Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias férias coletivas para categoria em razão da pandemia

Proposta é de 10 dias de folga, com uma justificativa do avanço da Covid – 12 na cidade e no estado

O Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região propostas que são fornecidas férias coletivas emergenciais aos trabalhadores do ramo, com o intuito de diminuir a propagação da Covid – 19 na cidade. A proposta foi aberta em nota lançada na quarta-feira (10) e pretende conceder folga de 10 dias aos funcionários. A ação vem em meio à bandeira preta no Rio Grande do Sul e com o aumento de casos e mortes pela doença no município.

Em entrevista à Tua Rádio São Francisco, o vice-presidente do sindicato, Paulo Andrade, conta que essa decisão foi tomada em conjunto com a direção, a partir de relatos de associados. Segundo ele, muitos temem contrair o vírus e querem fazer a paralisação. A ideia seria proteger a vida dos trabalhadores. O que falta é conversar com o Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico (Simecs).

De acordo com dados fornecidos pela entidade, o sindicato possui cerca de oito mil pessoas no quadro de sócios em Caxias do Sul. A cidade possui 1. 397 empreendimentos do ramo. A influência também está na região da Serra Gaúcha. A entidade abrange Antônio Prado, Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Nova Pádua, Nova Roma do Sul e São Marcos. Ao todo, são 12 mil associados, presentes em 44% das empresas de abrangência do sindicato.

Andrade acredita que a influência na região pode facilitar a mobilização pelas férias coletivas. Segundo ele, o presidente do sindicato, Assis Melo, pretende contatar o Simecs para fazer a proposta. Mas, de antemão, a resposta da entidade patronal seria negativa. Ainda não há uma data para uma reunião entre as partes.

Clique AQUI e confira uma entrevista completa.