Presidente da Câmara critica a falta de poda de árvores em Caxias do Sul

presidente-da-camara-critica-a-falta-de-poda-de-arvores-em-caxias-do-sul

O vereador Velocino Uez apresentou problemas decorrentes do não atendimento à demanda do serviço na sessão desta terça-feira

Os problemas gerados pelo atraso e pela maneira de se podar árvores em Caxias do Sul motivaram a manifestação do presidente da Câmara Municipal, vereador Velocino Uez (PTB), na sessão desta terça-feira 13 / 07). Da tribuna, Uez informou que, no ano passado, havia cerca de 600 ocorrência do serviço na cidade. Segundo ele, além de não atendidas completamente, são realizados paulatinamente durante o ano, e não apenas no 2 ° trimestre, período que o vereador entende como o mais correto para execução de podas.

Na opinião do vereador, a falta do desbaste pode gerar problemas e perigo à população, com queda de galhos ou de árvores inteiras, durante o temporais. Também podem provocar riscos na rede elétrica quando os galhos encostam na fiação.

Além da não cobertura da demanda, o parlamentar crítico como é feito o desbaste dos ligustros (árvore exótica bastante cultivada na cidade e na região) em Caxias (num modelo em “V”). Ele apresenta comparativos com o formato de poda que julga correto e é feito em Cotiporã, cidade que fica a cerca de 70 km de Caxias. Pelas imagens simuladas pelo petebista, no município vizinho, a poda envolve o corte de todos os galhos. Velocino ainda alertou que o desbaste das árvores das ruas não pode ser feito pelo cidadão comum e sim pela prefeitura. “Se o morador talvez faça [a poda], a maioria bem-intencionada, na frente de casa, uma caneta [multa] pega”, ponderou Uez.

O parlamentar ainda apontou falta de planejamento entre técnicos responsáveis ​​pelo serviço no município. Na ótica de Uez, os problemas tendem a prosseguir e se repetir, caso não haja atenção do poder público em relação ao assunto.

Os vereadores Lucas Caregnato (PT) e Ricardo Daneluz (PDT) se manifestaram e elogiaram Uez pela abordagem. Eles defendem uma colaboração geral entre o poder público e uma população, além de mais informações a respeito do serviço de poda para, dessa forma, evitar problemas futuros.