Governo do RS mantém o Estado na bandeira preta sem possibilidade de reconsideração

Decisão foi tomada com base no aumento de internações em UTI, do número de óbitos e falta de leitos

Pela quarta semana consecutiva, o Governo do Rio Grande do Sul classificou todo o território estadual na fase mais grave prevista no modelo de Distanciamento Controlado. A definição ocorre com base nos dados evolução da pandemia de Covid – 19. Este já é o mapa definitivo, sem possibilidade de envio de pedidos de reconsideração por parte das associações de municípios. Segundo o governo estadual, a medida foi tomada devido à gravidade do cenário.

Entre os 10 indicadores monitorados pelo Estado, houve forte elevação no número de internados em UTI ( 10%) e de óbitos ( 31%) em relação à semana anterior. Os dados também apontam que houve queda de internações em UTI por conta de outras doenças, entretanto, o número de internações por Covid – 19 se mantido elevada.

O déficit de leitos livres para atender aos pacientes também fez o governo manter o alerta máximo por, pelo menos, mais uma semana. Esta é a terceira semana consecutiva que o RS passou a ter déficit de leitos livres para atendimento à Covid. Enquanto na 43 ª rodada (divulgada em 26 / 2), o Estado tinha 229 leitos livres para casos de Covid, na 44 ª rodada (dia 5/3) houve déficit de 25 leitos, na 45 ª (11 / 3) houve déficit de 213 leitos de UTI e, agora, esse número atingiu 299.