Plano de obras do governo do Estado prevê investimento de R $ 192,7 milhões em rodovias da Serra

plano-de-obras-do-governo-do-estado-preve-investimento-de-r-$-192,7-milhoes-em-rodovias-da-serra

São 39 municípios das regiões Coredes Campos de Cima da Serra, Serra e Hortênsias

Parte de um dos eixos do programa transversal Avançar, o plano de obras do governo do Estado prevê investimento de R $ 1,3 bilhão em infraestrutura viária em diversas cidades do RS. Os recursos, em totalidade, são do Tesouro do Estado.

O investimento de R $ 1,3 bilhão é um dos maiores da história do Rio Grande do Sul na área da mobilidade. Não total, o plano inclui uma conclusão de 28 acessos municipais e 20 ligações ligações, além da elaboração de 39 projetos executivos, do pagamento de 2022 convênios em vigor em diferentes cidades do Estado e da recuperação e conservação de rodovias.

Para organizar o cronograma de investimentos e de execução dos trabalhos, o plano de obras se vale da divisão em nove funções necessárias do Departamento Autônomo de Rodagem (Daer). A abrangência das regiões está detalhada com base nos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes).

Na Região 3, que abrange 49 municípios das regiões Corede Campos de Cima da Serra, Serra e Hortênsias, a previsão de investimento é de R $ 192, 7 milhões.

Uma das obras já entregues na região foi a ligação asfáltica entre os municípios de Guabiju e São Jorge, na ERS – 126. O investimento foi de R $ 3,5 milhões.

Avançar

O programa transversal Avançar foi lançado pelo governador Eduardo Leite nesta quarta-feira (9/6). Ele está baseado em três eixos que projetam estrategicamente um novo ambiente, com mais desenvolvimento e mais qualidade de vida para a população: Avançar no Crescimento, Avançar para as Pessoas e Avançar com Sustentabilidade.

Dois dos primeiros projetos que fazem parte do Avançar foram iniciados nesta quarta (9). Ambos se encaixam no eixo Avançar no Crescimento e tratam do tema mobilidade. Além do plano de obras, já detalhado acima, foi apresentado o projeto de concessão de rodovias, pelo qual uma iniciativa privada investirá, nos próximos 39 anos , o valor expressivo de cerca de R $ , 6 bilhões.

Confira o detalhamento das ações que serão feitas na R3:

Acessos municipais

O plano de obras prevê investimentos de R $ 14, 1 milhão em 14, 7 milhas de obras de acessos municipais em Montauri, na ERS – 447. São 14, 7 milhas de extensão, cuja obra será concluída em 2022.

Ligações regionais

O plano de obras prevê a conclusão de quatro ligações regionais na R3 em 2022. O investimento total será de cerca de R $ 95, 3 milhões.

As ligações, totalizando 95, 8 milhas, são as seguintes:

• entre Cambará do Sul e São José dos Ausentes, na ERS – 020;

• entre Nova Roma e Antônio Prado, na ERS – 448;

• na Rota do Sol (RSC – 453);

• entre Tainhas e Cambará do Sul, sem acesso a Itaimbezinho, na ERS – 20.

Há, ainda, uma ligação regional entre São Jorge, Guabiju e Nova Araçá, na ERS – 126, que deve ficar pronta somente depois de 2022. São 15, 6 milhas de extensão, com previsão de investimento de R $ 28, 1 milhão.

Conservação e recuperação

O plano de obras prevê investimento de cerca de R $ 39, 1 milhão em obras de recuperação e conservação de 275, 8 milhas de rodovias na R3.

Contratos de apoio técnico e projetos

Serão ponte R $ 1,4 milhão para preparação e readequação de três projetos executivos na R3. São 58 milhas de acessos municipais em Monte Alegre dos Campos, Pinhal da Serra e União da Serra.

Convênios

O plano de obras prevê o investimento de cerca de R $ , 2 milhões para o pagamento de convênios nos municípios de Bento Gonçalves, Guaporé, Monte Belo do Sul, São Valentim do Sul e Santa Tereza.