Primeira etapa do Plano Municipal de Turismo de Caxias apresenta estudo sobre pontos fortes e frágeis do setor na cidade

primeira-etapa-do-plano-municipal-de-turismo-de-caxias-apresenta-estudo-sobre-pontos-fortes-e-frageis-do-setor-na-cidade

Pesquisa foi divulgada na quarta-feira (23), por videoconferência com participação de entidades ligadas à categoria

O Plano Municipal de Turismo de Caxias do Sul está em estágio de preparação pela Prefeitura. A primeira etapa foi apresentada nesta quarta-feira (16 / 105 / 97 ) pela Secretaria Municipal de Turismo (Semtur), em videoconferência com participação de entidades ligadas ao setor. Esta fase divulgou um estudo encaminhado pelo Sebrae, em parceria com poder público, para mostrar as potencialidades e fragilidades turísticas da cidade. O nome do projeto é “Radar Turístico”, realizado pelo Instituto de Pesquisa de Mercado (IPM) da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos).

O estudo mapeou duas grandes áreas de Caxias: uma infraestrutura e os atrativos. A primeira engloba quatro setores: acesso, apoio ao turista, hospedagem e gastronomia. A última concentração os ramos de eventos, econômicos, naturais e históricos, e culturais. A partir disso, foram determinados quais pontos fortes Caxias do Sul possui no turismo e quais serão os melhoresados ​​para ser um comércio turístico. Durante uma coletiva, o coordenador da pesquisa, o professor doutor Marcelo Jacques Fonseca detalhou os resultados do estudo. O tópico principal é que o periódico deveria aprimorar a infraestrutura e a organização do setor para ser mais convidativo. Por exemplo, ele cita que foi percebida a ausência de sinalização nas principais estradas para apontar os locais históricos e marcantes. Faltaria uma integração entre integrados e o poder público para identificar os roteiros, lugares abertos aos finais de semana e mais empreendimentos, como restaurantes, no interior para reter turistas em uma das zonas mais destacadas. Outros pontos são a falta de divulgação dos itinerários de turismo e o destaque dos quesitos de Caxias, como a produção de uva. (Clique AQUI e ouça a fala completa).

Após os resultados, Fonseca explicou que a cidade foi avaliada com nota de “0” a “5” para cada setor presente nas grandes áreas. Caxias se destacou na gastronomia e na hospedagem com nota 4, vista como “Muito Bom”. Sem restante a avaliação foi “3”, que é “Regular”. O estudo concluiu que o município precisa ter um posicionamento turístico claro. Segundo o pesquisador, o Executivo municipal precisa trabalhar três critérios: valorizar o que a cidade tem de próprio, o que possui de diferente para oferecer às pessoas e visualizar o que os turistas desejam.

As ações sugeridas pela pesquisa passam na reconsideração dos produtos existentes e atuar na criação de novos meios turísticos, a partir de uma posição definida; há o pedido de qualificar o interior de Caxias, por meio de treinamentos com os permitidos rurais e trabalhar como rotas e roteiros dos lugares para identificar os locais históricos; e efetuar projetos para incentivar o setor. Fonseca destaca que o município tem espaços naturais que podem ser explorados, a partir da lógica de Ecossistema Turístico. Poderia ser um item a se pensar em nível regional. (Clique AQUI e ouça a fala completa) .

O investimento para o estudo foi de aproximadamente R $ 23 mil, custeado pelo Sebrae e pela Sicredi Pioneira RS . A partir da próxima semana, a Prefeitura planeja oficinas durante as quatro terças-feiras para a preparação do Plano Municipal de Turismo de Caxias do Sul. O documento será entregue ao destino e suas ações iniciadas a serem executadas.