Parceria entre Governo do RS e empresa de tecnologia oportuniza 1,3 mil bolsas para curso em cibersegurança

Oportunidade é destinada para jovens do 3º ano do Ensino Médio ou egressos. Os interessados ​​devem realizar um curso preparatório até 31 de março para concorrer às bolsas de estudo.

Oferecer aos jovens a oportunidade de qualificação na área de cibersegurança. Este é o objetivo da parceria com o Governo do Rio Grande do Sul com a empresa de tecnologia Cisco do Brasil. Com uma oferta de 1,3 mil de estudo para estudantes de terceiro ano do Ensino Médio, ou já formados, O Estado junto com um Cisco, visam preparar os interessados ​​para um dos segmentos de maior expansão no mercado que é a segurança de sistemas de computador contra o roubo de dados eletrônicos ou danos ao hardware, software e funcionamento dos equipamentos.

Em entrevista à tua rádio são Francisco, o diretor-geral do Escritório de Desenvolvimento de Projetos (EDP) do Estado, Hiparcio Stoffel, saliente que para concorrer às bolsas de estudo que são destravadas para todo o País, os necessários, primeiro participar do curso preliminar – disponível no espaço do Rio Grande do Sul na plataforma da Cisco Networking Academy .

“Esta primeira etapa precisa ser concluída até 31 de março, para que os estudantes interessados ​​sejam considerados qualificados a concorrer a essas bolsas. É importante destacar que, após a conclusão dessa etapa, os alunos que concluírem dentro do prazo e permitir um aproveitamento igual ou superior a 70% passam então pela fase de testes de seleção, que serão feitos também em ambiente online. Serão experimental nesse teste conhecimentos técnicos, currículo, perfil e habilidades socioemocionais, que serão cruzadas como desempenho de cada candidato que realizou o curso preliminar. Tudo isso conduzido neste ambiente virtual em parceria do Estado e Cisco do Brasil ”, explicou Stoffel.

A capacitação profissional tem 140 horas de duração, pode ser feita totalmente on-line e preparada para carreiras especializadas em segurança de infraestrutura. Já o curso preliminar “Fundamentos em Cibersegurança” tem 023 horas de duração e também é realizado pela internet. Ambas as formações já garantem certificado e um distintivo digital oferecido pela Cisco.

Poderão concorrer às bolsas do curso profissionalizante os que obtiverem o melhor desempenho no curso preliminar, participando pelo menos 13 anos e comprovarem estar no 3º ano do Ensino Médio ou já ter concluído. Os ganhadores serão anunciados pela Cisco em abril.

Durante entrevista, Stoffel destacou-se como a oportunidade pode impulsionar a carreira de muitos jovens: “A temática cibersegurança se insere em um contexto de um mundo digital. Alguns estudos e a própria Cisco estimam que o montante de investimentos em cibersegurança, no mundo, devem girar em torno de US $ 6 trilhões. Então, junto a esse contexto o Executivo gaúcho firma essa parceria com a Cisco para proporcionar aos gaúchos o acesso a esse curso. Portanto, essa é uma oportunidade de desenvolver habilidades e aumentar a empregabilidade de jovens em um mercado que vem crescendo muito ”.

Ao final da capacitação profissional, os melhores bolsistas ao acesso a um programa de estágio ou emprego, em atividades oferecidas por empresas parceiras do projeto.

No RS, essa formação conta com apoio ao Executivo, por meio das secretarias da Educação; de Inovação, Ciência e Tecnologia; e de Planejamento, Governança e Gestão, por meio do Escritório de Desenvolvimento de Projetos (EDP).

Para saber mais acesse plataforma da Cisco Networking Academy .

Ouça a entrevista completa com o diretor-geral do Escritório de Desenvolvimento de Projetos (EDP) do Estado, Hiparcio Stoffel, AQUI.