorar também os demais elos da sua cadeia de fornecimento e assim, contruibuir para a preservação da Floresta Amazônica.

Link para notícia no site Tua Rádio

Semana Lixo Zero de Caxias do Sul conta com mais de 70 ações na sua programação

O evento tem por objetivo difundir o conceito LIXO ZERO, que consiste no máximo aproveitamento
Idealizada pelo Instituto Lixo Zero Brasil, e coordenada pelo Coletivo Lixo Zero Rio Grande do Sul, vai contar com mais de 70 ações sobre sustentabilidade e educação ambiental na sua programação. O evento ocorre do dia 23 de outubro a 01 de novembro, de forma online. Para conferir a programação completa conforme ela for atualiza, é possível acompanhar o Instagram do coletivo ou no site estadual, que lista as ações de todas as cidades participantes: https://www.coletivolixozerors.com/

Um exemplo de ação é o dia sem sacolas no supermercado – ela acontece no dia 28 de outubro, em 53 mercados de Caxias do Sul e região. Ecopontos de recolhimento de materiais como lâmpadas, esponjas, resíduos eletrônicos, pilhas, também vão estar espalhados pelo comércio local. Outras atividades já confirmadas são lives, palestras, mesas, oficinas.

Durante o mês de outubro, o Coletivo de Caxias do Sul convidou pessoas físicas, empresas, entidades a cadastrarem uma ação a ser realizada durante a Semana. Assim, mais do que apenas promover a conscientização, o grupo abriu espaço para novas vozes trazerem ensinamentos pertinentes sobre práticas sustentáveis.

O evento tem por objetivo difundir o conceito LIXO ZERO, que consiste no máximo aproveitamento e correto encaminhamento dos resíduos recicláveis, orgânicos, industriais e a redução – ou mesmo o fim – do encaminhamento destes materiais para os aterros sanitários, e/ou para a incineração.

Neste ano as ações irão ocorrer de maneira online, abordando assuntos transversais sobre consumo, educação, reuso, reciclagem, compostagem, sustentabilidade, entre outros temas associados ao conceito Lixo Zero.

O evento tem por objetivo difundir o conceito LIXO ZERO, que consiste no máximo aproveitamento

Idealizada pelo Instituto Lixo Zero Brasil, e coordenada pelo Coletivo Lixo Zero Rio Grande do Sul, vai contar com mais de 70 ações sobre sustentabilidade e educação ambiental na sua programação. O evento ocorre do dia 23 de outubro a 01 de novembro, de forma online. Para conferir a programação completa conforme ela for atualiza, é possível acompanhar o Instagram do coletivo ou no site estadual, que lista as ações de todas as cidades participantes: https://www.coletivolixozerors.com/

Um exemplo de ação é o dia sem sacolas no supermercado – ela acontece no dia 28 de outubro, em 53 mercados de Caxias do Sul e região. Ecopontos de recolhimento de materiais como lâmpadas, esponjas, resíduos eletrônicos, pilhas, também vão estar espalhados pelo comércio local. Outras atividades já confirmadas são lives, palestras, mesas, oficinas.

Durante o mês de outubro, o Coletivo de Caxias do Sul convidou pessoas físicas, empresas, entidades a cadastrarem uma ação a ser realizada durante a Semana. Assim, mais do que apenas promover a conscientização, o grupo abriu espaço para novas vozes trazerem ensinamentos pertinentes sobre práticas sustentáveis.

O evento tem por objetivo difundir o conceito LIXO ZERO, que consiste no máximo aproveitamento e correto encaminhamento dos resíduos recicláveis, orgânicos, industriais e a redução – ou mesmo o fim – do encaminhamento destes materiais para os aterros sanitários, e/ou para a incineração.

Neste ano as ações irão ocorrer de maneira online, abordando assuntos transversais sobre consumo, educação, reuso, reciclagem, compostagem, sustentabilidade, entre outros temas associados ao conceito Lixo Zero.

Link para notícia no site Tua Rádio

Casos ativos de coronavírus voltam a subir em Caxias

Em 1º de outubro, município chegou a registrar apenas 472. Quinze dias após, já são 914 pessoas com o vírus ativo
Caxias do Sul voltou a registrar o crescimento de casos ativos da Covid-19 nos últimos dias. Em 1º de outubro, o município chegou a apenas 472 pessoas com o vírus ativo. Quinze dias após, já são 914 casos em tratamento pela doença.

A inobservância das medidas para o enfrentamento da pandemia são um dos principais fatores para o crescimento dos casos na cidade. A preocupação é de que este crescimento ocorra em toda a região, podendo ocasionar o retorno da bandeira vermelha na região.

Segundo o secretário Municipal da Saúde, Jorge Olavo Hahn Castro, é possível constatar um aumento da movimentação na segunda quinzena de setembro, o qual está refletindo no crescimento dos casos.

Castro ainda alerta para obrigatoriedade do uso de máscara sempre que sair de casa, higienizar as mãos com água e sabão ou álcool em gel e evitar as aglomerações.

A Prefeitura informa ainda o reforço nas fiscalizações para combater as aglomerações e outras discordâncias nos decretos municipais e estaduais.

Em 1º de outubro, município chegou a registrar apenas 472. Quinze dias após, já são 914 pessoas com o vírus ativo

Caxias do Sul voltou a registrar o crescimento de casos ativos da Covid-19 nos últimos dias. Em 1º de outubro, o município chegou a apenas 472 pessoas com o vírus ativo. Quinze dias após, já são 914 casos em tratamento pela doença.

A inobservância das medidas para o enfrentamento da pandemia são um dos principais fatores para o crescimento dos casos na cidade. A preocupação é de que este crescimento ocorra em toda a região, podendo ocasionar o retorno da bandeira vermelha na região.

Segundo o secretário Municipal da Saúde, Jorge Olavo Hahn Castro, é possível constatar um aumento da movimentação na segunda quinzena de setembro, o qual está refletindo no crescimento dos casos.

Castro ainda alerta para obrigatoriedade do uso de máscara sempre que sair de casa, higienizar as mãos com água e sabão ou álcool em gel e evitar as aglomerações.

A Prefeitura informa ainda o reforço nas fiscalizações para combater as aglomerações e outras discordâncias nos decretos municipais e estaduais.

Link para notícia no site Tua Rádio

Fiscalização da Secretaria do Urbanismo fecha bar com mais de 100 pessoas na zona norte

Com o apoio da BM, também foi interditado um bar no Canyon onde foi encontrado um simulacro de arma de fogo
A Fiscalização da Secretaria do Urbanismo, da Guarda Municipal e da Fiscalização de Trânsito, realizou mais uma edição da Operação Dispersão na tarde deste sábado (17/10). A ação, que contou com o apoio da Brigada Militar, ocorreu em vários locais da cidade com denúncias de aglomerações e descumprimento das regras dos decretos municipais.

Na operação, foi interditado um bar no bairro Santa Fé que tinha música ao vivo, venda de bebida alcoólica e com mais de 100 pessoas, inclusive ocupando a calçada. Também foi interditado um bar no bairro Canyon onde foi encontrado um réplica de um fuzil. O proprietário foi conduzido à Delegacia de Polícia para o registro da ocorrência.

Na Dispersão, as equipes de fiscalização orientam as pessoas e conferem suas documentações. Foram notificados ainda três postos de combustíveis (um deles pela utilização do deck, que é proibido por decreto) e um estabelecimento comercial (sacolão).

Além da zona norte, a Fiscalização de Trânsito realizou blitz no bairro Bela Vista e no centro da cidade com 12 veículos abordados e autuados, três recolhidos ao guincho e um documento (CRLV) recolhido.

Com o apoio da BM, também foi interditado um bar no Canyon onde foi encontrado um simulacro de arma de fogo

A Fiscalização da Secretaria do Urbanismo, da Guarda Municipal e da Fiscalização de Trânsito, realizou mais uma edição da Operação Dispersão na tarde deste sábado (17/10). A ação, que contou com o apoio da Brigada Militar, ocorreu em vários locais da cidade com denúncias de aglomerações e descumprimento das regras dos decretos municipais.

Na operação, foi interditado um bar no bairro Santa Fé que tinha música ao vivo, venda de bebida alcoólica e com mais de 100 pessoas, inclusive ocupando a calçada. Também foi interditado um bar no bairro Canyon onde foi encontrado um réplica de um fuzil. O proprietário foi conduzido à Delegacia de Polícia para o registro da ocorrência.

Na Dispersão, as equipes de fiscalização orientam as pessoas e conferem suas documentações. Foram notificados ainda três postos de combustíveis (um deles pela utilização do deck, que é proibido por decreto) e um estabelecimento comercial (sacolão).

Além da zona norte, a Fiscalização de Trânsito realizou blitz no bairro Bela Vista e no centro da cidade com 12 veículos abordados e autuados, três recolhidos ao guincho e um documento (CRLV) recolhido.

Link para notícia no site Tua Rádio

6.910 crianças e adolescentes comparecem ao Dia “D” de vacinação

Ação ocorreu no sábado com foco na imunização contra a poliomielite e na multivacinação
A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), promoveu o Dia “D” de vacinação contra a poliomielite e multivacinação nesse sábado (17). Das 8h às 17h, as 48 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município receberam 6.910 crianças e adolescentes. Desses, 3.962 foram imunizadas contra a paralisia infantil e 2.764 receberam doses atrasadas contra outras doenças. As Unidades que mais receberam pessoas foram a do Jardim Eldorado (478), Desvio Rizzo (420) e Vila Ipê (332).

Até o momento, 6.626 crianças já foram imunizadas contra a pólio e 6.682 crianças e adolescentes receberam outras doses durante a atualização da caderneta. A campanha da vacina da poliomielite é para crianças de 1 ano até 4 anos 11 meses e 29 dias. A meta é atingir 95% das crianças dessa faixa etária, a qual, segundo o IBGE, é de 22.127 mil. Já a campanha de multivacinação tem o objetivo de colocar em dia o esquema vacinal de crianças e adolescentes (0 a 14 anos completos).

A campanha começou no último dia 5 e segue até 30 de outubro.

Ação ocorreu no sábado com foco na imunização contra a poliomielite e na multivacinação

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), promoveu o Dia "D" de vacinação contra a poliomielite e multivacinação nesse sábado (17). Das 8h às 17h, as 48 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município receberam 6.910 crianças e adolescentes. Desses, 3.962 foram imunizadas contra a paralisia infantil e 2.764 receberam doses atrasadas contra outras doenças. As Unidades que mais receberam pessoas foram a do Jardim Eldorado (478), Desvio Rizzo (420) e Vila Ipê (332).

Até o momento, 6.626 crianças já foram imunizadas contra a pólio e 6.682 crianças e adolescentes receberam outras doses durante a atualização da caderneta. A campanha da vacina da poliomielite é para crianças de 1 ano até 4 anos 11 meses e 29 dias. A meta é atingir 95% das crianças dessa faixa etária, a qual, segundo o IBGE, é de 22.127 mil. Já a campanha de multivacinação tem o objetivo de colocar em dia o esquema vacinal de crianças e adolescentes (0 a 14 anos completos).

A campanha começou no último dia 5 e segue até 30 de outubro.

Link para notícia no site Tua Rádio

Corpo em estágio avançado de decomposição é encontrado em Lagoa Vermelha

A Polícia Civil de Lagoa Vermelha recebeu uma denúncia na tarde deste domingo, informando que um corpo havia sido localizado em baixo da ponte do Rio Passinho Fundo, na BR 285.

Após deslocamento, com o apoio da Brigada Militar, foi confirmada a veracidade da informação. Constatou-se a localização de um corpo em estágio avançado de decomposição, sendo adulto e de um homem, porém sem possibilidade de identificação.

O local foi isolado até a chegada da perícia, que efetuou levantamento e recolheu o cadáver. Exame de DNA deve comprovar a identificação.

A Polícia Civil de Lagoa Vermelha recebeu uma denúncia na tarde deste domingo, informando que um corpo havia sido localizado em baixo da ponte do Rio Passinho Fundo, na BR 285.

Após deslocamento, com o apoio da Brigada Militar, foi confirmada a veracidade da informação. Constatou-se a localização de um corpo em estágio avançado de decomposição, sendo adulto e de um homem, porém sem possibilidade de identificação.

O local foi isolado até a chegada da perícia, que efetuou levantamento e recolheu o cadáver. Exame de DNA deve comprovar a identificação.

Link para notícia no site Tua Rádio

Termina dia 31 período de soma de notas fiscais para desconto do Bom Cidadão no IPVA 2021

Proprietários de veículos emplacados no Rio Grande do Sul, inscritos no programa Nota Fiscal Gaúcha (NFG) e que solicitam a inclusão do CPF na nota fiscal podem obter desconto no pagamento do IPVA 2021 (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).

A soma de notas fiscais para obter o desconto do Bom Cidadão para o exercício do próximo ano encerra no dia 31 de outubro. Quem tiver 150 notas fiscais com CPF ou mais até essa data vai garantir 5% no pagamento do tributo.

Além desse desconto, há outros percentuais de desconto que variam conforme a quantidade de notas fiscais no ano. Contribuintes que obterem entre 100 e 149 notas com CPF garantem 3% de desconto. Para quem acumular entre 51 e 99 notas fiscais, o benefício é de 1% no pagamento do IPVA.

Quantidade de notas fiscais com CPF até 31/10/2020 e o desconto no IPVA 2021:

0 a 50

0

51 a 99

1%

100 a 149

3%

150 ou mais

5%

O desconto do Bom Cidadão é válido para o pagamento antecipado (em dezembro de 2020), para o pagamento parcelado em até três vezes (janeiro, fevereiro e março de 2021) ou ainda conforme o número final da placa do veículo (vencimento dentro do mês de abril).

O período para juntar a quantidade de notas fiscais com CPF necessárias para o desconto do Bom Cidadão tem o prazo de um ano. Para o exercício do IPVA 2021, o somatório de notas começou em 1° de novembro de 2019 e se encerra em 31 de outubro de 2020, para que dê tempo de lançar os descontos para os respectivos proprietários de veículos.

Em 2020, foram 436 mil veículos que tiveram algum percentual de desconto do Bom Cidadão no pagamento do IPVA, o que representa cerca de R$ 14,4 milhões em benefício no ano.

Proprietários de veículos emplacados no Rio Grande do Sul, inscritos no programa Nota Fiscal Gaúcha (NFG) e que solicitam a inclusão do CPF na nota fiscal podem obter desconto no pagamento do IPVA 2021 (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).

A soma de notas fiscais para obter o desconto do Bom Cidadão para o exercício do próximo ano encerra no dia 31 de outubro. Quem tiver 150 notas fiscais com CPF ou mais até essa data vai garantir 5% no pagamento do tributo.

Além desse desconto, há outros percentuais de desconto que variam conforme a quantidade de notas fiscais no ano. Contribuintes que obterem entre 100 e 149 notas com CPF garantem 3% de desconto. Para quem acumular entre 51 e 99 notas fiscais, o benefício é de 1% no pagamento do IPVA.

Quantidade de notas fiscais com CPF até 31/10/2020 e o desconto no IPVA 2021:

0 a 50

0

51 a 99

1%

100 a 149

3%

150 ou mais

5%

O desconto do Bom Cidadão é válido para o pagamento antecipado (em dezembro de 2020), para o pagamento parcelado em até três vezes (janeiro, fevereiro e março de 2021) ou ainda conforme o número final da placa do veículo (vencimento dentro do mês de abril).

O período para juntar a quantidade de notas fiscais com CPF necessárias para o desconto do Bom Cidadão tem o prazo de um ano. Para o exercício do IPVA 2021, o somatório de notas começou em 1° de novembro de 2019 e se encerra em 31 de outubro de 2020, para que dê tempo de lançar os descontos para os respectivos proprietários de veículos.

Em 2020, foram 436 mil veículos que tiveram algum percentual de desconto do Bom Cidadão no pagamento do IPVA, o que representa cerca de R$ 14,4 milhões em benefício no ano.

Link para notícia no site Tua Rádio

Acidente de trânsito deixa três mortos no trecho Passo Fundo/Ernestina

Um grave acidente deixou três mortos e oito pessoas feridas na noite deste domingo.

O acidente aconteceu por volta das 20hs no trecho Passo Fundo/ Ernestina, proximidades do arroio Chifrãozinho.

Envolveram-se um caminhão e cinco carros de passeio. As três vítimas fatais são adultos, jovens, e morreram carbonizados em um veículo GM Onix.

Os feridos foram levados para o HSVP e HC. No HSVP há quatro vítimas em estado estável, sendo dois homens e duas mulheres.

Informações preliminares apontam que um Peugeot bateu de forma lateral em um dos caminhões, dando sequência ao acidente. Uma grande operação de resgate foi montada com as equipes de socorro de Passo Fundo, tendo apoio da Prefeitura de Ernestina.

Informações: Rádio Uirapuru

Um grave acidente deixou três mortos e oito pessoas feridas na noite deste domingo.

O acidente aconteceu por volta das 20hs no trecho Passo Fundo/ Ernestina, proximidades do arroio Chifrãozinho.

Envolveram-se um caminhão e cinco carros de passeio. As três vítimas fatais são adultos, jovens, e morreram carbonizados em um veículo GM Onix.

Os feridos foram levados para o HSVP e HC. No HSVP há quatro vítimas em estado estável, sendo dois homens e duas mulheres.

Informações preliminares apontam que um Peugeot bateu de forma lateral em um dos caminhões, dando sequência ao acidente. Uma grande operação de resgate foi montada com as equipes de socorro de Passo Fundo, tendo apoio da Prefeitura de Ernestina.

Informações: Rádio Uirapuru

Link para notícia no site Tua Rádio

Secretaria do Urbanismo vistoria 11 estabelecimentos denunciados por aglomerações

Dois deles foram interditados, outros dois grandes locais receberam auto de infração devido à lotação
A Fiscalização da Secretaria do Urbanismo (SMU), com o apoio da Guarda Municipal, vistoriou na noite desta sexta-feira e madrugada de sábado (17/10) 11 estabelecimentos denunciados pela comunidade em razão de não estarem cumprindo as regras dos decretos municipais, principalmente o distanciamento entre mesas, som alto e aglomerações de público também na área externa.

Dos 11 locais, cinco estavam fechados/não existem mais; em um outro não foram identificadas irregularidades. Dois estabelecimentos receberam auto de infração: no localizado na Av. São Leopoldo as mesas estavam todas ocupadas, pistas de boliche estavam sendo usadas sem alternância e havia aglomeração na entrada; e no da rua Jacob Luchesi, todas as mesas estavam ocupadas, também havia aglomeração na entrada, músicos e uso da calçada.

Ainda na ação, um restaurante e um bar foram interditados, também em virtude de aglomerações e todas as mesas ocupadas, sem distanciamento mínimo exigido e funcionamento após as 23h que é proibido pelo decreto.

Ainda, foram dispersadas cerca de 60 pessoas que estavam na Lagoa do Rizzo.

Dois deles foram interditados, outros dois grandes locais receberam auto de infração devido à lotação

A Fiscalização da Secretaria do Urbanismo (SMU), com o apoio da Guarda Municipal, vistoriou na noite desta sexta-feira e madrugada de sábado (17/10) 11 estabelecimentos denunciados pela comunidade em razão de não estarem cumprindo as regras dos decretos municipais, principalmente o distanciamento entre mesas, som alto e aglomerações de público também na área externa.

Dos 11 locais, cinco estavam fechados/não existem mais; em um outro não foram identificadas irregularidades. Dois estabelecimentos receberam auto de infração: no localizado na Av. São Leopoldo as mesas estavam todas ocupadas, pistas de boliche estavam sendo usadas sem alternância e havia aglomeração na entrada; e no da rua Jacob Luchesi, todas as mesas estavam ocupadas, também havia aglomeração na entrada, músicos e uso da calçada.

Ainda na ação, um restaurante e um bar foram interditados, também em virtude de aglomerações e todas as mesas ocupadas, sem distanciamento mínimo exigido e funcionamento após as 23h que é proibido pelo decreto.

Ainda, foram dispersadas cerca de 60 pessoas que estavam na Lagoa do Rizzo.

Link para notícia no site Tua Rádio

Fiscalização da Prefeitura vistoria 11 estabelecimentos denunciados por aglomerações

Dois deles foram interditados, outros dois grandes locais receberam auto de infração devido à lotação
A Fiscalização da Secretaria do Urbanismo (SMU), com o apoio da Guarda Municipal, vistoriou na noite desta sexta-feira e madrugada de sábado (17/10) 11 estabelecimentos denunciados pela comunidade em razão de não estarem cumprindo as regras dos decretos municipais, principalmente o distanciamento entre mesas, som alto e aglomerações de público também na área externa.

Dos 11 locais, cinco estavam fechados/não existem mais; em um outro não foram identificadas irregularidades. Dois estabelecimentos receberam auto de infração: no localizado na Av. São Leopoldo as mesas estavam todas ocupadas, pistas de boliche estavam sendo usadas sem alternância e havia aglomeração na entrada; e no da rua Jacob Luchesi, todas as mesas estavam ocupadas, também havia aglomeração na entrada, músicos e uso da calçada.

Ainda na ação, um restaurante e um bar foram interditados, também em virtude de aglomerações e todas as mesas ocupadas, sem distanciamento mínimo exigido e funcionamento após as 23h que é proibido pelo decreto.

Ainda, foram dispersadas cerca de 60 pessoas que estavam na Lagoa do Rizzo.

Dois deles foram interditados, outros dois grandes locais receberam auto de infração devido à lotação

A Fiscalização da Secretaria do Urbanismo (SMU), com o apoio da Guarda Municipal, vistoriou na noite desta sexta-feira e madrugada de sábado (17/10) 11 estabelecimentos denunciados pela comunidade em razão de não estarem cumprindo as regras dos decretos municipais, principalmente o distanciamento entre mesas, som alto e aglomerações de público também na área externa.

Dos 11 locais, cinco estavam fechados/não existem mais; em um outro não foram identificadas irregularidades. Dois estabelecimentos receberam auto de infração: no localizado na Av. São Leopoldo as mesas estavam todas ocupadas, pistas de boliche estavam sendo usadas sem alternância e havia aglomeração na entrada; e no da rua Jacob Luchesi, todas as mesas estavam ocupadas, também havia aglomeração na entrada, músicos e uso da calçada.

Ainda na ação, um restaurante e um bar foram interditados, também em virtude de aglomerações e todas as mesas ocupadas, sem distanciamento mínimo exigido e funcionamento após as 23h que é proibido pelo decreto.

Ainda, foram dispersadas cerca de 60 pessoas que estavam na Lagoa do Rizzo.

Link para notícia no site Tua Rádio

Museu do Esporte de Caxias á lançado em versão virtual

Espaço vai contar a história de todas as modalidades na cidade.
Os apaixonados pelo esporte têm a oportunidade de acompanhar e contribuir para a história de Caxias do Sul. Nesta sexta-feira (16), foi inaugurado o Museu Municipal do Esporte. Inicialmente, o local está disponível somente de maneira virtual.

O secretário de Esporte e Lazer de Caxias, Gabriel Citton, explica que a ideia surgiu no mês de março. Desde então, em parceria com a Secretaria da Cultura, os objetos estão sendo catalogados. Citton ressalta, quem possui algum objeto relacionado com a história do esporte na cidade e queira colaborar, basta entrar em contato com a Secretaria do Esporte.

O museu pode ser acessado neste link https://sites.google.com/view/museudoesportecxs

(Ouça a entrevista na íntegra abaixo do título)

Espaço vai contar a história de todas as modalidades na cidade.

Os apaixonados pelo esporte têm a oportunidade de acompanhar e contribuir para a história de Caxias do Sul. Nesta sexta-feira (16), foi inaugurado o Museu Municipal do Esporte. Inicialmente, o local está disponível somente de maneira virtual.

O secretário de Esporte e Lazer de Caxias, Gabriel Citton, explica que a ideia surgiu no mês de março. Desde então, em parceria com a Secretaria da Cultura, os objetos estão sendo catalogados. Citton ressalta, quem possui algum objeto relacionado com a história do esporte na cidade e queira colaborar, basta entrar em contato com a Secretaria do Esporte.

O museu pode ser acessado neste link https://sites.google.com/view/museudoesportecxs

(Ouça a entrevista na íntegra abaixo do título)

Link para notícia no site Tua Rádio

Dia Nacional de Combate à Sífilis é celebrado neste sábado

Número de casos em Caxias do Sul subiu consideravelmente entre 2011 e 2019.
Segundo o Serviço de Infectologia e do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) de Caxias do Sul, entre os anos de 2011 e 2019, 7.669 casos de sífilis foram registrados em pessoas residentes no município. Com isso, a taxa de detecção passou de 13,4 para 320 casos para cada 100 mil habitantes.

Entre os registros, chama atenção o aumento entre pessoas na faixa dos 20 a 29 anos. A médica infectologista Andre Dal Bó ressalta que esses números são preocupantes. Ela explicou sobre os sintomas da doença e o tratamento, que está disponível no SUS.

(Ouça a entrevista na íntegra abaixo do título)

Número de casos em Caxias do Sul subiu consideravelmente entre 2011 e 2019.

Segundo o Serviço de Infectologia e do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) de Caxias do Sul, entre os anos de 2011 e 2019, 7.669 casos de sífilis foram registrados em pessoas residentes no município. Com isso, a taxa de detecção passou de 13,4 para 320 casos para cada 100 mil habitantes.

Entre os registros, chama atenção o aumento entre pessoas na faixa dos 20 a 29 anos. A médica infectologista Andre Dal Bó ressalta que esses números são preocupantes. Ela explicou sobre os sintomas da doença e o tratamento, que está disponível no SUS.

(Ouça a entrevista na íntegra abaixo do título)

Link para notícia no site Tua Rádio

Aqui é o Meu Lugar conta a história do casal Ademar e Simone Spagnolo

Se preferir, ouça este conteúdo no player de áudio da matéria
Não tem como falar do município de David Canabarro sem lembrar da produção de morangos. É mais uma história voltada a esta atividade, que vamos contar hoje. O casal Ademar e Simone Spagnolo, moradores da Comunidade de Santo Isidoro são jovens que amam o meio rural e fazem dele o seu sustento e a sua paixão. Eles produzem morangos no sistema de hidroponia a partir de mudas importadas. A última remessa, para se ter uma ideia, veio do Chile. A

O casal conta que teve a experiência de trabalhar na cidade. Ademar é Técnico Agrícola. Com o passar do tempo entendeu que trabalhar no que é seu, como é o caso da atividade rural, é muito melhor. Simone era moradora do meio rural de Ibiraiaras. Ela também teve a experiência de trabalhar na cidade, em uma fábrica de calçados. Ao se conhecerem, a decisão unânime de retornar para a agricultura.

Ouça a reportagem completa clicando no player de áudio e assista o vídeo desse conteúdo em nosso canal do youtube.

Neste ano, são patrocinadores do projeto Aqui é o Meu Lugar o escritório de advocacia de. José João Santin, ex-prefeito de Marau; o Posto do Décio e a Clínica Plena, ambas do município de Casca; a Associação Sindical Regional de Passo Fundo, que atua no segmento da agricultura familiar; a concessionária de energia Coprel e seu braço de geração de internet, a Triway; a Fabe Faculdade de Marau; a Clínica Pele do ramo da odontologia, também localizada em Marau; a Cooperativa Coasa, que tem unidades em municípios da região e o Moinho Marau, instalado na Comunidade de São Caetano, em Marau.

Cronograma Aqui é o Meu Lugar 2020: toda quinta-feira à noite, por volta de 20h30, é veiculado um vídeo nos canais da Tua Rádio Alvorada, com uma resenha da reportagem, da história da família e da atividade desenvolvida na propriedade rural. A reportagem completa vai ao ar nos sábados, às 8h da manhã e a reprise aos domingos, às 13h. O conteúdo também está disponível nesta matéria, em áudio e vídeo.

Se preferir, ouça este conteúdo no player de áudio da matéria

Não tem como falar do município de David Canabarro sem lembrar da produção de morangos. É mais uma história voltada a esta atividade, que vamos contar hoje. O casal Ademar e Simone Spagnolo, moradores da Comunidade de Santo Isidoro são jovens que amam o meio rural e fazem dele o seu sustento e a sua paixão. Eles produzem morangos no sistema de hidroponia a partir de mudas importadas. A última remessa, para se ter uma ideia, veio do Chile. A

O casal conta que teve a experiência de trabalhar na cidade. Ademar é Técnico Agrícola. Com o passar do tempo entendeu que trabalhar no que é seu, como é o caso da atividade rural, é muito melhor. Simone era moradora do meio rural de Ibiraiaras. Ela também teve a experiência de trabalhar na cidade, em uma fábrica de calçados. Ao se conhecerem, a decisão unânime de retornar para a agricultura.

Ouça a reportagem completa clicando no player de áudio e assista o vídeo desse conteúdo em nosso canal do youtube.

Neste ano, são patrocinadores do projeto Aqui é o Meu Lugar o escritório de advocacia de. José João Santin, ex-prefeito de Marau; o Posto do Décio e a Clínica Plena, ambas do município de Casca; a Associação Sindical Regional de Passo Fundo, que atua no segmento da agricultura familiar; a concessionária de energia Coprel e seu braço de geração de internet, a Triway; a Fabe Faculdade de Marau; a Clínica Pele do ramo da odontologia, também localizada em Marau; a Cooperativa Coasa, que tem unidades em municípios da região e o Moinho Marau, instalado na Comunidade de São Caetano, em Marau.

Cronograma Aqui é o Meu Lugar 2020: toda quinta-feira à noite, por volta de 20h30, é veiculado um vídeo nos canais da Tua Rádio Alvorada, com uma resenha da reportagem, da história da família e da atividade desenvolvida na propriedade rural. A reportagem completa vai ao ar nos sábados, às 8h da manhã e a reprise aos domingos, às 13h. O conteúdo também está disponível nesta matéria, em áudio e vídeo.

Link para notícia no site Tua Rádio

Tua Rádio Alvorada é parceira em live voltada ao Outubro Rosa

Evento é promovido pelo Hospital Cristo Redentor e pela Secretaria Municipal da Saúde
Câncer de mama não faz quarentena. Com este tema o Hospital Cristo Redentor e a Secretaria Municipal de Saúde realizam na próxima quinta-feira, 22/10, a partir das 19h30, live sobre o Outubro Rosa, mês de conscientização sobre a prevenção à saúde da mulher, de forma mais específica, um movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama.

O evento on-line será transmitido pelas duas plataformas digitais do HCR: Instagram e Facebook, além da Página da Tua Rádio Alvorada no Facebook. Nestes quatro espaços virtuais, a comunidade poderá interagir ao vivo com perguntas e considerações através do chat. Os profissonais que irão participar são Carolina Rosa, médica ginecologista e mastologista; Cleiton Alam, médico cirurgião plástico; Henrique Biavatti, médico cirurgião plástico; Tomás Bergonsi, também médico cirurgião plástico; Júlia Pastorello, médica oncologista; Leila Antunes Riggo, enfermeira especialista em saúde da família e Jaqueline Moreira, psicóloga clínica e organizacional.

Na oportunidade, a empresária Soriana Timbola Perin vai contar sua experiência de tratamento e superação do câncer de mama. De acordo com dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer), somente no Brasil em 2020, existe o registro de 66.280 novos casos da doença, o que representa um aumento de quase 30%. Ainda a partir de dados do Instituto IMAMA, só no Rio Grande do Sul, 5.210 novos casos da doença serão registrados até o fim deste ano.

Evento é promovido pelo Hospital Cristo Redentor e pela Secretaria Municipal da Saúde

Câncer de mama não faz quarentena. Com este tema o Hospital Cristo Redentor e a Secretaria Municipal de Saúde realizam na próxima quinta-feira, 22/10, a partir das 19h30, live sobre o Outubro Rosa, mês de conscientização sobre a prevenção à saúde da mulher, de forma mais específica, um movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama.

O evento on-line será transmitido pelas duas plataformas digitais do HCR: Instagram e Facebook, além da Página da Tua Rádio Alvorada no Facebook. Nestes quatro espaços virtuais, a comunidade poderá interagir ao vivo com perguntas e considerações através do chat. Os profissonais que irão participar são Carolina Rosa, médica ginecologista e mastologista; Cleiton Alam, médico cirurgião plástico; Henrique Biavatti, médico cirurgião plástico; Tomás Bergonsi, também médico cirurgião plástico; Júlia Pastorello, médica oncologista; Leila Antunes Riggo, enfermeira especialista em saúde da família e Jaqueline Moreira, psicóloga clínica e organizacional.

Na oportunidade, a empresária Soriana Timbola Perin vai contar sua experiência de tratamento e superação do câncer de mama. De acordo com dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer), somente no Brasil em 2020, existe o registro de 66.280 novos casos da doença, o que representa um aumento de quase 30%. Ainda a partir de dados do Instituto IMAMA, só no Rio Grande do Sul, 5.210 novos casos da doença serão registrados até o fim deste ano.

Link para notícia no site Tua Rádio

Jovem morre atropelado na ERS-122, entre Caxias do Sul e Farroupilha

O motorista fugiu do local sem prestar socorro
Um jovem de 19 anos que não teve a identidade revelada morreu após ser atropelado por um veículo não identificado, na madrugada deste sábado (17), na ERS-122, entre Caxias do Sul e Farroupilha. O acidente aconteceu por volta de 2h30, no Km 65 da rodovia, nas proximidades do acesso ao bairro Forqueta.

Segundo informações do Comando Rodoviário da Brigada Militar, a vítima caminhava ao lado da namorada, também de 19 anos, que empurrava uma bicicleta. O motorista fugiu do local sem prestar socorro.

O motorista fugiu do local sem prestar socorro

Um jovem de 19 anos que não teve a identidade revelada morreu após ser atropelado por um veículo não identificado, na madrugada deste sábado (17), na ERS-122, entre Caxias do Sul e Farroupilha. O acidente aconteceu por volta de 2h30, no Km 65 da rodovia, nas proximidades do acesso ao bairro Forqueta.

Segundo informações do Comando Rodoviário da Brigada Militar, a vítima caminhava ao lado da namorada, também de 19 anos, que empurrava uma bicicleta. O motorista fugiu do local sem prestar socorro.

Link para notícia no site Tua Rádio

Empresas podem propor ao Estado obras rodoviárias com ressarcimento de ICMS

Adesão ao Programa de Incentivo ao Acesso Asfáltico (Piaa/RS) pode ser feita até 09/11
O governo do Estado começou a receber propostas de empresas interessadas em realizar obras de pavimentação de rodovias mediante ressarcimento no ICMS devido. O edital de chamamento público ao Programa de Incentivo ao Acesso Asfáltico (Piaa/RS) foi publicado no Diário Oficial do Estado e pode ser conferido na íntegra no site da Secretaria de Logística e Transportes.

As empresas têm até o dia 9 de novembro para manifestar o interesse em aderir ao Piaa/RS. Entre os documentos a serem apresentados, estão os projetos básico e executivo da obra – com os estudos técnicos e de impacto ambiental –, o orçamento detalhado dos serviços e os documentos cadastrais da empresa. Após a aprovação do governo do Estado, os participantes serão autorizados a realizar os serviços.

Em contrapartida, terão os custos das obras compensados em créditos de ICMS. O valor de cada projeto não pode ultrapassar R$ 5 milhões. A análise e o acompanhamento serão realizados por uma comissão formada por integrantes da Secretaria de Logística e Transportes, Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) e Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR).

Adesão ao Programa de Incentivo ao Acesso Asfáltico (Piaa/RS) pode ser feita até 09/11

O governo do Estado começou a receber propostas de empresas interessadas em realizar obras de pavimentação de rodovias mediante ressarcimento no ICMS devido. O edital de chamamento público ao Programa de Incentivo ao Acesso Asfáltico (Piaa/RS) foi publicado no Diário Oficial do Estado e pode ser conferido na íntegra no site da Secretaria de Logística e Transportes.

As empresas têm até o dia 9 de novembro para manifestar o interesse em aderir ao Piaa/RS. Entre os documentos a serem apresentados, estão os projetos básico e executivo da obra – com os estudos técnicos e de impacto ambiental –, o orçamento detalhado dos serviços e os documentos cadastrais da empresa. Após a aprovação do governo do Estado, os participantes serão autorizados a realizar os serviços.

Em contrapartida, terão os custos das obras compensados em créditos de ICMS. O valor de cada projeto não pode ultrapassar R$ 5 milhões. A análise e o acompanhamento serão realizados por uma comissão formada por integrantes da Secretaria de Logística e Transportes, Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) e Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR).

Link para notícia no site Tua Rádio

Polícia Federal deflagra operação para reprimir contrabando de cigarro em Ciríaco e David Canabarro

A Polícia Federal de Passo Fundo deflagrou, nesta sexta-feira (16), a Operação Classic, que investiga grupo envolvido no contrabando de cigarro na região norte do Estado. Policiais federais cumpriram três mandados de busca e apreensão nos municípios de Ciríaco e David Canabarro, em ação que busca identificar os fornecedores de cigarro contrabandeados.

A investigação teve início a partir de prisão em flagrante realizada pela Polícia Civil no dia 16 de julho, quando foram apreendidos 350 pacotes de cigarro contrabandeados em um estabelecimento comercial no município de Gentil.

Os crimes investigados são de contrabando e associação criminosa.

Infrmações: Rádio Uirapuru

A Polícia Federal de Passo Fundo deflagrou, nesta sexta-feira (16), a Operação Classic, que investiga grupo envolvido no contrabando de cigarro na região norte do Estado. Policiais federais cumpriram três mandados de busca e apreensão nos municípios de Ciríaco e David Canabarro, em ação que busca identificar os fornecedores de cigarro contrabandeados.

A investigação teve início a partir de prisão em flagrante realizada pela Polícia Civil no dia 16 de julho, quando foram apreendidos 350 pacotes de cigarro contrabandeados em um estabelecimento comercial no município de Gentil.

Os crimes investigados são de contrabando e associação criminosa.

Infrmações: Rádio Uirapuru

Link para notícia no site Tua Rádio

Polícia desmantela quadrilha com atuação regional no tráfico de drogas

Nesta sexta-feira (16) a Polícia Civil desencadeou a OPERAÇÃO KICK, visando cumprimento de 15 mandados de busca e apreensão, oriundo de investigação de organização criminosa atuante em Passo Fundo e região, voltada ao tráfico de drogas. As buscas foram cumpridas nas cidades de Passo Fundo, Getúlio Vargas, Erechim, Carazinho, Estação, São José do Ouro e Barracão.

Dentre os investigados há dois que já estão presos preventivamente por outras investigações, e um investigado que está foragido do sistema prisional há mais de um ano. A organização criminosa fazia a distribuição das drogas (maconha, cocaína, LSD, ecstasy) para as cidades de Passo Fundo Carazinho, Nicolau Vergueiro, Marau, Não-Me-Toque, Getúlio Vargas, mas principalmente Tapejara, Erebango, Barão de Cotegipe, Ronda Alta, Estação e Barracão.

Ainda, a organização criminosa possui vínculo com traficantes da fronteira e também com traficantes do litoral Catarinense. Cumpre mencionar que durante a investigação foram identificados 12 membros do grupo e 35 usuários de drogas que faziam compra dos entorpecentes com os investigados.

Nesta operação foram presos em flagrante quatro homens, sendo três por tráficos de drogas e um por porte ilegal de arma de fogo. Foram apreendidos aproximadamente 500 gramas de maconha, R$ 15 mil em espécie, um veículo, três armas de fogo (um revólver calibre 38 numeração raspada, um rifle calibre 22 sem numeração e uma espingarda calibre 32), munições e carregadores. Ainda, foram apreendidas nove pequenas caixas com a esmeraldas brutas e duas pedras semelhantes a diamante/brilhante bruto.

A operação contou com apoio da DHPP/Passo Fundo, DRACO/Erechim, DPs Getúlio Vargas, Sertão, Carazinho, Barracão, Erebango e São José do Ouro.

Informações: Rádio Uirapuru

Nesta sexta-feira (16) a Polícia Civil desencadeou a OPERAÇÃO KICK, visando cumprimento de 15 mandados de busca e apreensão, oriundo de investigação de organização criminosa atuante em Passo Fundo e região, voltada ao tráfico de drogas. As buscas foram cumpridas nas cidades de Passo Fundo, Getúlio Vargas, Erechim, Carazinho, Estação, São José do Ouro e Barracão.

Dentre os investigados há dois que já estão presos preventivamente por outras investigações, e um investigado que está foragido do sistema prisional há mais de um ano. A organização criminosa fazia a distribuição das drogas (maconha, cocaína, LSD, ecstasy) para as cidades de Passo Fundo Carazinho, Nicolau Vergueiro, Marau, Não-Me-Toque, Getúlio Vargas, mas principalmente Tapejara, Erebango, Barão de Cotegipe, Ronda Alta, Estação e Barracão.

Ainda, a organização criminosa possui vínculo com traficantes da fronteira e também com traficantes do litoral Catarinense. Cumpre mencionar que durante a investigação foram identificados 12 membros do grupo e 35 usuários de drogas que faziam compra dos entorpecentes com os investigados.

Nesta operação foram presos em flagrante quatro homens, sendo três por tráficos de drogas e um por porte ilegal de arma de fogo. Foram apreendidos aproximadamente 500 gramas de maconha, R$ 15 mil em espécie, um veículo, três armas de fogo (um revólver calibre 38 numeração raspada, um rifle calibre 22 sem numeração e uma espingarda calibre 32), munições e carregadores. Ainda, foram apreendidas nove pequenas caixas com a esmeraldas brutas e duas pedras semelhantes a diamante/brilhante bruto.

A operação contou com apoio da DHPP/Passo Fundo, DRACO/Erechim, DPs Getúlio Vargas, Sertão, Carazinho, Barracão, Erebango e São José do Ouro.

Informações: Rádio Uirapuru

Link para notícia no site Tua Rádio

Hospitais da região recebem recursos de emendas parlamentares

Nesta sexta-feira (16/10), mais R$ 36,1 milhões repassados pela bancada federal gaúcha foram distribuídos pelo governo do Estado a 101 hospitais.

Mesmo com a gradativa melhora nos indicadores de saúde e capacidade de atendimento, os recursos são necessários para que os hospitais mantenham os serviços. Pelas regras da Portaria da Secretaria da Saúde (SES) 618/2020, o valor deverá ser usado exclusivamente no combate à Covid-19, para aquisições de medicamentos e insumos, locação e manutenção de equipamentos, reforma para adequação de espaços, contratação temporária de pessoal e de serviços de apoio diagnóstico e tratamento, entre outras despesas de custeio necessárias durante a pandemia.

Em cerimônia restrita no Palácio Piratini e transmitida pelas redes sociais, na manhã desta sexta-feira, o governador Eduardo Leite, o vice-governador Ranolfo Vieira Júnior e a secretária da Saúde, Arita Bergmann, anunciaram a destinação tanto dos recursos para a saúde

ERECHIM FUNCACAO HOSPITALAR SANTA TEREZINHA R$ 800.000,00

GETULIO VARGAS HOSPITAL SAO ROQUE R$ 50.000,00

LAGOA VERMELHA HOSPITAL SAO PAULO R$ 150.000,00

PASSO FUNDO HOSPITAL DE CLINICAS 9 R$ 2.160.000,00

PASSO FUNDO HOSPITAL SAO VICENTE DE PAULO R$ 2.999.500,00

SANANDUVA HOSPITAL SAO JOAO R$ 215.000,00

SAO JOSE DO OURO HOSPITAL SAO JOSE R$ 237.500,00

TAPEJARA HOSPITAL SANTO ANTONIO R$ 100.000,00

Nesta sexta-feira (16/10), mais R$ 36,1 milhões repassados pela bancada federal gaúcha foram distribuídos pelo governo do Estado a 101 hospitais.

Mesmo com a gradativa melhora nos indicadores de saúde e capacidade de atendimento, os recursos são necessários para que os hospitais mantenham os serviços. Pelas regras da Portaria da Secretaria da Saúde (SES) 618/2020, o valor deverá ser usado exclusivamente no combate à Covid-19, para aquisições de medicamentos e insumos, locação e manutenção de equipamentos, reforma para adequação de espaços, contratação temporária de pessoal e de serviços de apoio diagnóstico e tratamento, entre outras despesas de custeio necessárias durante a pandemia.

Em cerimônia restrita no Palácio Piratini e transmitida pelas redes sociais, na manhã desta sexta-feira, o governador Eduardo Leite, o vice-governador Ranolfo Vieira Júnior e a secretária da Saúde, Arita Bergmann, anunciaram a destinação tanto dos recursos para a saúde

ERECHIM FUNCACAO HOSPITALAR SANTA TEREZINHA R$ 800.000,00

GETULIO VARGAS HOSPITAL SAO ROQUE R$ 50.000,00

LAGOA VERMELHA HOSPITAL SAO PAULO R$ 150.000,00

PASSO FUNDO HOSPITAL DE CLINICAS 9 R$ 2.160.000,00

PASSO FUNDO HOSPITAL SAO VICENTE DE PAULO R$ 2.999.500,00

SANANDUVA HOSPITAL SAO JOAO R$ 215.000,00

SAO JOSE DO OURO HOSPITAL SAO JOSE R$ 237.500,00

TAPEJARA HOSPITAL SANTO ANTONIO R$ 100.000,00

Link para notícia no site Tua Rádio

Chamar 192 amplia cobertura do Samu para 93% da população do RS

Buscando ampliar a cobertura do 192, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), no interior do Estado, a Secretaria da Saúde (SES) treinou mais de 100 profissionais socorristas nesta sexta-feira (16/10). São condutores de veículos, enfermeiros, técnicos, bombeiros voluntários e outros profissionais socorristas de pequenos municípios gaúchos que ainda não faziam parte da Rede Estadual das Urgências.

Entre os 221 municípios sem cobertura do Samu, 37 já aderiram ao programa batizado de Chamar 192 (veja lista abaixo), ampliando para mais cerca de 200 mil habitantes a cobertura do telefone 192 e o serviço de atendimento pré-hospitalar de urgência. Com a adesão desses municípios, o atendimento por meio do 192 chega a 93,36% da população do Rio Grande do Sul.

A expectativa do Estado, nos próximos meses, é de alcançar 100% da população gaúcha, com a adesão voluntária de municípios. “As cidades que não têm habitantes suficientes para justificar a implantação de uma base própria do Samu se viam por conta própria na questão da urgência e emergência pré-hospitalar, descolados do serviço de urgência do Estado”, explicou o diretor do Departamento de Regulação Estadual, Eduardo Elsade.

A partir de agora, as equipes que já faziam este serviço anteriormente no município, como as chamadas “ambulâncias brancas municipais” e bombeiros, passarão a receber todo o apoio de comunicação e logística da Central de Regulação Estadual, sem tirar autonomia da gestão municipal na contratação de profissionais. O projeto é uma parceria entre governo do Estado e Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS).

De acordo com a coordenadora estadual de enfermagem do Samu, Andréa Cristiane da Silva Pinheiro, o projeto não vai beneficiar apenas os cidadãos que moram nesses municípios, mas também a todos que passarem pela região. “Uma pessoa que está viajando, por exemplo, e presencia um acidente na estrada em alguma das cidades que antes não tinha cobertura Samu agora pode ligar para o 192 e será atendida”, informou.

Secretária da Saúde, Arita Bergmann saudou a equipe da Central Estadual de Regulação e disse que a iniciativa é fundamental para proteger e salvar a vida dos cidadãos gaúchos. “Este é um projeto inovador e pioneiro. Nenhum Estado conseguiu atingir 100% da população abrangida pelo Samu”, ressaltou Elsade.

Antes do Chamar 192, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência abrangia população estimada de 10,3 milhões de habitantes, o que corresponde a 91,4% dos gaúchos. Ao aderirem ao projeto, os municípios deverão manter uma equipe com, no mínimo, um motorista e um técnico de enfermagem ou socorrista, e mantê-las por, pelo menos, 12 horas ao dia. Em contrapartida, a SES oferecerá regulação médica primária e secundária aos municípios, com orientação médica às equipes.

Novas turmas já estão agendadas para serem treinadas ainda neste ano, e a estimativa é de que cerca de 500 profissionais, no total, recebam esse primeiro treinamento para compor as equipes socorristas no Estado. A capacitação abrange questões de logística e operacionalização do sistema de regulação, ética e biossegurança, e os tipos mais comuns de acidentes como afogamento, choque elétrico, quedas, engasgos e outros.

Veja os municípios que aderiram ao Chamar 192:
Almirante Tamandaré do Sul
Alpestre
Alto Alegre
Amaral Ferrador
Ametista do Sul
Barracão
Boa Vista do Incra
Brochier
Cacique Doble
Caiçara
Campo Novo
Caseiros
Cerrito
Colorado
Fortaleza dos Valos
Igrejinha
Jari
Machadinho
Mato Castelhano
Monte Belo do Sul
Não-Me-Toque
Quinze de Novembro
Rolante
Sagrada Família
Saldanha Marinho
Santa Bárbara do Sul
Santo Antônio do Planalto
São José das Missões
São José do Ouro
Selbach
Tapera
Tio Hugo
Toropi
Ubiretama
Vicente Dutra
Victor Graeff
Vila Maria

Buscando ampliar a cobertura do 192, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), no interior do Estado, a Secretaria da Saúde (SES) treinou mais de 100 profissionais socorristas nesta sexta-feira (16/10). São condutores de veículos, enfermeiros, técnicos, bombeiros voluntários e outros profissionais socorristas de pequenos municípios gaúchos que ainda não faziam parte da Rede Estadual das Urgências.

Entre os 221 municípios sem cobertura do Samu, 37 já aderiram ao programa batizado de Chamar 192 (veja lista abaixo), ampliando para mais cerca de 200 mil habitantes a cobertura do telefone 192 e o serviço de atendimento pré-hospitalar de urgência. Com a adesão desses municípios, o atendimento por meio do 192 chega a 93,36% da população do Rio Grande do Sul.

A expectativa do Estado, nos próximos meses, é de alcançar 100% da população gaúcha, com a adesão voluntária de municípios. “As cidades que não têm habitantes suficientes para justificar a implantação de uma base própria do Samu se viam por conta própria na questão da urgência e emergência pré-hospitalar, descolados do serviço de urgência do Estado", explicou o diretor do Departamento de Regulação Estadual, Eduardo Elsade.

A partir de agora, as equipes que já faziam este serviço anteriormente no município, como as chamadas “ambulâncias brancas municipais” e bombeiros, passarão a receber todo o apoio de comunicação e logística da Central de Regulação Estadual, sem tirar autonomia da gestão municipal na contratação de profissionais. O projeto é uma parceria entre governo do Estado e Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS).

De acordo com a coordenadora estadual de enfermagem do Samu, Andréa Cristiane da Silva Pinheiro, o projeto não vai beneficiar apenas os cidadãos que moram nesses municípios, mas também a todos que passarem pela região. “Uma pessoa que está viajando, por exemplo, e presencia um acidente na estrada em alguma das cidades que antes não tinha cobertura Samu agora pode ligar para o 192 e será atendida”, informou.

Secretária da Saúde, Arita Bergmann saudou a equipe da Central Estadual de Regulação e disse que a iniciativa é fundamental para proteger e salvar a vida dos cidadãos gaúchos. “Este é um projeto inovador e pioneiro. Nenhum Estado conseguiu atingir 100% da população abrangida pelo Samu”, ressaltou Elsade.

Antes do Chamar 192, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência abrangia população estimada de 10,3 milhões de habitantes, o que corresponde a 91,4% dos gaúchos. Ao aderirem ao projeto, os municípios deverão manter uma equipe com, no mínimo, um motorista e um técnico de enfermagem ou socorrista, e mantê-las por, pelo menos, 12 horas ao dia. Em contrapartida, a SES oferecerá regulação médica primária e secundária aos municípios, com orientação médica às equipes.

Novas turmas já estão agendadas para serem treinadas ainda neste ano, e a estimativa é de que cerca de 500 profissionais, no total, recebam esse primeiro treinamento para compor as equipes socorristas no Estado. A capacitação abrange questões de logística e operacionalização do sistema de regulação, ética e biossegurança, e os tipos mais comuns de acidentes como afogamento, choque elétrico, quedas, engasgos e outros.

Veja os municípios que aderiram ao Chamar 192:
Almirante Tamandaré do Sul
Alpestre
Alto Alegre
Amaral Ferrador
Ametista do Sul
Barracão
Boa Vista do Incra
Brochier
Cacique Doble
Caiçara
Campo Novo
Caseiros
Cerrito
Colorado
Fortaleza dos Valos
Igrejinha
Jari
Machadinho
Mato Castelhano
Monte Belo do Sul
Não-Me-Toque
Quinze de Novembro
Rolante
Sagrada Família
Saldanha Marinho
Santa Bárbara do Sul
Santo Antônio do Planalto
São José das Missões
São José do Ouro
Selbach
Tapera
Tio Hugo
Toropi
Ubiretama
Vicente Dutra
Victor Graeff
Vila Maria

Link para notícia no site Tua Rádio

Inscrições para editais da Lei Aldir Blanc se encerraram nesta sexta (16) com volume inédito de projetos

As inscrições para os dois primeiros editais com recursos da Lei Aldir Blanc lançados pela Secretaria da Cultura (Sedac) se encerraram nesta sexta-feira (16/10), às 16h59, com uma demanda sem precedentes de projetos apresentados. Para dar conta, a Sedac montou uma força-tarefa para validar os cadastros.

“Foram mais de 1,7 mil projetos inscritos para concorrer ao R$ 14 milhões disponíveis”, destaca o diretor de Fomento da Sedac, Rafael Balle, que complementa: “a mobilização do setor cultural foi decisiva para conquistar a descentralização dos recursos pela Lei Aldir Blanc e, agora, se mostrou ainda mais intensa participando destes editais.”

Os editais haviam sido publicados pela Sedac no dia 1 de outubro, no Diário Oficial do Estado (DOE): o edital Sedac nº 09/2020 – Produções Culturais e Artísticas e o edital Sedac nº 10/2020 – Aquisição de Bens e Materiais. Puderam apresentar projetos microempreendedores individuais, empresas, entidades, associações e instituições da área cultural com registro junto ao Cadastro Estadual de Proponentes do Estado.

O RS se destacou pela articulação durante a Conferência Estadual de Cultura, nos meses de agosto e setembro, de forma on-line, e com transmissão da TVE e FM Cultura no primeiro ciclo. A conferência definiu as diretrizes para os investimentos dos recursos recebidos pelo governo do Estado.
“Queremos parabenizar artistas, técnicos, produtores e agentes culturais que trabalharam tanto nesses últimos dias, elaborando projetos, conectando pessoas e, assim, gerando perspectivas para o desenvolvimento cultural do nosso Estado. A equipe da Sedac mantém foco no fortalecimento do fomento ao setor, visando assegurar à sociedade gaúcha o direito de acesso aos bens e serviços culturais”, afirma a secretária da Cultura, Beatriz Araujo.
Próximos editais
Estão abertas até o dia 21/10 as chamadas públicas para selecionar entidades parceiras para a realização de outros três editais: Prêmio Trajetórias, Criação e Formação e Ações Culturais das Comunidades.
Esses editais serão lançados após o recebimento dos recursos pela entidade parceira, aumentando as possibilidades para acesso à verba, inclusive por pessoas físicas e coletivos informais da área cultural, que devem investir R$ 26 milhões.
No site da Sedac, o banner “Plano de Ação do RS para a Lei Aldir Blanc” traz, em detalhes, os investimentos da lei no Rio Grande do Sul, na ordem de R$ 69,7 milhões.
A Lei Aldir Blanc também disponibiliza R$ 85 milhões para os 497 municípios gaúchos.
Lei Aldir Blanc
Lei Federal nº 14.017, de 29 de junho de 2020, que dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública, descentralizando R$ 3 bilhões para Estados, municípios e Distrito Federal.

As inscrições para os dois primeiros editais com recursos da Lei Aldir Blanc lançados pela Secretaria da Cultura (Sedac) se encerraram nesta sexta-feira (16/10), às 16h59, com uma demanda sem precedentes de projetos apresentados. Para dar conta, a Sedac montou uma força-tarefa para validar os cadastros.

“Foram mais de 1,7 mil projetos inscritos para concorrer ao R$ 14 milhões disponíveis”, destaca o diretor de Fomento da Sedac, Rafael Balle, que complementa: “a mobilização do setor cultural foi decisiva para conquistar a descentralização dos recursos pela Lei Aldir Blanc e, agora, se mostrou ainda mais intensa participando destes editais.”

Os editais haviam sido publicados pela Sedac no dia 1 de outubro, no Diário Oficial do Estado (DOE): o edital Sedac nº 09/2020 – Produções Culturais e Artísticas e o edital Sedac nº 10/2020 – Aquisição de Bens e Materiais. Puderam apresentar projetos microempreendedores individuais, empresas, entidades, associações e instituições da área cultural com registro junto ao Cadastro Estadual de Proponentes do Estado.

O RS se destacou pela articulação durante a Conferência Estadual de Cultura, nos meses de agosto e setembro, de forma on-line, e com transmissão da TVE e FM Cultura no primeiro ciclo. A conferência definiu as diretrizes para os investimentos dos recursos recebidos pelo governo do Estado.
“Queremos parabenizar artistas, técnicos, produtores e agentes culturais que trabalharam tanto nesses últimos dias, elaborando projetos, conectando pessoas e, assim, gerando perspectivas para o desenvolvimento cultural do nosso Estado. A equipe da Sedac mantém foco no fortalecimento do fomento ao setor, visando assegurar à sociedade gaúcha o direito de acesso aos bens e serviços culturais”, afirma a secretária da Cultura, Beatriz Araujo.
Próximos editais
Estão abertas até o dia 21/10 as chamadas públicas para selecionar entidades parceiras para a realização de outros três editais: Prêmio Trajetórias, Criação e Formação e Ações Culturais das Comunidades.
Esses editais serão lançados após o recebimento dos recursos pela entidade parceira, aumentando as possibilidades para acesso à verba, inclusive por pessoas físicas e coletivos informais da área cultural, que devem investir R$ 26 milhões.
No site da Sedac, o banner "Plano de Ação do RS para a Lei Aldir Blanc" traz, em detalhes, os investimentos da lei no Rio Grande do Sul, na ordem de R$ 69,7 milhões.
A Lei Aldir Blanc também disponibiliza R$ 85 milhões para os 497 municípios gaúchos.
Lei Aldir Blanc
Lei Federal nº 14.017, de 29 de junho de 2020, que dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública, descentralizando R$ 3 bilhões para Estados, municípios e Distrito Federal.

Link para notícia no site Tua Rádio

Caxias do Sul contabiliza 9.639 casos positivos de Covid-19

Cidade está com os leitos adulto SUS em 65% de ocupação
Caxias do Sul apresentou mais 56 casos positivos de covid-19 nesta sexta-feira (16/10). Agora, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) afirma que a cidade possui 9.639 infectados, com 8.569 recuperados e 914 que estão com a doença no organismo. Dos ativos, 868 estão em isolamento domiciliar, 20 em enfermaria e 26 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). O Município registra ainda 156 óbitos por coronavírus.

Caxias do Sul tem 149 leitos de UTI utilizados dos 228 disponíveis, apresentando 65 % de ocupação. Dos leitos de UTI Adulto do Sistema Único de Saúde (SUS), 73% estão ocupados, com 53 usados dos 73 ofertados. Os leitos privados chegam 68% de ocupação (58 ocupados dos 85 disponibilizados).

Dos casos positivos totais, 5.126 são mulheres e 4.513 são homens, com a maioria em uma faixa etária de 30 a 39 anos. Desses, 1.077 são profissionais da saúde e 60 da segurança. O Executivo ainda mostra que 6.109 pessoas procuraram os postos de saúde por síndrome gripal, mas não foram testadas.

A cidade também possui 122 casos suspeitos e 60.402 casos negativos. Para mais informações, acesse a plataforma covid.caxias.rs.gov.br.

Cidade está com os leitos adulto SUS em 65% de ocupação

Caxias do Sul apresentou mais 56 casos positivos de covid-19 nesta sexta-feira (16/10). Agora, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) afirma que a cidade possui 9.639 infectados, com 8.569 recuperados e 914 que estão com a doença no organismo. Dos ativos, 868 estão em isolamento domiciliar, 20 em enfermaria e 26 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). O Município registra ainda 156 óbitos por coronavírus.

Caxias do Sul tem 149 leitos de UTI utilizados dos 228 disponíveis, apresentando 65 % de ocupação. Dos leitos de UTI Adulto do Sistema Único de Saúde (SUS), 73% estão ocupados, com 53 usados dos 73 ofertados. Os leitos privados chegam 68% de ocupação (58 ocupados dos 85 disponibilizados).

Dos casos positivos totais, 5.126 são mulheres e 4.513 são homens, com a maioria em uma faixa etária de 30 a 39 anos. Desses, 1.077 são profissionais da saúde e 60 da segurança. O Executivo ainda mostra que 6.109 pessoas procuraram os postos de saúde por síndrome gripal, mas não foram testadas.

A cidade também possui 122 casos suspeitos e 60.402 casos negativos. Para mais informações, acesse a plataforma covid.caxias.rs.gov.br.

Link para notícia no site Tua Rádio

Escola de Caxias do Sul organiza carreata em bairros para fortalecer vínculo afetivo entre professores e alunos

Cerca de 60 professores da escola municipal José Protázio passará em cinco regiões da cidade neste sábado (17), para manter o contato com os alunos em meio à pandemia
A chegada da pandemia da Covid-19 trouxe o fechamento provisório das escolas neste ano. Educadores e alunos precisaram romper o vínculo afetivo presencial, em prol dos cuidados preventivos contra a doença. Pensando nisso, uma escola de Caxias do Sul vai realizar uma ação neste sábado (17/10), a partir das 10h, com a ideia de manter a ligação entre estudante e professor, mesmo com a distância.

Aproximadamente 68 docentes da Escola Municipal de Ensino Fundamental José Protázio farão uma carreata nas localidades em que os alunos residem, a fim de que possam ter um contato com o professor de maneira segura. A ação vai abranger os bairros: Jardim Adorado. Jardim Eldorado (onde se localiza a instituição), Jardim Iracema e Serrano.

Em entrevista à Tua Rádio São Francisco, a vice-diretora do colégio, Samira Sgarabotto Silva Barbosa, conta que a iniciativa também será transmitida nas redes sociais da escola, para envolver as regiões que os carros dos educadores não conseguirão passar no dia.

A saída dos carros será em frente a José Protázio.

Clique AQUI e confira a entrevista completa.

AQUI você confere o vídeo sobre a ação

Cerca de 60 professores da escola municipal José Protázio passará em cinco regiões da cidade neste sábado (17), para manter o contato com os alunos em meio à pandemia

A chegada da pandemia da Covid-19 trouxe o fechamento provisório das escolas neste ano. Educadores e alunos precisaram romper o vínculo afetivo presencial, em prol dos cuidados preventivos contra a doença. Pensando nisso, uma escola de Caxias do Sul vai realizar uma ação neste sábado (17/10), a partir das 10h, com a ideia de manter a ligação entre estudante e professor, mesmo com a distância.

Aproximadamente 68 docentes da Escola Municipal de Ensino Fundamental José Protázio farão uma carreata nas localidades em que os alunos residem, a fim de que possam ter um contato com o professor de maneira segura. A ação vai abranger os bairros: Jardim Adorado. Jardim Eldorado (onde se localiza a instituição), Jardim Iracema e Serrano.

Em entrevista à Tua Rádio São Francisco, a vice-diretora do colégio, Samira Sgarabotto Silva Barbosa, conta que a iniciativa também será transmitida nas redes sociais da escola, para envolver as regiões que os carros dos educadores não conseguirão passar no dia.

A saída dos carros será em frente a José Protázio.

Clique AQUI e confira a entrevista completa.

AQUI você confere o vídeo sobre a ação

Eleições 2020: confira os cuidados sanitários que precisam ser tomados durante campanhas eleitorais

Promotora de Justiça Eleitora da 136ª Zona Eleitoral de Caxias do Sul, Simone Martini, explicou como será a fiscalização
Além das tradicionais regras que precisam ser seguidas por candidatos e partidos nas campanhas eleitorais (confira aqui o que pode ou não pode nas campanhas), neste ano também tem normas específicas quanto à questão sanitária de prevenção ao coronavírus que precisam ser seguidas.

A partir da Nota Informativa Nº 25 emitida pela Secretaria Estadual da Saúde, e editada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TER-RS), o Ministério Público Eleitoral determinou, ainda na última semana, que as campanhas eleitorais também sejam fiscalizadas do ponto de vista sanitário. As principais recomendações são: manter o distanciamento entre as pessoas, não promover aglomerações, exigir uso da máscara e fornecer álcool gel, evitar distribuição de materiais impressos e visita aos eleitores, bem como evitar coquetéis e sistema de buffet em jantares.

Em entrevista à Tua Rádio São Francisco, a Promotora de Justiça Eleitora da 136ª Zona Eleitoral de Caxias do Sul, Simone Martini, explicou como será o procedimento de fiscalização no município. Ouça a entrevista completa AQUI.

A comunidade também pode auxiliar na fiscalização. Quem perceber descumprimento de regras por parte de candidatos pode denunciar diretamente no Cartório Eleitoral ou ao Ministério Público Eleitoral, por meio do endereço denunciaeleitoral@mprs.mp.br ou, ainda, pelo site do Ministério Público.

Promotora de Justiça Eleitora da 136ª Zona Eleitoral de Caxias do Sul, Simone Martini, explicou como será a fiscalização

Além das tradicionais regras que precisam ser seguidas por candidatos e partidos nas campanhas eleitorais (confira aqui o que pode ou não pode nas campanhas), neste ano também tem normas específicas quanto à questão sanitária de prevenção ao coronavírus que precisam ser seguidas.

A partir da Nota Informativa Nº 25 emitida pela Secretaria Estadual da Saúde, e editada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TER-RS), o Ministério Público Eleitoral determinou, ainda na última semana, que as campanhas eleitorais também sejam fiscalizadas do ponto de vista sanitário. As principais recomendações são: manter o distanciamento entre as pessoas, não promover aglomerações, exigir uso da máscara e fornecer álcool gel, evitar distribuição de materiais impressos e visita aos eleitores, bem como evitar coquetéis e sistema de buffet em jantares.

Em entrevista à Tua Rádio São Francisco, a Promotora de Justiça Eleitora da 136ª Zona Eleitoral de Caxias do Sul, Simone Martini, explicou como será o procedimento de fiscalização no município. Ouça a entrevista completa AQUI.

A comunidade também pode auxiliar na fiscalização. Quem perceber descumprimento de regras por parte de candidatos pode denunciar diretamente no Cartório Eleitoral ou ao Ministério Público Eleitoral, por meio do endereço denunciaeleitoral@mprs.mp.br ou, ainda, pelo site do Ministério Público.

Link para notícia no site Tua Rádio

Serra Gaúcha é mantida na bandeira laranja do Distanciamento Controlado

Governo do Estado divulgou mapa preliminar nesta sexta-feira (16)
O mapa preliminar da 24ª semana do Distanciamento Controlado ficou parecido com o da última rodada. A Serra Gaúcha permanece na bandeira laranja e houve apenas uma troca de bandeiras entre duas regiões: Pelotas, que estava na amarela e passou para laranja, e Cachoeira do Sul, que migra para amarela, somando-se a Bagé e Palmeira das Missões, que já estavam em situação de risco baixo.

O Governo do Estado também fez alerta para as regiões com maior número de novos registros de hospitalizações nos últimos sete dias, por local de residência do paciente, que são Porto Alegre (186), Caxias do Sul (81), Canoas (54), Passo Fundo (49), Novo Hamburgo (46), Pelotas (45) e Santa Maria (41).

Em geral, o Rio Grande do Sul manteve a tendência de queda ou estabilidade dos principais indicadores. O número de internados em UTI por Síndrome Respiratória Aguda Grave caiu 4% e por Covid-19, teve queda de 8%. Com isso, houve aumento de 5% no total de leitos livres destinados aos casos que necessitam de tratamento intensivo. A redução mais expressiva se deu no número de óbitos entre as duas semanas: queda de 16%. Porém, os novos registros semanais de hospitalizações de pacientes confirmados com Covid-19: aumentou 24% entre as duas últimas semanas.

Governo do Estado divulgou mapa preliminar nesta sexta-feira (16)

O mapa preliminar da 24ª semana do Distanciamento Controlado ficou parecido com o da última rodada. A Serra Gaúcha permanece na bandeira laranja e houve apenas uma troca de bandeiras entre duas regiões: Pelotas, que estava na amarela e passou para laranja, e Cachoeira do Sul, que migra para amarela, somando-se a Bagé e Palmeira das Missões, que já estavam em situação de risco baixo.

O Governo do Estado também fez alerta para as regiões com maior número de novos registros de hospitalizações nos últimos sete dias, por local de residência do paciente, que são Porto Alegre (186), Caxias do Sul (81), Canoas (54), Passo Fundo (49), Novo Hamburgo (46), Pelotas (45) e Santa Maria (41).

Em geral, o Rio Grande do Sul manteve a tendência de queda ou estabilidade dos principais indicadores. O número de internados em UTI por Síndrome Respiratória Aguda Grave caiu 4% e por Covid-19, teve queda de 8%. Com isso, houve aumento de 5% no total de leitos livres destinados aos casos que necessitam de tratamento intensivo. A redução mais expressiva se deu no número de óbitos entre as duas semanas: queda de 16%. Porém, os novos registros semanais de hospitalizações de pacientes confirmados com Covid-19: aumentou 24% entre as duas últimas semanas.

Link para notícia no site Tua Rádio

UBSs de Caxias do Sul realizam Dia D de vacinação contra a poliomielite neste sábado (17)

Unidades funcionam das 8h às 17h, sem fechar ao meio-dia
O Dia D de vacinação contra a poliomielite será neste sábado (17/10), em Caxias do Sul. As vacinas são realizadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do Município, das 8h às 17h, com o intuito de imunizar crianças de 1 até 4 anos, 11 meses e 29 dias. Os postos de saúde não fecham ao meio-dia.

A meta é atingir 95% da faixa etária neste ano. Segundo a diretora da Vigilância Epidemiológica, Mônica Renosto, aproximadamente 22 mil crianças pode ser imunizada contra a doença.

Além de imunizar contra a poliomielite, o Dia D é destinado para que crianças e adolescentes de 0 a 14 anos coloquem o calendário vacinal em dia. Mônica conta a importância de se ter as vacinas atualizadas, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Mônica ainda reforça que as UBSs realizam os cuidados sanitários contra a Covid-19, a fim de receber o público-alvo neste final de semana.

Meningite

Neste ano, uma vacina nova está sendo oferecida pelo SUS: a meningocócica ACWY, para adolescentes de 11 e 12 anos. Ela previne quatro tipos de meningites: A, C, W e Y. Antes a dose estava disponível apenas na rede privada.

A meningite é uma doença grave que causa inflamação das meninges – tecido que envolve o cérebro e a medula espinhal. A principal forma de prevenção é a vacina.

Os sintomas são febre, dor de cabeça, rigidez ou dor no pescoço, náuseas e vômitos e podem surgir rapidamente. Nas formas mais graves da doença podem surgir manchas avermelhadas (menimgococcemia), confusão mental e sonolência.

Unidades funcionam das 8h às 17h, sem fechar ao meio-dia

O Dia D de vacinação contra a poliomielite será neste sábado (17/10), em Caxias do Sul. As vacinas são realizadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do Município, das 8h às 17h, com o intuito de imunizar crianças de 1 até 4 anos, 11 meses e 29 dias. Os postos de saúde não fecham ao meio-dia.

A meta é atingir 95% da faixa etária neste ano. Segundo a diretora da Vigilância Epidemiológica, Mônica Renosto, aproximadamente 22 mil crianças pode ser imunizada contra a doença.

Além de imunizar contra a poliomielite, o Dia D é destinado para que crianças e adolescentes de 0 a 14 anos coloquem o calendário vacinal em dia. Mônica conta a importância de se ter as vacinas atualizadas, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Mônica ainda reforça que as UBSs realizam os cuidados sanitários contra a Covid-19, a fim de receber o público-alvo neste final de semana.

Meningite

Neste ano, uma vacina nova está sendo oferecida pelo SUS: a meningocócica ACWY, para adolescentes de 11 e 12 anos. Ela previne quatro tipos de meningites: A, C, W e Y. Antes a dose estava disponível apenas na rede privada.

A meningite é uma doença grave que causa inflamação das meninges – tecido que envolve o cérebro e a medula espinhal. A principal forma de prevenção é a vacina.

Os sintomas são febre, dor de cabeça, rigidez ou dor no pescoço, náuseas e vômitos e podem surgir rapidamente. Nas formas mais graves da doença podem surgir manchas avermelhadas (menimgococcemia), confusão mental e sonolência.

Samae reforça sinalização nas proximidades de bacias de captação

61 placas de orientação serão instaladas ou substituídas.
As novas placas serão instaladas nas proximidades das áreas de captação de Caxias do Sul: Dal Bó, Maestra, Faxinal, Samuara, Marrecas, Piaí, Sepultura e Mulada. O trabalho deverá ser finalizado em até 150 dias. Placas e estruturas antigas também serão removidas.

Com a proximidade do verão, outro ponto que exige atenção do Samae é o controle de pessoas que tomam banho nestes locais. O diretor-presidente da autarquia, Ângelo Barcarolo, explicou, em entrevista ao No Ponto, desta sexta-feira (16), que já existe um trabalho permanente em parceria com a Guarda Municipal. O objetivo não é a aplicação de punições, mas orientar estas pessoas.

As represas são, por lei, áreas de preservação permanente. Portanto, é proibido nadar, jogar lixo, queimar vegetação e pescar.

(Ouça a entrevista abaixo do título)

61 placas de orientação serão instaladas ou substituídas.

As novas placas serão instaladas nas proximidades das áreas de captação de Caxias do Sul: Dal Bó, Maestra, Faxinal, Samuara, Marrecas, Piaí, Sepultura e Mulada. O trabalho deverá ser finalizado em até 150 dias. Placas e estruturas antigas também serão removidas.

Com a proximidade do verão, outro ponto que exige atenção do Samae é o controle de pessoas que tomam banho nestes locais. O diretor-presidente da autarquia, Ângelo Barcarolo, explicou, em entrevista ao No Ponto, desta sexta-feira (16), que já existe um trabalho permanente em parceria com a Guarda Municipal. O objetivo não é a aplicação de punições, mas orientar estas pessoas.

As represas são, por lei, áreas de preservação permanente. Portanto, é proibido nadar, jogar lixo, queimar vegetação e pescar.

(Ouça a entrevista abaixo do título)

Link para notícia no site Tua Rádio

Caxias do Sul terá agência da Caixa aberta neste sábado (17) para pagamento do FGTS Emergencial

A agência localizada na Avenida Júlio de Castilhos atenderá das 8h às 12h
Os beneficiários do Saque Emergencial do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) poderão contar com os serviços das agências Caixa neste sábado (17). Em Caxias do Sul a Agência Centro, localizada na Avenida Júlio de Castilhos, 1358, estará aberta das 8h às 12h. Os trabalhadores nascidos em julho e agosto poderão retirar em espécie os valores referentes ao Saque Emergencial do FGTS.

Em todo o Brasil, 60 milhões de trabalhadores já têm acesso ao valor global de até R$ 37,8 bilhões do Saque Emergencial do FGTS. E, a partir deste sábado (17), os trabalhadores nascidos em julho e agosto que tiveram o crédito do Saque Emergencial do FGTS e que não movimentaram a conta Poupança Social Digital ou que tenham saldo remanescente já poderão sacar o benefício em dinheiro. Também será possível transferir os valores, via aplicativo Caixa Tem, para outra conta, da Caixa ou de outras instituições financeiras.

Continua disponível ao trabalhador a opção de utilização dos recursos creditados na Poupança Social Digital para a realização de compras, por meio do cartão de débito virtual e QR Code, pagamento de boletos, contas de água, luz, telefone, entre outros serviços. Com o aplicativo Caixa Tem, também está disponível a funcionalidade para pagamentos sem cartão nas cerca de 13 mil unidades lotéricas do banco.

A Caixa também reforça que não é preciso madrugar nas filas à espera de atendimento. Todas as pessoas que comparecerem às agências que abrirão neste sábado, das 8h às 12h, serão atendidas no mesmo dia.

A agência localizada na Avenida Júlio de Castilhos atenderá das 8h às 12h

Os beneficiários do Saque Emergencial do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) poderão contar com os serviços das agências Caixa neste sábado (17). Em Caxias do Sul a Agência Centro, localizada na Avenida Júlio de Castilhos, 1358, estará aberta das 8h às 12h. Os trabalhadores nascidos em julho e agosto poderão retirar em espécie os valores referentes ao Saque Emergencial do FGTS.

Em todo o Brasil, 60 milhões de trabalhadores já têm acesso ao valor global de até R$ 37,8 bilhões do Saque Emergencial do FGTS. E, a partir deste sábado (17), os trabalhadores nascidos em julho e agosto que tiveram o crédito do Saque Emergencial do FGTS e que não movimentaram a conta Poupança Social Digital ou que tenham saldo remanescente já poderão sacar o benefício em dinheiro. Também será possível transferir os valores, via aplicativo Caixa Tem, para outra conta, da Caixa ou de outras instituições financeiras.

Continua disponível ao trabalhador a opção de utilização dos recursos creditados na Poupança Social Digital para a realização de compras, por meio do cartão de débito virtual e QR Code, pagamento de boletos, contas de água, luz, telefone, entre outros serviços. Com o aplicativo Caixa Tem, também está disponível a funcionalidade para pagamentos sem cartão nas cerca de 13 mil unidades lotéricas do banco.

A Caixa também reforça que não é preciso madrugar nas filas à espera de atendimento. Todas as pessoas que comparecerem às agências que abrirão neste sábado, das 8h às 12h, serão atendidas no mesmo dia.

Link para notícia no site Tua Rádio

Período de La Ninã e falta de sementes no mercado preocupam produtores

Este conteúdo esta disponível, também, no áudio da matéria
A Tua Rádio Alvorada conversou, nesta semana, com Rodrigo Coradi, presidente do conselho municipal de agropecuária. Durante a entrevista, foram abordados alguns assuntos que vem preocupando os produtores rurais, a falta de chuvas e a falta de sementes no mercado. De acordo com Rodrigo, o que vem alterando os comportamentos climáticos é justamente o período de La Ninã, pelo qual parte do Rio Grande do Sul já está passando, caracterizado pelo baixo número de chuvas e aumento da temperatura.

Rodrigo conta que muitas culturas podem ser prejudicadas, inclusive o trigo, que comumente se desenvolve bem em temperaturas mais secas. Além do trigo, Coradi, chama a atenção para o milho, segundo ele, a cultura já foi semeada e se desenvolveu bem, porém, há o risco de que o processo de aplicação de nitrogênio, indispensável para a produtividade do milho, seja prejudicado devido a falta de água.

Rodrigo ainda destaca que parte dos problemas causados pela falta de chuvas, foram amenizados em razão dos investimentos em manutenção do solo, feitos pelos produtores rurais, e aponta que a região vem evoluindo neste processo.

Falta de sementes

Sobre a falta de sementes, Rodrigo, conta que devido ao período de estiagem enfrentado no início do ano, muitas sementes acabaram sendo prejudicadas. Assim, mesmo que os produtores tenham colhido um bom número de sementes, algumas não passaram nos testes de qualidade exigidos pelo Ministério da Agricultura e não podem ser comercializadas.

Rodrigo relembra ainda que todos estes fatores são situações que fogem do controle do produtor rural, não sendo justo culpar o mesmo pelas dificuldades que estão sendo enfrentadas. A entrevista completa com Rodrigo Coradi está disponível no áudio da matéria.

Este conteúdo esta disponível, também, no áudio da matéria

A Tua Rádio Alvorada conversou, nesta semana, com Rodrigo Coradi, presidente do conselho municipal de agropecuária. Durante a entrevista, foram abordados alguns assuntos que vem preocupando os produtores rurais, a falta de chuvas e a falta de sementes no mercado. De acordo com Rodrigo, o que vem alterando os comportamentos climáticos é justamente o período de La Ninã, pelo qual parte do Rio Grande do Sul já está passando, caracterizado pelo baixo número de chuvas e aumento da temperatura.

Rodrigo conta que muitas culturas podem ser prejudicadas, inclusive o trigo, que comumente se desenvolve bem em temperaturas mais secas. Além do trigo, Coradi, chama a atenção para o milho, segundo ele, a cultura já foi semeada e se desenvolveu bem, porém, há o risco de que o processo de aplicação de nitrogênio, indispensável para a produtividade do milho, seja prejudicado devido a falta de água.

Rodrigo ainda destaca que parte dos problemas causados pela falta de chuvas, foram amenizados em razão dos investimentos em manutenção do solo, feitos pelos produtores rurais, e aponta que a região vem evoluindo neste processo.

Falta de sementes

Sobre a falta de sementes, Rodrigo, conta que devido ao período de estiagem enfrentado no início do ano, muitas sementes acabaram sendo prejudicadas. Assim, mesmo que os produtores tenham colhido um bom número de sementes, algumas não passaram nos testes de qualidade exigidos pelo Ministério da Agricultura e não podem ser comercializadas.

Rodrigo relembra ainda que todos estes fatores são situações que fogem do controle do produtor rural, não sendo justo culpar o mesmo pelas dificuldades que estão sendo enfrentadas. A entrevista completa com Rodrigo Coradi está disponível no áudio da matéria.

Link para notícia no site Tua Rádio

Polícia realiza a Operação Kick, contra o tráfico de drogas em Passo Fundo e região

Entre os municípios abastecidos pela organização investigada estão Marau e Nicolau Vergueiro
Nexta-feira, 16/10, a Polícia Civil desencadeou a Operação Kick, visando cumprimento de 15 mandados de busca e apreensão, oriundos de investigação de organização criminosa atuante em Passo Fundo e região, voltada ao tráfico de drogas. As buscas foram cumpridas nas cidades de Passo Fundo, Getúlio Vargas, Erechim, Carazinho, Estação, São José do Ouro e Barracão. Dentre os investigados há dois que já estão presos preventivamente por outras investigações e um investigado que está foragido do sistema prisional há mais de um ano. Nas buscas, foram presos em flagrante quatro homens, três por tráficos de drogas e um por porte ilegal de arma de fogo.

Foram apreendidos aproximadamente 500 gramas de maconha, 15 mil reais em espécie, um veículo, três armas de fogo, munições e carregadores. Ainda, foram apreendidas nove pequenas caixas com esmeraldas brutas e duas pedras semelhantes a diamante bruto. A organização criminosa fazia a distribuição das drogas (maconha, cocaína, LSD, ecstasy) para as cidades de Carazinho, Passo Fundo, Nicolau Vergueiro, Marau, Não-Me-Toque, Getúlio Vargas, e principalmente, Tapejara, Erebango Barão do Cotegipe, Ronda Alta, Pontão, Estação e Barracão.

A organização possui vínculo com traficantes da fronteira e também com traficantes do litoral catarinense. Durante a investigação foram identificados 12 membros da organização criminosa e 35 usuários de drogas que faziam compra dos entorpecentes com os investigados. A ação foi organizada pela Draco de Passo Fundo, coordenada pelo Delegado Diogo Ferreira e contou com apoio de policiais de Erechim, Getúlio Vargas, Sertão, Carazinho, Barracão, Erebango e São José do Ouro.

Entre os municípios abastecidos pela organização investigada estão Marau e Nicolau Vergueiro

Nexta-feira, 16/10, a Polícia Civil desencadeou a Operação Kick, visando cumprimento de 15 mandados de busca e apreensão, oriundos de investigação de organização criminosa atuante em Passo Fundo e região, voltada ao tráfico de drogas. As buscas foram cumpridas nas cidades de Passo Fundo, Getúlio Vargas, Erechim, Carazinho, Estação, São José do Ouro e Barracão. Dentre os investigados há dois que já estão presos preventivamente por outras investigações e um investigado que está foragido do sistema prisional há mais de um ano. Nas buscas, foram presos em flagrante quatro homens, três por tráficos de drogas e um por porte ilegal de arma de fogo.

Foram apreendidos aproximadamente 500 gramas de maconha, 15 mil reais em espécie, um veículo, três armas de fogo, munições e carregadores. Ainda, foram apreendidas nove pequenas caixas com esmeraldas brutas e duas pedras semelhantes a diamante bruto. A organização criminosa fazia a distribuição das drogas (maconha, cocaína, LSD, ecstasy) para as cidades de Carazinho, Passo Fundo, Nicolau Vergueiro, Marau, Não-Me-Toque, Getúlio Vargas, e principalmente, Tapejara, Erebango Barão do Cotegipe, Ronda Alta, Pontão, Estação e Barracão.

A organização possui vínculo com traficantes da fronteira e também com traficantes do litoral catarinense. Durante a investigação foram identificados 12 membros da organização criminosa e 35 usuários de drogas que faziam compra dos entorpecentes com os investigados. A ação foi organizada pela Draco de Passo Fundo, coordenada pelo Delegado Diogo Ferreira e contou com apoio de policiais de Erechim, Getúlio Vargas, Sertão, Carazinho, Barracão, Erebango e São José do Ouro.

Link para notícia no site Tua Rádio

AMHEC faz 15 anos em Marau, lutando contra o preconceito com portadores de hepatites

Mesmo com tantas batalhas vencidas, uma ainda está longe de ser terminada: a quebra do preconceito
Nesta semana a AMHEC – Associação Marauense de Hepatites Virais, completou 15 anos. Em razão da pandemia, a festa para comemorar a data e as outras festividades, como inauguração da galeria de fundadores, ficará para 2021. A AMHEC tem hoje 30 membros fixos e acolhe outros que procuram amparo no tratamento das Hepatites B e C.

Alessandra Gomes presente há 10 anos na entidade e Rosemeire Franceschetto colaborando há 11, dizem que nesses 15 anos, a AMHEC tem muito a celebrar. Entre as principais conquistas, elas destacam obtenção de uma sede própria, que fica na avenida Presidente Vargas; vacinação contra Hepatite B para toda população; centro de aplicação na secretaria de saúde e contratação de um médico exclusivo para atender pacientes associados da AMHEC. Hoje, os portadores de hepatites em Marau conseguem fazer todos os exames sem precisar se deslocar até Passo Fundo, caminho este feito inúmeras vezes, antes da estruturação marauense do setor de saúde.

Mesmo com tantas batalhas vencidas, uma ainda está longe de ser terminada: a quebra do preconceito. As duas concordam que a principal bandeira da AMHEC nos próximos anos tem de ser essa e de que a palavra para superar esse mal seja empatia, o gesto de buscar a compreensão dos sentimentos e das emoções alheias.

A entrevista completa está disponível no áudio da matéria.

Mesmo com tantas batalhas vencidas, uma ainda está longe de ser terminada: a quebra do preconceito

Nesta semana a AMHEC – Associação Marauense de Hepatites Virais, completou 15 anos. Em razão da pandemia, a festa para comemorar a data e as outras festividades, como inauguração da galeria de fundadores, ficará para 2021. A AMHEC tem hoje 30 membros fixos e acolhe outros que procuram amparo no tratamento das Hepatites B e C.

Alessandra Gomes presente há 10 anos na entidade e Rosemeire Franceschetto colaborando há 11, dizem que nesses 15 anos, a AMHEC tem muito a celebrar. Entre as principais conquistas, elas destacam obtenção de uma sede própria, que fica na avenida Presidente Vargas; vacinação contra Hepatite B para toda população; centro de aplicação na secretaria de saúde e contratação de um médico exclusivo para atender pacientes associados da AMHEC. Hoje, os portadores de hepatites em Marau conseguem fazer todos os exames sem precisar se deslocar até Passo Fundo, caminho este feito inúmeras vezes, antes da estruturação marauense do setor de saúde.

Mesmo com tantas batalhas vencidas, uma ainda está longe de ser terminada: a quebra do preconceito. As duas concordam que a principal bandeira da AMHEC nos próximos anos tem de ser essa e de que a palavra para superar esse mal seja empatia, o gesto de buscar a compreensão dos sentimentos e das emoções alheias.

A entrevista completa está disponível no áudio da matéria.

Link para notícia no site Tua Rádio

AMF garante vitória em Frederico Westphalen

Time marauense folga na próxima rodada
A Associação Marauense de Futsal – AMF garantiu a vitória nesta quinta-feira, 15/10. Em Frederico Westphalen, no Ginásio Itapagé, a equipe enfrentou o Guarani pela Liga Gaúcha 1 e levou para casa os três pontos. Mesmo fora dos seus domínios, o time de Marau começou dominando a partida e, com volume de jogo, acumulou chances de abrir o placar. Porém, o marcador foi alterado apenas a três minutos do intervalo, quando Pato aproveitou o erro adversário e mandou a bola para o fundo das redes.

Na segunda etapa, AMF e Guarani seguiram em busca do gol e, já no final da partida, o time da casa tentou o empate com goleiro linha. Quem se aproveitou da situação foi o time marauense que, no minuto final, lançou a bola à frente e, em gol contra, ampliou o placar. Com a vitória por 2 a 0, a AMF chega aos sete pontos e garante matematicamente a classificação. Na próxima rodada, o time folga e retorna às quadras apenas no dia 29 de outubro, quando enfrenta em casa o Atlântico de Erechim.

Fonte: Assessoria de Imprensa da AMF

Time marauense folga na próxima rodada

A Associação Marauense de Futsal – AMF garantiu a vitória nesta quinta-feira, 15/10. Em Frederico Westphalen, no Ginásio Itapagé, a equipe enfrentou o Guarani pela Liga Gaúcha 1 e levou para casa os três pontos. Mesmo fora dos seus domínios, o time de Marau começou dominando a partida e, com volume de jogo, acumulou chances de abrir o placar. Porém, o marcador foi alterado apenas a três minutos do intervalo, quando Pato aproveitou o erro adversário e mandou a bola para o fundo das redes.

Na segunda etapa, AMF e Guarani seguiram em busca do gol e, já no final da partida, o time da casa tentou o empate com goleiro linha. Quem se aproveitou da situação foi o time marauense que, no minuto final, lançou a bola à frente e, em gol contra, ampliou o placar. Com a vitória por 2 a 0, a AMF chega aos sete pontos e garante matematicamente a classificação. Na próxima rodada, o time folga e retorna às quadras apenas no dia 29 de outubro, quando enfrenta em casa o Atlântico de Erechim.

Fonte: Assessoria de Imprensa da AMF

Link para notícia no site Tua Rádio

Encontro de Mulheres Cooperativistas da Coasa adapta novo formato

Evento, on line, alcançou centenas de mulheres associadas e da comunidade regional
O tradicional Encontro de Mulheres Cooperativistas da Coasa foi realizado nesta quinta-feira, 15/10, Dia da Mulher Rural, em um novo formato. Em função da pandemia, a Coasa não conseguiu realizar o evento de forma presencial e encontrou na tecnologia, uma nova possibilidade com a transmissão da Live “Mulheres em Ação”. O evento também marcou os 26 anos da cooperativa.

A programação contemplou a saúde física e emocional da mulher, conhecimento do corpo feminino, terapias alternativas e benefícios da alimentação, incluindo também, ensinamentos sobre plantas medicinais e composições de jardinagem e paisagismo. O objetivo, assim como nos anos anteriores, foi promover um espaço voltado para as mulheres e suas necessidades, oferecendo temáticas que possam melhorar a vida das associadas da Coasa, produtoras e sociedade em geral.

Apesar do formato digital, o intuito foi promover um evento aproximativo e de interações, como por exemplo, atrações artísticas, depoimentos e sorteio de brindes durante a transmissão. Por ser um evento online e gratuito, será acessível para todas as mulheres, incluindo mulheres que não são associadas ou produtoras rurais. Não haverá necessidade de inscrições prévias, somente acesso no dia e horário informado.

A live está disponível, com o conteúdo completo, na Página da Coasa no Facebook. Clique aqui para assisitir.

Evento, on line, alcançou centenas de mulheres associadas e da comunidade regional

O tradicional Encontro de Mulheres Cooperativistas da Coasa foi realizado nesta quinta-feira, 15/10, Dia da Mulher Rural, em um novo formato. Em função da pandemia, a Coasa não conseguiu realizar o evento de forma presencial e encontrou na tecnologia, uma nova possibilidade com a transmissão da Live “Mulheres em Ação”. O evento também marcou os 26 anos da cooperativa.

A programação contemplou a saúde física e emocional da mulher, conhecimento do corpo feminino, terapias alternativas e benefícios da alimentação, incluindo também, ensinamentos sobre plantas medicinais e composições de jardinagem e paisagismo. O objetivo, assim como nos anos anteriores, foi promover um espaço voltado para as mulheres e suas necessidades, oferecendo temáticas que possam melhorar a vida das associadas da Coasa, produtoras e sociedade em geral.

Apesar do formato digital, o intuito foi promover um evento aproximativo e de interações, como por exemplo, atrações artísticas, depoimentos e sorteio de brindes durante a transmissão. Por ser um evento online e gratuito, será acessível para todas as mulheres, incluindo mulheres que não são associadas ou produtoras rurais. Não haverá necessidade de inscrições prévias, somente acesso no dia e horário informado.

A live está disponível, com o conteúdo completo, na Página da Coasa no Facebook. Clique aqui para assisitir.

Link para notícia no site Tua Rádio

Visitas presenciais no sistema prisional serão retomadas nesta sexta-feira, dia 16

Depois de sete meses suspensas, por conta de restrições sanitárias provocadas pela pandemia de Covid-19, as visitas presenciais no sistema prisional do Rio Grande do Sul serão retomadas nesta sexta-feira (16/10). A suspensão, anunciada na Nota Técnica nº 01/2020, da Secretaria da Administração Penitenciária (Seapen), passou a vigorar em 23 de março e foi parcialmente atenuada, a partir de 8 de abril, com a instauração das televisitas. Em atualização da mesma NT, na semana passada, a Seapen e a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) anunciaram a permissão para o retorno das visitas presenciais.

A retomada se dá no momento em que os indicadores relacionados à pandemia apresentam melhoras consistentes, com redução das taxas de contaminação, internações e óbitos, conforme evidenciam o mapa do distanciamento controlado apresentado semanalmente pelo governo do Estado. O boletim diário de monitoramento da Covid-19 no sistema penitenciário também revela números mais positivos, o que viabiliza o retorno das visitas presenciais, sem que servidores penitenciários, pessoas presas e familiares sejam expostos a riscos excessivos.

Secretário da Administração Penitenciária, Cesar Faccioli destacou o excelente trabalho dos servidores da Susepe e da Brigada Militar, com atuação no sistema, no combate à crise, lembrando que “a transição para um futuro estado de normalidade não dispensará a manutenção da prontidão e vigilância permanentes na observância estrita de todos os protocolos sanitários desenvolvidos pelo governo do Estado do RS”. E acrescentou: “Permanece fundamental para o sucesso dessa transição a compreensão e a colaboração dos familiares para que continuemos avançando, com segurança.”

O superintendente da Susepe, Cesar da Veiga, destacou que “o regresso das visitas somente será possível nesse momento, em razão do sucesso do nosso plano de contingência e do esforço coordenado de todos os operadores do sistema”. Dessa forma, o retorno se dará nos estabelecimentos localizados nas regiões que permanecerem por, no mínimo, duas semanas consecutivas nas bandeiras laranja ou amarela, garantindo a cada pessoa presa uma visita mensal, sem prejuízo da continuidade das visitas virtuais, que já ocorrem em 101 unidades, com observância de todos os protocolos sanitários descritos nas normativas da Seapen e da Susepe e da Secretaria da Saúde.

Neste primeiro momento, a Região de Santa Maria (2ª Delegacia Penitenciária Regional) – que compreende os municípios/estabelecimentos prisionais de Agudo, Cacequi, Jaguari, Júlio de Castilhos, Santiago, Caçapava do Sul, São Francisco de Assis, São Sepé e Santa Maria, inclusive o Instituto Penal –, ficará de fora em razão de ter ficado em bandeira vermelha no Distanciamento Controlado na semana passada.

Depois de sete meses suspensas, por conta de restrições sanitárias provocadas pela pandemia de Covid-19, as visitas presenciais no sistema prisional do Rio Grande do Sul serão retomadas nesta sexta-feira (16/10). A suspensão, anunciada na Nota Técnica nº 01/2020, da Secretaria da Administração Penitenciária (Seapen), passou a vigorar em 23 de março e foi parcialmente atenuada, a partir de 8 de abril, com a instauração das televisitas. Em atualização da mesma NT, na semana passada, a Seapen e a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) anunciaram a permissão para o retorno das visitas presenciais.

A retomada se dá no momento em que os indicadores relacionados à pandemia apresentam melhoras consistentes, com redução das taxas de contaminação, internações e óbitos, conforme evidenciam o mapa do distanciamento controlado apresentado semanalmente pelo governo do Estado. O boletim diário de monitoramento da Covid-19 no sistema penitenciário também revela números mais positivos, o que viabiliza o retorno das visitas presenciais, sem que servidores penitenciários, pessoas presas e familiares sejam expostos a riscos excessivos.

Secretário da Administração Penitenciária, Cesar Faccioli destacou o excelente trabalho dos servidores da Susepe e da Brigada Militar, com atuação no sistema, no combate à crise, lembrando que "a transição para um futuro estado de normalidade não dispensará a manutenção da prontidão e vigilância permanentes na observância estrita de todos os protocolos sanitários desenvolvidos pelo governo do Estado do RS". E acrescentou: "Permanece fundamental para o sucesso dessa transição a compreensão e a colaboração dos familiares para que continuemos avançando, com segurança."

O superintendente da Susepe, Cesar da Veiga, destacou que "o regresso das visitas somente será possível nesse momento, em razão do sucesso do nosso plano de contingência e do esforço coordenado de todos os operadores do sistema". Dessa forma, o retorno se dará nos estabelecimentos localizados nas regiões que permanecerem por, no mínimo, duas semanas consecutivas nas bandeiras laranja ou amarela, garantindo a cada pessoa presa uma visita mensal, sem prejuízo da continuidade das visitas virtuais, que já ocorrem em 101 unidades, com observância de todos os protocolos sanitários descritos nas normativas da Seapen e da Susepe e da Secretaria da Saúde.

Neste primeiro momento, a Região de Santa Maria (2ª Delegacia Penitenciária Regional) – que compreende os municípios/estabelecimentos prisionais de Agudo, Cacequi, Jaguari, Júlio de Castilhos, Santiago, Caçapava do Sul, São Francisco de Assis, São Sepé e Santa Maria, inclusive o Instituto Penal –, ficará de fora em razão de ter ficado em bandeira vermelha no Distanciamento Controlado na semana passada.

Link para notícia no site Tua Rádio

Tribunal Regional Eleitoral lança ferramentas de denúncia e combate a notícias falsas nas eleições

Somando-se às diversas medidas já adotadas para coibir a disseminação de notícias falsas, relacionadas ao pleito municipal de 2020, o TRE-RS inaugurou no seu site um banner de Enfrentamento à Desinformação.

No espaço, o usuário tem orientações sobre como entrar em contato, com a equipe da Justiça Eleitoral gaúcha, para denunciar conteúdos suspeitos relacionados às Eleições 2020. Também é possível realizar denúncias no site do Ministério Público Eleitoral.

A página traz ainda notícias já verificadas, a partir de selos de classificação, que podem ser acessadas através da aba “Fato ou boato?”. A medida foi lançada como mais uma das ações promovidas, pela Comissão de Enfrentamento à Desinformação do TRE-RS, com o objetivo de combater o compartilhamento de informações falsas nas redes sociais e aplicativos de envio de mensagens, durante as eleições municipais.

Acesse:

https://www.tre-rs.jus.br/eleicoes/eleicoes-2020/combate-a-desinformacao/desinformacao

Somando-se às diversas medidas já adotadas para coibir a disseminação de notícias falsas, relacionadas ao pleito municipal de 2020, o TRE-RS inaugurou no seu site um banner de Enfrentamento à Desinformação.

No espaço, o usuário tem orientações sobre como entrar em contato, com a equipe da Justiça Eleitoral gaúcha, para denunciar conteúdos suspeitos relacionados às Eleições 2020. Também é possível realizar denúncias no site do Ministério Público Eleitoral.

A página traz ainda notícias já verificadas, a partir de selos de classificação, que podem ser acessadas através da aba “Fato ou boato?”. A medida foi lançada como mais uma das ações promovidas, pela Comissão de Enfrentamento à Desinformação do TRE-RS, com o objetivo de combater o compartilhamento de informações falsas nas redes sociais e aplicativos de envio de mensagens, durante as eleições municipais.

Acesse:

https://www.tre-rs.jus.br/eleicoes/eleicoes-2020/combate-a-desinformacao/desinformacao

Link para notícia no site Tua Rádio

Caxias do Sul registra 115 casos da Covid-19 em um dia

Total de pessoas infectadas pela doença sobe para 9.583
A Secretaria Municipal da Saúde de Caxias do Sul divulgou o último boletim epidemiológico nesta terça-feira (13) informando que o município chegou a 9.583 casos confirmados da Covid-19.

O documento também aponta que 928 pessoas estão com o vírus ativo enquanto 8.500 estão recuperadas. Dos pacientes em tratamento, 886 estão em isolamento domiciliar, 17 em enfermaria e 25 em UTI.

Também há 80 pessoas aguardando resultado e 60.308 testaram negativo para Covid-19. Até o momento, o município registrou 155 mortes ocasionadas por complicações da doença.

Dos 9.583 casos confirmados, 4.489 são homens e 5.094 mulheres. Do total, 1.072 são profissionais da saúde e 60 da segurança.

Na rede pública de saúde do município a ocupação de leitos de UTI está em 84%, com 61 vagas utilizadas. Já na rede particular, 61 leitos de UTI estão em utilização, o que corresponde a 72% da capacidade total.

Para mais informações, acesse https://covid.caxias.rs.gov.br

Total de pessoas infectadas pela doença sobe para 9.583

A Secretaria Municipal da Saúde de Caxias do Sul divulgou o último boletim epidemiológico nesta terça-feira (13) informando que o município chegou a 9.583 casos confirmados da Covid-19.

O documento também aponta que 928 pessoas estão com o vírus ativo enquanto 8.500 estão recuperadas. Dos pacientes em tratamento, 886 estão em isolamento domiciliar, 17 em enfermaria e 25 em UTI.

Também há 80 pessoas aguardando resultado e 60.308 testaram negativo para Covid-19. Até o momento, o município registrou 155 mortes ocasionadas por complicações da doença.

Dos 9.583 casos confirmados, 4.489 são homens e 5.094 mulheres. Do total, 1.072 são profissionais da saúde e 60 da segurança.

Na rede pública de saúde do município a ocupação de leitos de UTI está em 84%, com 61 vagas utilizadas. Já na rede particular, 61 leitos de UTI estão em utilização, o que corresponde a 72% da capacidade total.

Para mais informações, acesse https://covid.caxias.rs.gov.br

Link para notícia no site Tua Rádio

Dia Mundial da Alimentação: mais de 10 mil famílias seguem em situação de vulnerabilidade alimentar em Caxias do Sul

Atendimento a essas famílias é realizado pelo Banco de Alimentos que também distribui mantimentos para 100 instituições conveniadas
Nesta sexta-feira, 16 de outubro, é celebrado o Dia Mundial da Alimentação. A data também chama a atenção para o desafio que muitos países, estados e municípios ainda enfrentam com a questão da segurança alimentar da população.

Em Caxias do Sul, mais de 10 mil famílias estão em situação de vulnerabilidade alimentar e são atendidas pelo Banco de Alimentos. Há 14 anos, a entidade faz a coleta e distribuição das doações no município. Além das 10 mil famílias, 100 instituições também recebem alimentos por meio do Banco.

Conforme a diretora de Segurança Alimentar e Nutricional da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Cristina Fabian Gregoletto, com a pandemia aumentou a demanda por Cestas Básicas. “A gente teve uma demanda maior de atendimento e tivemos que modificar o trabalho realizado pela Segurança Alimentar. O Banco de Alimentos não trabalhava com a distribuição de Cestas Básicas, mas como diversas instituições não estão mais fazendo o atendimento presencial, como escolas onde as crianças se alimentavam anteriormente e elas não estão mais na escola. Então, agora, essas refeições estão sendo feitas em casa. Estamos distribuindo cerca de 70 toneladas de alimentos por mês. Falando esses números parece um monte, mas pra demanda que a gente tem não é suficiente”, destacou.

Em entrevista à Tua Rádio São Francisco, Cristina também afirmou que, com o prolongamento da pandemia as doações realizadas pela comunidade diminuíram, até por conta da alta de preços. Porém, ela salientou que a demanda continua: “Por enquanto tem essa campanha Caxias do Amor, então convido as pessoas a continuarem participando. Nos mercados tem o carrinho com o cartaz da campanha e a gente coleta esses alimentos, faz a separação e distribuição para quem precisa”.

Além das doações, o Banco de Alimentos também coleta hortifrutigranjeiros direto com produtores, no interior do município, e também junto à Ceasa. “Essa é uma arrecadação importante que gente faz todos os dias após a comercialização da Ceasa, coletando os alimentos que não foram comercializados. Muitas vezes esses alimentos acabavam indo fora e ainda eram alimentos bons. São cerca de 10 mil kg por mês de alimentos arrecadados, só na Ceasa”, disse. Ouça a entrevista completa AQUI.

Atendimento a essas famílias é realizado pelo Banco de Alimentos que também distribui mantimentos para 100 instituições conveniadas

Nesta sexta-feira, 16 de outubro, é celebrado o Dia Mundial da Alimentação. A data também chama a atenção para o desafio que muitos países, estados e municípios ainda enfrentam com a questão da segurança alimentar da população.

Em Caxias do Sul, mais de 10 mil famílias estão em situação de vulnerabilidade alimentar e são atendidas pelo Banco de Alimentos. Há 14 anos, a entidade faz a coleta e distribuição das doações no município. Além das 10 mil famílias, 100 instituições também recebem alimentos por meio do Banco.

Conforme a diretora de Segurança Alimentar e Nutricional da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Cristina Fabian Gregoletto, com a pandemia aumentou a demanda por Cestas Básicas. “A gente teve uma demanda maior de atendimento e tivemos que modificar o trabalho realizado pela Segurança Alimentar. O Banco de Alimentos não trabalhava com a distribuição de Cestas Básicas, mas como diversas instituições não estão mais fazendo o atendimento presencial, como escolas onde as crianças se alimentavam anteriormente e elas não estão mais na escola. Então, agora, essas refeições estão sendo feitas em casa. Estamos distribuindo cerca de 70 toneladas de alimentos por mês. Falando esses números parece um monte, mas pra demanda que a gente tem não é suficiente”, destacou.

Em entrevista à Tua Rádio São Francisco, Cristina também afirmou que, com o prolongamento da pandemia as doações realizadas pela comunidade diminuíram, até por conta da alta de preços. Porém, ela salientou que a demanda continua: “Por enquanto tem essa campanha Caxias do Amor, então convido as pessoas a continuarem participando. Nos mercados tem o carrinho com o cartaz da campanha e a gente coleta esses alimentos, faz a separação e distribuição para quem precisa”.

Além das doações, o Banco de Alimentos também coleta hortifrutigranjeiros direto com produtores, no interior do município, e também junto à Ceasa. “Essa é uma arrecadação importante que gente faz todos os dias após a comercialização da Ceasa, coletando os alimentos que não foram comercializados. Muitas vezes esses alimentos acabavam indo fora e ainda eram alimentos bons. São cerca de 10 mil kg por mês de alimentos arrecadados, só na Ceasa”, disse. Ouça a entrevista completa AQUI.

Link para notícia no site Tua Rádio

Prêmio principal do sorteio relativo a junho do NFG vai para região Sul

Não houve ganhadores na região de Lagoa Vermelha
É consumidor da região sul do Estado o sorteado com o prêmio principal, no valor de R$ 50 mil, referente ao sorteio mensal relativo ao mês de junho do programa Nota Fiscal Gaúcha (NFG). A premiação retroativa foi realizada nesta quinta-feira (15/10), já que na época o sorteio foi adiado devido à suspensão das extrações da Loteria Federal, em decorrência da pandemia de Covid-19.

Além do prêmio principal, houve outros cem contemplados com R$ 1 mil e 150 com prêmios de R$ 500. Nesta edição, cerca de 15 milhões de bilhetes participaram da disputa. Não houve ganhadores nos municípios da região de Lagoa Vermelha.

Os sorteados serão avisados por e-mail, SMS, telefonema ou através do cadastro no site do NFG. Os valores dos prêmios podem ser resgatados em até 90 dias, a contar da divulgação dos resultados.

• Clique aqui e confira aqui a lista de sorteados do mês de junho.

Não houve ganhadores na região de Lagoa Vermelha

É consumidor da região sul do Estado o sorteado com o prêmio principal, no valor de R$ 50 mil, referente ao sorteio mensal relativo ao mês de junho do programa Nota Fiscal Gaúcha (NFG). A premiação retroativa foi realizada nesta quinta-feira (15/10), já que na época o sorteio foi adiado devido à suspensão das extrações da Loteria Federal, em decorrência da pandemia de Covid-19.

Além do prêmio principal, houve outros cem contemplados com R$ 1 mil e 150 com prêmios de R$ 500. Nesta edição, cerca de 15 milhões de bilhetes participaram da disputa. Não houve ganhadores nos municípios da região de Lagoa Vermelha.

Os sorteados serão avisados por e-mail, SMS, telefonema ou através do cadastro no site do NFG. Os valores dos prêmios podem ser resgatados em até 90 dias, a contar da divulgação dos resultados.

• Clique aqui e confira aqui a lista de sorteados do mês de junho.

Verba de R$ 100 mil é destinada para custear gasto da Apae de Caxias do Sul em meio à pandemia

Valor provém de emenda parlamentar e medida tramita no Legislativo
A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Caxias do Sul espera uma verba de R$ 100 mil para aquisição de equipamento e material, em meio à pandemia da Covid-19. O valor origina-se de emenda parlamentar e há um projeto de lei que tramita na Câmara de Vereadores para aprovação.

Para a Tua Rádio São Francisco, a coordenadora-geral da instituição, Elisabeth Leite Marin, afirma que o recurso será para a compra de um veículo para atividades da Apae. Ela conta que é necessário para o transporte de profissionais nas visitas domiciliares e hospitalares dos alunos.

Atualmente, a associação atende cerca de 420 pessoas com deficiência e suas famílias. Ela relata que houve uma adaptação coma chegada da pandemia da Covid-19, usando do ensino remoto e de idas às casas para visualizar a aprendizagem do aluno.

Elisabeth conta que apenas o setor de fisioterapia funciona presencialmente. O usuário necessita de uma autorização médica, a fim de comprovar a necessidade da presença e de segurança sanitária contra o novo coronavírus.

Acolhido o projeto de lei, ele depende da assinatura do prefeito Flávio Cassina para entrar em vigor.

Clique AQUI e confira a entrevista completa.

Valor provém de emenda parlamentar e medida tramita no Legislativo

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Caxias do Sul espera uma verba de R$ 100 mil para aquisição de equipamento e material, em meio à pandemia da Covid-19. O valor origina-se de emenda parlamentar e há um projeto de lei que tramita na Câmara de Vereadores para aprovação.

Para a Tua Rádio São Francisco, a coordenadora-geral da instituição, Elisabeth Leite Marin, afirma que o recurso será para a compra de um veículo para atividades da Apae. Ela conta que é necessário para o transporte de profissionais nas visitas domiciliares e hospitalares dos alunos.

Atualmente, a associação atende cerca de 420 pessoas com deficiência e suas famílias. Ela relata que houve uma adaptação coma chegada da pandemia da Covid-19, usando do ensino remoto e de idas às casas para visualizar a aprendizagem do aluno.

Elisabeth conta que apenas o setor de fisioterapia funciona presencialmente. O usuário necessita de uma autorização médica, a fim de comprovar a necessidade da presença e de segurança sanitária contra o novo coronavírus.

Acolhido o projeto de lei, ele depende da assinatura do prefeito Flávio Cassina para entrar em vigor.

Clique AQUI e confira a entrevista completa.

Link para notícia no site Tua Rádio

Finados: Interessados em vender flores nos cemitérios públicos de Caxias precisam se inscrever

Documentação precisa ser encaminhada para Secretaria de Urbanismo até dia 23.
Abre nesta sexta-feira (16) o prazo para inscrições do cadastro de interessados em vender flores nas proximidades dos cemitérios públicos I e II de Caxias do Sul no feriado de Finados. A documentação precisa ser encaminhada na Secretaria Municipal de Urbanismo (SMU) até o dia 23.

É necessário apresentar comprovante de residência na cidade e documento com foto. A entrega dos documentos precisa ser agendada pelo telefone 3218-6128. Além disso, é necessário pagar uma taxa de R$ 100,35.

As vendas serão permitidas somente nos dias 31/10, 1º e 02/11.

Documentação precisa ser encaminhada para Secretaria de Urbanismo até dia 23.

Abre nesta sexta-feira (16) o prazo para inscrições do cadastro de interessados em vender flores nas proximidades dos cemitérios públicos I e II de Caxias do Sul no feriado de Finados. A documentação precisa ser encaminhada na Secretaria Municipal de Urbanismo (SMU) até o dia 23.

É necessário apresentar comprovante de residência na cidade e documento com foto. A entrega dos documentos precisa ser agendada pelo telefone 3218-6128. Além disso, é necessário pagar uma taxa de R$ 100,35.

As vendas serão permitidas somente nos dias 31/10, 1º e 02/11.

Link para notícia no site Tua Rádio

Estado já perdeu quase 90 mil empregos formais em 2020

Cerca de 88,6 mil vínculos foram encerrados. Número representa redução de 3,5%.
Influenciado pela pandemia e a estiagem, o mercado de trabalho formal no Rio Grande do Sul apresentou uma redução significativa entre os meses de janeiro e agosto. Segundo dados do boletim de trabalho, produzido pela Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão, 88,6 mil empregos foram encerrados no período.

O documento aponta que os mais prejudicados foram mulheres, trabalhadores menos escolarizados e a população com idade igual ou superior a 50 anos. Já os setores que mais sentiram os efeitos foram Comércio e Serviços.

O pesquisador Guilherme Xavier Sobrinho, um dos responsáveis pelo documento, deu mais detalhes sobre o boletim em entrevista ao No Ponto desta quinta-feira (15. O documento na íntegra você confere AQUI.

(Ouça a entrevista abaixo do título)

Cerca de 88,6 mil vínculos foram encerrados. Número representa redução de 3,5%.

Influenciado pela pandemia e a estiagem, o mercado de trabalho formal no Rio Grande do Sul apresentou uma redução significativa entre os meses de janeiro e agosto. Segundo dados do boletim de trabalho, produzido pela Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão, 88,6 mil empregos foram encerrados no período.

O documento aponta que os mais prejudicados foram mulheres, trabalhadores menos escolarizados e a população com idade igual ou superior a 50 anos. Já os setores que mais sentiram os efeitos foram Comércio e Serviços.

O pesquisador Guilherme Xavier Sobrinho, um dos responsáveis pelo documento, deu mais detalhes sobre o boletim em entrevista ao No Ponto desta quinta-feira (15. O documento na íntegra você confere AQUI.

(Ouça a entrevista abaixo do título)

Link para notícia no site Tua Rádio

Caxias do Sul contabiliza a 155ª morte por Covid-19

Trata-se de uma idosa, de 73 anos, com comorbidades
Caxias do Sul registrou mais uma morte por Covid-19 nesta quinta-feira (15/10). Trata-se de uma idosa, de 73 anos, hipertensa. Ela internou na UTI do Hospital Geral no dia 10 de outubro e faleceu no dia seguinte.

Dessa forma, Caxias do Sul registra 155 óbitos, sendo 89 masculinos entre 31 e 94 anos e 66 femininos entre 33 e 97 anos.

Trata-se de uma idosa, de 73 anos, com comorbidades

Caxias do Sul registrou mais uma morte por Covid-19 nesta quinta-feira (15/10). Trata-se de uma idosa, de 73 anos, hipertensa. Ela internou na UTI do Hospital Geral no dia 10 de outubro e faleceu no dia seguinte.

Dessa forma, Caxias do Sul registra 155 óbitos, sendo 89 masculinos entre 31 e 94 anos e 66 femininos entre 33 e 97 anos.

Link para notícia no site Tua Rádio

PRF apresenta resultados operacionais do feriadão de Nossa Senhora Aparecida 2020 no RS

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou, nesta segunda-feira (12), a Operação Nossa Senhora Aparecida 2020. Iniciada à meia noite da última sexta-feira (09), as ações tiveram como objetivo o combate à criminalidade e à prevenção de acidentes mediante a realização de policiamento ostensivo em locais e horários de maior incidência de ocorrências graves.

Para garantir segurança e fluidez das rodovias federais no Rio Grande do Sul, a PRF atuou com reforço de efetivo, e a operação resultou na fiscalização de cerca de nove mil pessoas e 8.700 veículos. Durante o período da operação, foram realizados quase 400 testes de etilômetro com o objetivo de conscientizar os usuários da rodovia quanto ao risco do consumo de bebida alcoólica e a condução veicular, e de retirar motoristas embriagados do trânsito. Ao todo, 64 condutores foram autuados por embriaguez ao volante.

Segurança Viária – Cumprindo com sua missão de promover a mobilidade e a segurança viária, os agentes da PRF flagraram condutores e passageiros desrespeitando a legislação de trânsito durante o feriadão. Obrigatório não só para o motorista, mas também para todos os ocupantes do veículo, o não uso do cinto de segurança gerou 502 autuações. A fiscalização de ultrapassagem em local proibido flagrou 398 condutores realizando essa manobra, uma das mais associadas a acidentes graves.

A PRF registrou no Rio Grande do Sul um total de 63 acidentes, sendo 15 ocorrências graves que resultaram em 72 pessoas feridas e 4 mortes durante o feriado.

Criminalidade – Em paralelo às ações preventivas de segurança viária, a PRF reforçou ações pontuais de combate ao crime. De 09 a 12 de outubro, 16 pessoas foram detidas por crimes diversos.

Números na região da serra e campos de cima da serra

Na região, a PRF registrou quatro acidentes com quatro pessoas feridas e nenhuma morte nas rodovias BR 116 e BR 285, nos trechos sob responsabilidade das unidades operacionais em Caxias do Sul, Nova Petrópolis e Vacaria.

As atividades de fiscalização que visaram garantir a segurança e a fluidez do trânsito durante todo o feriado prolongado, retiraram de circulação 11 motoristas embriagados. O não uso do cinto de segurança gerou 181 autuações e a fiscalização de ultrapassagem em local proibido flagrou 29 condutores realizando essa manobra.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou, nesta segunda-feira (12), a Operação Nossa Senhora Aparecida 2020. Iniciada à meia noite da última sexta-feira (09), as ações tiveram como objetivo o combate à criminalidade e à prevenção de acidentes mediante a realização de policiamento ostensivo em locais e horários de maior incidência de ocorrências graves.

Para garantir segurança e fluidez das rodovias federais no Rio Grande do Sul, a PRF atuou com reforço de efetivo, e a operação resultou na fiscalização de cerca de nove mil pessoas e 8.700 veículos. Durante o período da operação, foram realizados quase 400 testes de etilômetro com o objetivo de conscientizar os usuários da rodovia quanto ao risco do consumo de bebida alcoólica e a condução veicular, e de retirar motoristas embriagados do trânsito. Ao todo, 64 condutores foram autuados por embriaguez ao volante.

Segurança Viária – Cumprindo com sua missão de promover a mobilidade e a segurança viária, os agentes da PRF flagraram condutores e passageiros desrespeitando a legislação de trânsito durante o feriadão. Obrigatório não só para o motorista, mas também para todos os ocupantes do veículo, o não uso do cinto de segurança gerou 502 autuações. A fiscalização de ultrapassagem em local proibido flagrou 398 condutores realizando essa manobra, uma das mais associadas a acidentes graves.

A PRF registrou no Rio Grande do Sul um total de 63 acidentes, sendo 15 ocorrências graves que resultaram em 72 pessoas feridas e 4 mortes durante o feriado.

Criminalidade – Em paralelo às ações preventivas de segurança viária, a PRF reforçou ações pontuais de combate ao crime. De 09 a 12 de outubro, 16 pessoas foram detidas por crimes diversos.

Números na região da serra e campos de cima da serra

Na região, a PRF registrou quatro acidentes com quatro pessoas feridas e nenhuma morte nas rodovias BR 116 e BR 285, nos trechos sob responsabilidade das unidades operacionais em Caxias do Sul, Nova Petrópolis e Vacaria.

As atividades de fiscalização que visaram garantir a segurança e a fluidez do trânsito durante todo o feriado prolongado, retiraram de circulação 11 motoristas embriagados. O não uso do cinto de segurança gerou 181 autuações e a fiscalização de ultrapassagem em local proibido flagrou 29 condutores realizando essa manobra.

Link para notícia no site Tua Rádio

Sociedade discute diretrizes da região Sudeste para compor o Plano Nacional para a Década do Oceano

A iniciativa integra uma agenda de eventos regionais e nacionais
Instituições públicas, privadas e representantes da sociedade civil de todos os estados da Região Sudeste discutiram até o último dia 9, os principais desafios e particularidades da região em relação ao ecossistema marinho-costeiro. As análises e propostas levantadas irão contribuir para a construção do Plano Nacional para a Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável, documento que ajudará a planejar ações a favor do ambiente marinho para serem executadas no período de 2021 a 2030, quando ocorre a Década do Oceano.

A iniciativa integra uma agenda de eventos regionais e nacionais organizada pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações, Marinha do Brasil, UNESCO Brasil, Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e Rede ODS Brasil. Os eventos se estendem até dezembro.

Alexander Turra, professor titular do Instituto Oceanográfico da USP, responsável pela Cátedra UNESCO para a Sustentabilidade dos Oceanos e membro da Rede de Especialistas para Conservação da Natureza, falou sobre o assunto em entrevista ao programa Temática na manhã desta quinta-feira. Confira na íntegra.

A iniciativa integra uma agenda de eventos regionais e nacionais

Instituições públicas, privadas e representantes da sociedade civil de todos os estados da Região Sudeste discutiram até o último dia 9, os principais desafios e particularidades da região em relação ao ecossistema marinho-costeiro. As análises e propostas levantadas irão contribuir para a construção do Plano Nacional para a Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável, documento que ajudará a planejar ações a favor do ambiente marinho para serem executadas no período de 2021 a 2030, quando ocorre a Década do Oceano.

A iniciativa integra uma agenda de eventos regionais e nacionais organizada pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações, Marinha do Brasil, UNESCO Brasil, Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e Rede ODS Brasil. Os eventos se estendem até dezembro.

Alexander Turra, professor titular do Instituto Oceanográfico da USP, responsável pela Cátedra UNESCO para a Sustentabilidade dos Oceanos e membro da Rede de Especialistas para Conservação da Natureza, falou sobre o assunto em entrevista ao programa Temática na manhã desta quinta-feira. Confira na íntegra.

Link para notícia no site Tua Rádio

INSS prorroga a interrupção do bloqueio de benefícios, por falta de comprovação de vida

A interrupção é válida para todo o mês de outubro
Uma portaria publicada pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no Diário Oficialda União desta quinta – feira, 15/10, prorroga a interrupção do bloqueio, por falta de comprovação de vida de seus beneficiários, dos créditos de benefícios que têm como destino pessoas residentes no Brasil ou no exterior.

Segundo a portaria nº 1.053, de 13 de outubro, a prorrogação da interrupção desses bloqueios vale, a princípio, por mais uma competência (outubro de 2020). Dessa forma, só a partir de novembro que o beneficiário correrá risco de perder o benefício, caso a medida não seja novamente prorrogada ou caso ele não faça a comprovação de vida.

O INSS esclarece que essa interrupção não prejudicará a rotina e as obrigações contratuais estabelecidas entre o instituto e a rede bancária pagadora de benefícios. Com isso, a comprovação de vida junto à rede bancária deve ser feita normalmente

Fonte: Agência Brasil

A interrupção é válida para todo o mês de outubro

Uma portaria publicada pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no Diário Oficialda União desta quinta – feira, 15/10, prorroga a interrupção do bloqueio, por falta de comprovação de vida de seus beneficiários, dos créditos de benefícios que têm como destino pessoas residentes no Brasil ou no exterior.

Segundo a portaria nº 1.053, de 13 de outubro, a prorrogação da interrupção desses bloqueios vale, a princípio, por mais uma competência (outubro de 2020). Dessa forma, só a partir de novembro que o beneficiário correrá risco de perder o benefício, caso a medida não seja novamente prorrogada ou caso ele não faça a comprovação de vida.

O INSS esclarece que essa interrupção não prejudicará a rotina e as obrigações contratuais estabelecidas entre o instituto e a rede bancária pagadora de benefícios. Com isso, a comprovação de vida junto à rede bancária deve ser feita normalmente

Fonte: Agência Brasil

Link para notícia no site Tua Rádio

Dia do Professor: conheça os desafios dessa profissão encantadora

Hoje, 15 de outubro, comemoramos o Dia do Professor. Para marcar essa data convidamos algumas professoras que atuam nas escolas municipais de Lagoa Vermelha.

Francieli Capelari, professora de língua portuguesa nas escolas Lea Beatriz de Quadros Dolzan e João Protásio da Luz, que também já atuou como atendente de creche, esteve acompanhada de Gilseia Damaceno, professora de anos iniciais e alfabetizadora nas escolas Clóvis Pestana e Diógenes Euclides da Cunha (CIEP); e Marlene Maschio, diretora e professora da Escola Rodrigues D’Ávila, Comunidade de Nossa Senhora das Graças no Sítio do Herval.

As educadoras falam sobre a vocação para o magistério, e os desafios enfrentados todos os dias nas escolas. Ainda, avaliaram o período de pandemia e como foi a adaptação à nova realidade que não permite os encontros físicos.

Hoje, 15 de outubro, comemoramos o Dia do Professor. Para marcar essa data convidamos algumas professoras que atuam nas escolas municipais de Lagoa Vermelha.

Francieli Capelari, professora de língua portuguesa nas escolas Lea Beatriz de Quadros Dolzan e João Protásio da Luz, que também já atuou como atendente de creche, esteve acompanhada de Gilseia Damaceno, professora de anos iniciais e alfabetizadora nas escolas Clóvis Pestana e Diógenes Euclides da Cunha (CIEP); e Marlene Maschio, diretora e professora da Escola Rodrigues D’Ávila, Comunidade de Nossa Senhora das Graças no Sítio do Herval.

As educadoras falam sobre a vocação para o magistério, e os desafios enfrentados todos os dias nas escolas. Ainda, avaliaram o período de pandemia e como foi a adaptação à nova realidade que não permite os encontros físicos.

Link para notícia no site Tua Rádio

Iguatemi Caxias muda de nome e passa a se chamar “Shopping Villagio Caxias”

Novo nome presta homenagem ao loteamento que surgiu em seus arredores
O Shopping Iguatemi Caxias muda de nome e passa a se chamar Shopping Villagio Caxias. Segundo comunicado enviado à imprensa, o novo nome presta homenagem ao loteamento que surgiu em seus arredores e a cidade de Caxias.

Para chegar à nova marca, o empreendimento contou com a consultoria de branding e inovação Alexandria, que atende grandes marcas do país como Natura, Walmart e Unilever, e que em 10 anos de trabalho junto à brMalls já realizou o posicionamento de 28 shoppings. A mudança se fez necessária após o grupo brMalls, maior holding de shopping centers do Brasil, aumentar sua participação na cota locável do empreendimento de 45% para 71%, ainda no ano de 2019. O Shopping comemora 25 anos em 2021.

O nome também traz a palavra italiana Villagio (vila, em português). Isso porque, toda vila nasce e se desenvolve a partir da presença de um recurso importante nas proximidades e foi exatamente esse o papel do Iguatemi nos arredores.

A Pharus Bright Design, braço da Alexandria, foi a empresa responsável pela criação da nova identidade visual/logo do empreendimento. Conforme a assessoria, três aspectos foram fundamentais para a construção da nova marca: a herança atual, a regionalidade e os diferenciais do Shopping.

A nova identidade visual do empreendimento será adotada de forma gradual, com mudança de tapetes, totens e outros itens; a área externa e o muro da RSC-453 também passaram por revitalização. O novo logo do Villagio Caxias já pode ser visualizado a partir desta quinta-feira (15) pela comunidade.

Novo nome presta homenagem ao loteamento que surgiu em seus arredores

O Shopping Iguatemi Caxias muda de nome e passa a se chamar Shopping Villagio Caxias. Segundo comunicado enviado à imprensa, o novo nome presta homenagem ao loteamento que surgiu em seus arredores e a cidade de Caxias.

Para chegar à nova marca, o empreendimento contou com a consultoria de branding e inovação Alexandria, que atende grandes marcas do país como Natura, Walmart e Unilever, e que em 10 anos de trabalho junto à brMalls já realizou o posicionamento de 28 shoppings. A mudança se fez necessária após o grupo brMalls, maior holding de shopping centers do Brasil, aumentar sua participação na cota locável do empreendimento de 45% para 71%, ainda no ano de 2019. O Shopping comemora 25 anos em 2021.

O nome também traz a palavra italiana Villagio (vila, em português). Isso porque, toda vila nasce e se desenvolve a partir da presença de um recurso importante nas proximidades e foi exatamente esse o papel do Iguatemi nos arredores.

A Pharus Bright Design, braço da Alexandria, foi a empresa responsável pela criação da nova identidade visual/logo do empreendimento. Conforme a assessoria, três aspectos foram fundamentais para a construção da nova marca: a herança atual, a regionalidade e os diferenciais do Shopping.

A nova identidade visual do empreendimento será adotada de forma gradual, com mudança de tapetes, totens e outros itens; a área externa e o muro da RSC-453 também passaram por revitalização. O novo logo do Villagio Caxias já pode ser visualizado a partir desta quinta-feira (15) pela comunidade.

Link para notícia no site Tua Rádio

Secretaria de Trânsito registra alta no número de usuários do Transporte Coletivo Urbano

Na quarta-feira (14/10), mais de 7,4 mil usuários circularam nas 34 linhas vistoriadas por equipes da Fiscalização de Trânsito
A Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM), informa que as equipes da Fiscalização de Trânsito têm dado seguimento às vistorias nos ônibus do Transporte Coletivo Urbano. A ação tem o objetivo de reduzir o excesso dos passageiros dentro dos ônibus da concessionária que administra o serviço. A SMTTM explica que o município está classificado na bandeira laranja no Distanciamento Controlado do Governo Estadual e obedece a determinação de lotação máxima de 60% da capacidade total dos veículos. Os números compreendem tanto pessoas sentadas como usuários em pé.

Nos casos em que a Fiscalização de Trânsito flagra excessos de usuários na linha, a concessionária é alertada para que providencie maior oferta de assentos através da substituição de ônibus simples por articulados ou com o acréscimo de veículos no trajeto, encurtando os horários de saída. Em nenhum caso os usuários que estiverem em excesso são obrigados a desembarcarem dos ônibus. As vistorias ocorrem nas aproximadamente 85 linhas do Transporte Coletivo Urbano. Os horários de pico têm os maiores efetivos, no início da manhã e no final da tarde, mas as equipes atuam também em horários durante o dia, objetivando tabular o número real de passageiros transportados nos dois turnos.

Na quarta-feira (14/10), os servidores da SMTTM fiscalizaram 34 linhas em 224 horários. Foram 122 passageiros em excesso nos ônibus, em 10 linhas e em 16 diferentes horários. Os grandes problemas estiveram concentrados nas linhas Troncal 01 (excesso de 41 usuários às 18h16 e às 18h26) e L83 – Campos da Serra (excesso de 25 usuários às 6h51, às 7h16 e às 18h34). As linhas L02 – Salgado Filho / Ana Rech, L38 – Diamantino e L67 – São Caetano também obtiveram dígitos duplos.

As demais linhas com excessos foram as L17 – Bela Vista (excesso de 08 usuários), L30 – Montes Claros (excesso de 06 usuários), L42 – Planalto / São Victor (excesso de 05 usuários), L39 – São Francisco (excesso de 04 usuários) e L85 – Nossa Senhora das Graças (excesso de 02 usuários). Os servidores da SMTTM somaram 7.486 passageiros nos veículos durante as fiscalizações. A taxa diária de excessos foi de 1,63% do total de usuários transportados. O percentual acumulado do mês de outubro é de 0,73%.

Limite de capacidade: A SMTTM reitera que o limite máximo de usuários permitidos nos ônibus irá se alterar de veículo para veículo, conforme a capacidade de transporte de usuários sentados e de pé. Para citar um exemplo, o ônibus nº 239 tem capacidade para 34 usuários sentados e 23 em pé. O total é de 57 pessoas. Como o limite permitido é de 60%, o ônibus terá sua lotação máxima com 34 usuários. Por outro lado, o veículo nº 790 pode transportar 67 pessoas sentadas e 90 em pé. No total, são 157 usuários. Com a nova regra, o limite será alcançado com 94 usuários.

A SMTTM ressalta que as fiscalizações nos ônibus permanecerão por tempo indeterminado.

Veja abaixo as linhas que foram fiscalizadas na quarta-feira:

Troncal 01
L02 – Salgado Filho / Ana Rech
L04 – Cruzeiro
L05 – Século XX
L16 – Santa Fé
L17 – Bela Vista
L20 – Fátima
L26 – Bom Pastor
L27 – Vila Ipê
L29 – Iracema
L30 – Montes Claros
L33 – Castelo
L34 – Belo Horizonte
L38 – Diamantino
L39 – São Francisco
L40 – Jardim das Hortênsias
L42 – Planalto / São Victor
L45 – Pedancino
L46 – Vila Leon
L53 – Centenário
L57 – Serrano
L60 – Canyon
L66 – Vitória
L67 – São Caetano
L68 – Gauchinha
L70 – Planalto / Rio Branco
L75 – Vila Maestra
L77 – Caravaggio
L83 – Campos da Serra
L84 – Parque Oásis
L85 – Nossa Senhora das Graças
L93 – Colina do Sol
L97 – Vila Mari
L100 – Pioneiro

Na quarta-feira (14/10), mais de 7,4 mil usuários circularam nas 34 linhas vistoriadas por equipes da Fiscalização de Trânsito

A Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM), informa que as equipes da Fiscalização de Trânsito têm dado seguimento às vistorias nos ônibus do Transporte Coletivo Urbano. A ação tem o objetivo de reduzir o excesso dos passageiros dentro dos ônibus da concessionária que administra o serviço. A SMTTM explica que o município está classificado na bandeira laranja no Distanciamento Controlado do Governo Estadual e obedece a determinação de lotação máxima de 60% da capacidade total dos veículos. Os números compreendem tanto pessoas sentadas como usuários em pé.

Nos casos em que a Fiscalização de Trânsito flagra excessos de usuários na linha, a concessionária é alertada para que providencie maior oferta de assentos através da substituição de ônibus simples por articulados ou com o acréscimo de veículos no trajeto, encurtando os horários de saída. Em nenhum caso os usuários que estiverem em excesso são obrigados a desembarcarem dos ônibus. As vistorias ocorrem nas aproximadamente 85 linhas do Transporte Coletivo Urbano. Os horários de pico têm os maiores efetivos, no início da manhã e no final da tarde, mas as equipes atuam também em horários durante o dia, objetivando tabular o número real de passageiros transportados nos dois turnos.

Na quarta-feira (14/10), os servidores da SMTTM fiscalizaram 34 linhas em 224 horários. Foram 122 passageiros em excesso nos ônibus, em 10 linhas e em 16 diferentes horários. Os grandes problemas estiveram concentrados nas linhas Troncal 01 (excesso de 41 usuários às 18h16 e às 18h26) e L83 – Campos da Serra (excesso de 25 usuários às 6h51, às 7h16 e às 18h34). As linhas L02 – Salgado Filho / Ana Rech, L38 – Diamantino e L67 – São Caetano também obtiveram dígitos duplos.

As demais linhas com excessos foram as L17 – Bela Vista (excesso de 08 usuários), L30 – Montes Claros (excesso de 06 usuários), L42 – Planalto / São Victor (excesso de 05 usuários), L39 – São Francisco (excesso de 04 usuários) e L85 – Nossa Senhora das Graças (excesso de 02 usuários). Os servidores da SMTTM somaram 7.486 passageiros nos veículos durante as fiscalizações. A taxa diária de excessos foi de 1,63% do total de usuários transportados. O percentual acumulado do mês de outubro é de 0,73%.

Limite de capacidade: A SMTTM reitera que o limite máximo de usuários permitidos nos ônibus irá se alterar de veículo para veículo, conforme a capacidade de transporte de usuários sentados e de pé. Para citar um exemplo, o ônibus nº 239 tem capacidade para 34 usuários sentados e 23 em pé. O total é de 57 pessoas. Como o limite permitido é de 60%, o ônibus terá sua lotação máxima com 34 usuários. Por outro lado, o veículo nº 790 pode transportar 67 pessoas sentadas e 90 em pé. No total, são 157 usuários. Com a nova regra, o limite será alcançado com 94 usuários.

A SMTTM ressalta que as fiscalizações nos ônibus permanecerão por tempo indeterminado.

Veja abaixo as linhas que foram fiscalizadas na quarta-feira:

  • Troncal 01
  • L02 – Salgado Filho / Ana Rech
  • L04 – Cruzeiro
  • L05 – Século XX
  • L16 – Santa Fé
  • L17 – Bela Vista
  • L20 – Fátima
  • L26 – Bom Pastor
  • L27 – Vila Ipê
  • L29 – Iracema
  • L30 – Montes Claros
  • L33 – Castelo
  • L34 – Belo Horizonte
  • L38 – Diamantino
  • L39 – São Francisco
  • L40 – Jardim das Hortênsias
  • L42 – Planalto / São Victor
  • L45 – Pedancino
  • L46 – Vila Leon
  • L53 – Centenário
  • L57 – Serrano
  • L60 – Canyon
  • L66 – Vitória
  • L67 – São Caetano
  • L68 – Gauchinha
  • L70 – Planalto / Rio Branco
  • L75 – Vila Maestra
  • L77 – Caravaggio
  • L83 – Campos da Serra
  • L84 – Parque Oásis
  • L85 – Nossa Senhora das Graças
  • L93 – Colina do Sol
  • L97 – Vila Mari
  • L100 – Pioneiro

Link para notícia no site Tua Rádio

88,46% dos acidentes registrados em Lagoa Vermelha ocorrem na área central

Em entrevista à Tua Rádio Cacique, o comandante do Pelotão da 3ª Cia da Brigada Militar de Lagoa Vermelha, Givanildo Paiz trouxe um dado que chama a atenção: 88,46% dos acidentes registrados no município se concentram no centro da cidade.

Dos 52 acidentes de trânsito registrados e atendidos pela Brigada Militar, 46 ocorreram na área central, e se dividem, principalmente, entre as avenidas Afonso Pena, Presidente Vargas e Benjamim Constant.

Apenas seis acidentes foram registrados nos bairros de Lagoa Vermelha.

Segundo o tenente, 90% dos acidentes têm causa humana. Geralmente estão associados à imprudência, velocidade incompatível e desrespeito às regras de trânsito. O tipo de dano mais comum é o relacionado ao abalroamento, que é quando um veículo acaba realizando contato com a área lateral do outro.

No final do ano passado um Plano de Mobilidade Urbana foi apresentado e teve sua implementação iniciada, apesar disso a “qualidade” do trânsito de Lagoa Vermelha é alvo constante de críticas. Ouça a entrevista com o policial Militar.

Em entrevista à Tua Rádio Cacique, o comandante do Pelotão da 3ª Cia da Brigada Militar de Lagoa Vermelha, Givanildo Paiz trouxe um dado que chama a atenção: 88,46% dos acidentes registrados no município se concentram no centro da cidade.

Dos 52 acidentes de trânsito registrados e atendidos pela Brigada Militar, 46 ocorreram na área central, e se dividem, principalmente, entre as avenidas Afonso Pena, Presidente Vargas e Benjamim Constant.

Apenas seis acidentes foram registrados nos bairros de Lagoa Vermelha.

Segundo o tenente, 90% dos acidentes têm causa humana. Geralmente estão associados à imprudência, velocidade incompatível e desrespeito às regras de trânsito. O tipo de dano mais comum é o relacionado ao abalroamento, que é quando um veículo acaba realizando contato com a área lateral do outro.

No final do ano passado um Plano de Mobilidade Urbana foi apresentado e teve sua implementação iniciada, apesar disso a “qualidade” do trânsito de Lagoa Vermelha é alvo constante de críticas. Ouça a entrevista com o policial Militar.

Link para notícia no site Tua Rádio