Rebeca Andrande conquista a primeira medalha olímpica do Brasil na Ginástica Artística

rebeca-andrande-conquista-a-primeira-medalha-olimpica-do-brasil-na-ginastica-artistica

A ginasta Rebeca Andrade, de 22 anos, conquistou a primeira medalha da ginástica feminina nas Olimpíadas de Tóquio. Um feito inédito para o Brasil na modalidade. Após as disputas do salto, das barras assimétricas, da trave e do solo, a carioca obteve a pontuação final de 57. 198, garantindo o pódio, ao som de “Baile de Favela” .

A brasileira cresceu na periferia de Guarulhos, deixou a casa da mãe aos 9 anos para se dedicar ao esporte e superou três graves graves no joelho. Rebeca se preparava para tentar a vaga olímpica no Campeonato Pan-Americano em 2020, quando o coronavírus se tornava uma pandemia e adiou o Pan e as Olimpíadas. Diante de tantos cancelamentos de eventos por causa da covid – 19, uma incerteza de que o Pan de fato aconteceria no Rio atormentou a ginasta. Poderia nem ter a chance de tentar a classificação. A competição aconteceu, e Rebeca brilhou. Foi campeã do individual geral, garantiu a vaga em Tóquio e visível que estava pronta para tentar um inédito pódio olímpico para ginástica artística feminina do Brasil.