Psicóloga e filho realizam o primeiro transplante intervivos de casa de saúde da Capital

psicologa-e-filho-realizam-o-primeiro-transplante-intervivos-de-casa-de-saude-da-capital

Publicação foi feita pela Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre

A Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre publicou, em sua página no Facebook, a informação de que pela primeira vez o seu Instituto do Fígado, Pâncreas e Vias Biliares realizou um transplante intervivos entre adultos. Os responsáveis ​​são a psicóloga Cláudia Concolatto e seu filho Franco, de 18 anos. Cláudia morava em Marau, onde atuava na área da Psicologia e como professora da Fabe. Ela mudou-se para a capital para os tratamentos de saúde.

De acordo com a publicação, as duas cirurgias simultâneas foram coordenadas pelos cirurgiões Antonio Kalil e Flávia Feier, contando com uma equipe de mais de 10 profissionais entre cirurgiões clínicos e anestesistas. As cirurgias duraram mais de 12 horas e doador e receptora tiveram uma excelente recuperação, tendo alta hospitalar uma semana após o transplante.

Ainda conforme a nota publicada pela casa de saúde, o médico saliente que, embora sejam cirurgias complexas – pois é necessária uma parte grande do fígado doador, este tipo de procedimento representa uma alternativa importante neste período em que há uma fila crescente de espera pela doação órgãos.

Fonte: Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre