Demanda por professores é a maior preocupação da rede estadual da Serra Gaúcha para volta às aulas

Retorno das aulas na região está programado para o dia 15 de março

A rede estadual do Rio Grande do Sul retoma as aulas a partir do dia 8 de março. Na Serra Gaúcha, a volta está programada para ocorrer no dia 15 de março. A 4ª Coordenadoria Regional de Educação (4ª CRE) avalia que a falta de profissionais da educação, como professores e trabalhadores da limpeza, seguem como maior demanda para o início do ano letivo.

A preocupação foi repassada pela coordenadora da instituição, Viviani Devalle. Devido à pandemia da Covid-19, ela afirma que o Governo do Estado abriu um edital para contratação emergencial de funcionários. As inscrições foram prorrogadas para até o dia 17 de janeiro. Seria a necessária o preenchimento das vagas para a rede ter um banco de dados dos profissionais, a fim de não ocasionar na falta de professores em sala de aula. Viviani destaca que a baixa procura afetou as escolas no ano passado.

Ela afirma que o retorno foi prorrogado em razão de tempo para organização do ano letivo de 2021. Faltaria às escolas finalizar as formações de educadores, o quadro de servidores e organizar a distribuição da merenda. Porém, algumas cidades ainda necessitam viabilizar a volta presencial das aulas. Farroupilha, Jaquirana e São Francisco de Paula apenas fizeram ensino à distância em 2020. O prolongamento daria tempo para os municípios se adaptarem ao modelo híbrido.  

Em 2020, a 4ª CRE informa que não registrou surto do novo coronavírus nas dependências das instituições. Foram contabilizados casos contraídos fora do ambiente escolar. Conforme Viviani, os protocolos sanitários foram seguidos e os infectados teriam passado pelo período de quarentena.

Clique AQUI e confira a entrevista completa.