Bicentenário de Anita Garibaldi reascende diáolgo sobre o protagonismo feminino

bicentenario-de-anita-garibaldi-reascende-diaolgo-sobre-o-protagonismo-feminino

Trajetória da mulher que lutou bravamente no Brasil e ajudou a mudar história na Itália pode ser conhecida por meio de filmes e livros

Numa época em que figuras femininas não costumavam ter destaque na sociedade e na história, Ana Maria de Jesus Ribeiro da Silva mudou o curso de sua vida ao conhecer o italiano Giuseppe Garibaldi. Com apenas 18 anos se uniu aos farroupilhas sulistas que desejavam separar-se do Brasil e fundar uma República.

Assim se iniciou a trajetória da heroína Anita Garibaldi, nascida em Laguna (SC), que este ano recebe homenagens por seu bicentenário de nascimento. Junto de seu companheiro Garibaldi, pegou em armas, combateu tropas, conduziu soldados em marchas, além de organizar um hospital para cuidar dos feridos em batalhas. Hoje, nomeia avenidas, ruas e escolas em todo o país, já foi tema de escola de samba no carnaval do Rio de Janeiro e sua história também já foi contada em filmes, livros e documentários. Nos dias atuais, Anita pode ser considerada um símbolo do empoderamento feminino.

A bacharel e licenciada em História, Lara Taline dos Santos, mestra em História, professora de História do Colégio Positivo – Internacional, em Curitiba (PR) – fala sobre o assunto em entrevista especial ao programa Temática na manhã deste sábado. Confira na íntegra.

 

 

 

 

 

 

intranet/userfiles/noticias/6febeb34cc68e8f52157425c7bad144c.mp3