Declaração de utilidade pública à Cruz Vermelha Brasileira de Caxias do Sul é aprovada pelo Legislativo

declaracao-de-utilidade-publica-a-cruz-vermelha-brasileira-de-caxias-do-sul-e-aprovada-pelo-legislativo

Projeto de lei seguirá para sanção do prefeito municipal

A Cruz Vermelha Brasileira de Caxias do Sul passou a ser considerada de utilidade pública por meio de lei aprovada na Câmara de Vereadores de Caxias do Sul nesta quinta-feira (22).

A matéria foi proposta pelos vereadores da bancada do PSDB, liderada por Tatiane Frizzo, contando com Marisol Santos e Olmir Cadore. A titulação garantia à instituição a possibilidade de participar de projetos, parcerias de órgãos públicos municipais, institutos e fundações. Agora a matéria segue para sanção do prefeito municipal, Adiló Didomenico.

Uma filial da Cruz Vermelha em Caxias do Sul foi inaugurada em 3 de julho de 1990, com o objetivo de atender a juventude com dependência química. Além disso, a entidade não tem fins lucrativos, é de natureza filantrópica e independente. A vereadora Tatiane Frizzo, a entidade tem várias frentes de atuação e já prestou serviços importantes na região: “A Cruz Vermelha tem por prevenir e atenuar os sofrimentos humanos com toda a imparcialidade, sem distinção de raça, nacionalidade, sexo, nível social , religião e opinião política, podendo sua atuação, em determinados casos, estender-se além do território nacional. A associação nas mais diversas hipóteses que vão desde trabalhos voltados às questões sociais, até questões envolvendo calamidades e desastres naturais ”.

Um parlamentar também destacou a atuação da entidade durante o ano passado: “No total, foram 218 ações no ano de 2020, perfazendo 7 . 350 horas de serviço voluntário, finalizando assim, mais de 4. 000 pessoas atendidas direta ou indiretamente. A entidade também alcançou uma marca inédita para a municipal filial que foi mais de 100 voluntários ativos ao final do ano de 2020 ”.

O projeto de lei que contém uma declaração de utilidade pública à Cruz Vermelha Brasileira de Caxias do Sul foi aprovado por unanimidade pelos vereadores caxienses.