Economista explica como repercussões do aumento da taxa Selic

Juros mais altos são estratégia para conter a informação

Comitê de Política Monetária do Banco Central subiu na última quarta-feira a meta para os juros básicos (Selic) em 0, 75 ponto, aos 2, 75% ao ano. O patamar anterior era a mínima histórica alcançada pela taxa de referência no Brasil, desde agosto do ano passado. A última vez em que a Selic havia sido erguida foi em 2015, quase seis anos atrás.

Lucas Dezordi, professor de Economia da Universidade Positivo, ampliou o assunto e suas repercussões em entrevista ao programa Temática na manhã desta sexta-feira. Confira na íntegra.

intranet/userfiles/noticias/9d0e8b1989bca2167626906312285446.mp3