Comércio não essencial e serviços necessários para retomados no RS, mas com restrições

As atividades não funcionam nos finais de semana e feriados e estão liberados para atendimento presencial até às 20 h

O governador Eduardo Leite anunciou ao vivo durante esta sexta-feira (20 ), uma retomada da cogestão do modelo de Distanciamento Controlado. Isso significa que os locais adotam medidas menos restritivas do que previstas nos protocolos estaduais, a partir de segunda-feira (22). Mesmo com a flexibilização, o governo do Estado determinou restrições devido à gravidade da pandemia. Mais cedo, nesta sexta-feira, o governo estadual confirmou a permanência de todas as regiões do RS na bandeira preta.

Com o retorno da cogestão, o comércio não essencial e alguns serviços como salões de beleza e academias, retomar como atividades. Porém, o atendimento presencial nutricional está proibido entre 19 às 5h, sendo permitido somente entrega.

Além das restrições de horários, o comércio não essencial e os serviços não funcionam nos finais de semana nem feriados. A princípio, as medidas valem até o dia de abril.

A educação segue como exceção e não pode ser flexibilizada pela cogestão. O governo do Estado argumenta que mantém o entendimento de permitir aulas presenciais na Educação Infantil e 1º e 2º Anos do Ensino Fundamental em bandeira preta. No entanto, a medida segue suspensa por decisão judicial.

Durante a vida, Leite argumentou que, do ponto de vista estritamente sanitário, ou seja, do ponto de vista da Saúde, como restrição padrão na bandeira preta previsto mantidas por mais tempo. Ele ainda reiterou o pedido para que os prefeitos reforcem a fiscalização para garantir o cumprimento das medidas nos municípios.

Confira as regras de funcionamento do comércio e serviços:

Supermercados
• De segunda a sexta-feira: pode receber clientes, com restrições, das 5h às 22 h. Das 22 h às 5h, apenas entrega.
• Sábado, domingo e feriado: pode receber clientes, com restrições, das 5h às 22 h. Das 22 h às 5h, apenas entrega.

Farmácias
• De segunda a sexta-feira: pode receber clientes presencialmente sem restrições de horário, desde que com restrições de distanciamento.
• Sábado, domingo e feriado: pode receber clientes presencialmente sem restrições de horário, desde que com restrições de distanciamento.

Comércio e serviços essenciais
• De segunda a sexta-feira: pode receber clientes, com restrições de distanciamento.
• Sábado, domingo e feriado: pode funcionar, com restrições de distanciamento.
Os atuais decretos 55. 55 e 55. 789 especificam quais são os equipamentos e serviços essenciais.

Comércio não essencial
• De segunda a sexta-feira: pode receber clientes presencialmente, com restrições, das 5h às 20 h. • Das 20 h às 5h, entrega somente.
• Sábado, domingo e feriado: fechado, somente entrega.

Restaurantes, bares, lanchonetes etc.
• De segunda a sexta-feira: pode receber clientes presencialmente, com restrições, das 5h às 19 h. • Das 18 h às 20 h, somente pague e leve e entrega. Das 20 h às 5h, entrega somente
• Sábado, domingo e feriado: fechados para clientes presenciais.

Serviços de higiene (salões de beleza e similares)
• De segunda a sexta-feira: pode receber clientes presencialmente, com restrições, das 5h às 20 h. • Das 20 h às 5h, deve permanecer fechado.
• Sábado, domingo e feriado: fica fechado.