Maximiliano de Almeida inicia bloqueio nesta quinta, dia 11

Farmácias, postos de combatentes e guinchos somente podem atender ao regime de plantão em casos de emergência

Na manhã desta quinta-feira 11), a Prefeitura de Maximiliano de Almeida decretou quarentena obrigatória em todo o território municipal. A medida passa a vigorar a partir das 20 h desta quinta-feira (11) e se estende até às 5h de terça-feira (16).

Com as novas medidas restritivas, fica suspenso o funcionamento de qualquer atividade comercial, industrial e prestação de serviços no município. A medida foi anunciada pelo prefeito Euclides Muterlle após a reunião com o Conselho Municipal de Saúde e Comitê de Operações Especiais – COE.

Com o novo decreto, só pode funcionar os serviços médicos na Unidade Básica de Saúde, Hospital, Assistência Social, serviços funerários e atividades de segurança pública, incluir a Fiscalização. Farmácias, postos de combustíveis e guinchos somente podem atender o regime de plantão em casos de emergência. Em casos de descumprimento, pode ser aplicada multa, interdições temporárias ou total das atividades e cassação de alvará de funcionamento.

Maximiliano de Almeida contabiliza até o momento 41 casos ativos de Covid – 19 e registro 2 mortes pela doença. A população da cidade está estimada em aproximadamente 5 mil pessoas.