Diretora do ISAM avalia efeitos do desmatamento da Amazônia

Relatório divulgado nesta semana apontou maior pico em dez anos.

A área desmatada na Amazônia foi de 9.762 km² entre agosto de 2018 e julho de 2019, de acordo com números oficiais do governo federal divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Trata-se de um aumento de 29,5% em relação ao período anterior. Os números são do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes). 

Os dados foram divulgados na segunda-feira pelos ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes. 

A professora da área do conhecimento de Ciências Exatas e Engenharias da UCS, Vânia Elisabete Schneider, diretora do Instituto de Saneamento Ambiental da Universidade de Caxias do Sul (ISAM), analisou os efeitos do desmatamento para todo o planeta. Confira a entrevista na íntegra.

Link para notícia no site Tua Rádio