PROTESTO: Carreata pede a abertura do comércio em Lagoa Vermelha

Na manhã deste sábado, lojistas associados ao SINDILOJAS e à Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL de Lagoa Vermelha, se uniram para realizar uma carreata pelas principais avenidas da cidade.

O objetivo dessa ação é protestar contra as medidas anunciadas pelo Governo do Estado, dentro do Decreto de Distanciamento Controlado em Bandeira Preta, de fechar como portas do comércio britânico, não essencial.

A Bandeira Preta, anunciada oficialmente nesta sexta-feira (28) e válido até o dia de março, traz a seguinte determinação para o comércio varejistas:

“A partir do decreto, o comércio corrigido e atacadista não essencial permite tele-entrega e teleatendimento, com presença de um trabalhador, com máscara, para cada 8m² de área de circulação. O atendimento na porta fica proibido. O comércio essencial pode funcionar com atendimento ao público até as 20 h, quando deve fechar para atender a suspensão geral e temporária de atividades, que vigora pelo menos até as 5h do dia 2 de março ”.

Os empresários do comércio de Lagoa Vermelha defendem a ideia de que não é comércio que causa aglomerações e que podem trabalhar com sistema de controle de público, sem causarzos e agravar à pandemia, já que outros serviços podem atuar, com algumas restrições . Defenda a ideia de seguir todas as orientações de cuidados e higiene dos protocolos, e atender de forma restrita, como foi no início da pandemia.

Ouça reportagem realizada durante a manifestação:

intranet/userfiles/noticias/371f55772f2b0154b6927723ad520928.mp3