Livro relata iniciativa de combate às mudanças climáticas e a conservação da biodiversidade

Obra apresenta mudanças e conquistas dos 19 anos de história das Reservas Naturais da Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS) no litoral norte do Paraná

recentemente, a Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS) gravadora um livro que conta sobre o seu trabalho pioneiro na restauração e conservação do bioma Mata Atlântica: Reservas Naturais : 20 anos de história ”. A obra apresenta informações sobre o processo de instituição das Reservas Naturais, como técnicas aprimoradas e aprimoradas, os parcerias e parcerias construídas, como ações de educação para conservação da natureza, além dos resultados no desenvolvimento social e econômico de moradores locais.

Juntas, as Reservas Naturais – das Águas, Papagaio-de-cara-roxa e Guaricica, obrigatório em Antonina e Guaraqueçaba, litoral norte do Paraná – mantêm preservados cerca de 19 mil hectares de Mata Atlântica.

Entre as técnicas de restauração utilizadas, estão o plantio mecanizado, plantio manual e regeneração natural. Todo o processo se inicia com a identificação de plantas matrizes, coleta de sementes e a produção de mudas nos viveiros. Um dos grandes destaques deste processo foi a estruturação de viveiros como centros de tecnologia. Nos últimos 20 anos, foram produzidas mais de 700 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica. A capacidade anual da Reserva Natural das Águas – principal viveiro estabelecido – aumentou de mil para

Todo este trabalho teve início com o estabelecimento de parcerias da SPVS com uma organização não governamental The Nature Conservancy e as empresas Chevron, General Motors e American Electric Power. O projeto pioneiro para Redução de Emissões provenientes do Desmatamento e da Degradação Florestal (REDD ), além de colaborar com a retirada de gases de efeito estufa da natureza e permitir a restauração de uma grande área de Mata Atlântica foi capaz de estabelecer um modelo sem precedentes para o desenvolvimento do potencial da região em conservação da biodiversidade.

O coordenador das Reservas Naturais da SPVS, Reginaldo Ferreira, falou sobre o assunto em entrevista ao programa Temática na manhã desta quarta-feira. Confira na íntegra.

intranet/userfiles/noticias/2dd5c648e0b6e50e74610af038a8f36b.mp3