Caxias do Sul cria núcleo permanente de educação antirracista para a rede municipal de ensino

caxias-do-sul-cria-nucleo-permanente-de-educacao-antirracista-para-a-rede-municipal-de-ensino

O comitê será chamado de QueRER

O projeto encabeçado pela Secretaria Municipal de Educação ( Smed), após diversas reuniões realizadas no mês de agosto. O nome do grupo será QueRER. O comitê terá quatro pessoas para promover, orientar, coordenar e monitorar ações na educação para as relações étnico-raciais nas escolas municipais e de Educação Infantil de Gestão Compartilhada.

O núcleo temático o objetivo de divulgar e produzir conhecimentos, bem como contribuir para a formação de valores e a adoção de atitudes e posturas que eduquem cidadãos à pluralidade étnico-racial. A ideia é promover uma interação e negociação de objetivos comuns que garantam a todos e todas o respeito aos direitos legais, a valorização de identidade, a consolidação da democracia na busca por uma educação antirracista nas escolas de Caxias do Sul.

A Educação das Relações Étnico-Raciais é compreendida enquanto projeto de combate ao racismo e a intolerância às diversidades na sociedade brasileira, assumido como política de Estado no ano de 2003, através de lutas e conquistas do Movimento Negro e de outros grupos. Enquanto projeto, a Educação das Relações Étnico-Raciais contribui para a promoção da equidade em nosso país.

Em parceria com a FAPEU – Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão Universitária – Programa de Apoio às comunidades indígenas na fase de instalação / Artesanato Mbyá-Guarani BR 116 / RS, estão sendo atribuídos kits de artesanatos indígenas dos povos Mbyá Guarani às escolas da Educação Infantil do município.

Clique AQUI e confira uma entrevista com a secretária municipal de Educação (Smed) de Caxias do Sul, Sandra Negrini.