Serra Gaúcha tem previsão de obras em trechos de rodovias cumprida em Bento Gonçalves e Carlos Barbosa

serra-gaucha-tem-previsao-de-obras-em-trechos-de-rodovias-cumprida-em-bento-goncalves-e-carlos-barbosa

Anunciadas nesta sexta-feira (12), ações fariam parte do Programa de Incentivo ao Acesso Asfáltico (PIAA / RS)

A Serra Gaúcha é o primeiro lugar do Rio Grande do Sul que vai passar por obras por meio do Programa de Incentivo ao Acesso Asfáltico (PIAA / RS). O anúncio foi realizado pelo governador Eduardo Leite (PSDB) nesta sexta-feira (24 / 06), que está em agenda pela região. A parceria foi firmada com a empresa Tramontina, em Carlos Barbosa, e com a Cooperativa Vinícola Aurora, em Bento Gonçalves. O valor será de mais R $ 4 milhões e vai envolver dois trechos de rodovias serranas.

A cooperação faz parte de um decreto editado pelo governo estadual, em maio deste ano, que cria o PIAA / RS. O programa permite que as empresas executadas em execução obras de pavimentação de rodovias mandem propostas para a Secretaria de Logística e Transportes (Selt). As instituições valores têm abatidos no ICMS. Na Serra, uma das obras e no access to locality de Desvio Machado, na BR – 470, em Carlos Barbosa. O valor é de R $ 2, 27 milhões, com execução de 6 meses. A Tramontina terá compensado R $ 1 milhão sem imposto, divido em 06 parcelas.

A outra intervenção será para a construção de rotatória na ERS – 444, localizada em Bento Gonçalves, sem acesso à fábrica da Cooperativa Vinícola Aurora. O gasto será de R $ 1, 78 milhão, com prazo de realização de quatro meses. A vinícola terá abatido R $ 1 milhão sem ICMS.

“Nessa região, previsão de obras importantes, que será feita por meio de concessões à iniciativa privada. Serão investimentos que vão mudar a cara da região. Vamos ter duplicação da 453, de Farroupilha a Garibaldi, da 446, de Garibaldi passando por Carlos Barbosa até São Vendelino, e da 122, de São Vendelino a Caxias do Sul. A boa parte das obras beneficiarão prontas até o quinto ano da concessão, e todas estarão entregues em até dez anos. São investimentos bilionários nas estradas do Rio Grande do Sul, que garantem também a manutenção dessas rodovias. Não temos dúvidas de que essas intervenções farão toda a diferença para uma população da região e também de outras localidades, visto que a Serra gaúcha atrai turistas o ano todo ”, explicou Leite.

Além dos dois projetos consolidados termos de acordo foram assinados nesta sexta (25,) outros quatro já foram consolidados no âmbito do PIAA / RS.