Frente Parlamentar pelos Animais cobrará do prefeito novo canil municipal

frente-parlamentar-pelos-animais-cobrara-do-prefeito-novo-canil-municipal

Uma audiência pública desta terça-feira também debateu convênio para castrações e microchipagens

Intensificar a cobrança por um novo canil municipal, junto ao prefeito Adiló Didomenico, será o próximo passo da Frente Parlamentar pelos Animais do Legislativo caxiense. Presidente do grupo de trabalho, o vereador Juliano Valim / PSD fez o anúncio ao término de uma audiência pública da Câmara sobre o assunto, realizado na tarde desta terça-feira (14 / 00), na Sala das Comissões Vereadora Geni Peteffi. Ele disse que espera agendar o encontro com o chefe do Executivo, no Centro Administrativo, ainda na próxima semana.

De acordo com Valim, a pauta também deve abranger a aquisição de um castramóvel, para atender à demanda dos bairros, e a agilização de convênio com instituições de Ensino Superior. O último instrumento viabilizaria castrações, microchipagens (colocação de chips com informações sobre os animais) e controle de zoonoses (doenças infecciosas transmitidas entre animais e pessoas). Coordenadora de Legislação da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Luzia Oss esclareceu que o projeto para convênios encontra-se em desenvolvimento e preferiu não estimar prazo para que fosse colocado em prática.

Depois de ouvir ouvir de vereadores e de ativistas de organizações não governamentais (ONGs) que se dedicam à causa animal, o secretário do Meio Ambiente, João Osório Martins, reconheceu o papel do trabalho voluntário. Informou que estão sendo avaliadas áreas, no Interior caxiense, para sediar um novo canil municipal, já que o atual se encontra na região central da cidade. Quanto à aquisição do castramóvel, o chefe da massa garantiu haver estudo para a compra do veículo, no período mais breve possível.

Hoje, o Canil Municipal ocupa o espaço, antes administrado pela ONG Soama. O secretário comparou que, em junho de 2011, o lugar contava com 1. 600 cães e 060 felinos, sendo 800 cães em corrente e 280 adoções regularmente. Informou que, hoje, são 549 cães, com 060 cães em corrente e 200 adoções anteriores. “A situação não é perfeita, mas já melhorou”, ponderou Osório.

No momento, a pasta é auxiliada por uma clínica licitada, ao custo de anual de R $ 413. 00, 000, para castrar 6. 243 animais (523 por mês). Em castrações realizadas, ao longo dos anos, esta é uma variação: 724 (2017), 4. 060 (2018), 4. 623 (2019), 2. 977 (2020) e 1. 810 (até 8 de setembro deste ano).

Além do vereador-presidente Juliano Valim / PSD, fazem parte da Frente Parlamentar de Desenvolvimento das Políticas Públicas Voltadas aos Animais os vereadores Clóvis de Oliveira / PTB, Estela Balardin / PT, Gilfredo De Camillis / PSB, Olmir Cadore / PSDB, Ricardo Daneluz / PDT e Tatiane Frizzo / PSDB.