Prefeitura de Caxias solicitação ao Estado ampliação do horário de atendimento dos restaurantes

Prefeito Adiló Didomenico adicionou um ofício à Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne) para intermediar o debate com o governador Eduardo Leite

A Prefeitura de Caxias do Sul pede que mais duas atividades sejam flexibilizadas pelo Governo do Estado, em consonância com a cogestão da Serra Gaúcha. A solicitação foi feita nesta semana pelo prefeito Adiló Didomenico, por meio de um ofício enviado à Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne). O desejo é que o presidente da entidade e prefeito de Farroupilha, Fabiano Feltrin, sugestão as mesmas com o governador Eduardo Leite.

A primeira demanda é ampliar o horário de atendimento com serviços a la carte e rodízio. O Município deseja que os funcionais funcionem até às 22 h, o mesmo período colocado para supermercados e outros comércios de alimentos. Uma operação ocorreria com controle de circulação, como o limite de 40 pessoas dentro dos espaços, uma proibição de filas de espera e observação como normas sanitárias existentes nos decretos estadual e municipal. No momento, os resultados podem funcionar até das 5h até às 18 h, com lotação máxima de 25%. Das 18 h às 20 h, somente pague e leve e entrega. Das 20 h às 5h, somente entrega. Sábado, domingo e feriado não pode ter atendimento presencial.

Em pronunciamento, Didomenico afirma que o pedido foi realizado após ouvir os argumentos da categoria. Ele entende que o segmento importante para a cidade e requer de manutenção como atividade econômica. Ele reafirma que será seguido o regramento estadual, como o máximo de quatro pessoas por mesa, distanciamento de dois metros entre as mesas e a vedação de música ao vivo.

Outra exigência é a liberação do funcionamento dos cursos livres, devido ao caráter profissionalizante. Restriçãoa que a vedação de operação dessa modalidade de ensino prejudica, inclusive, a capacitação de quem busca vaga de trabalho. O prefeito coloca que o retorno é essencial para que as pessoas consigam entrar ou reingressar no mercado de trabalho.

Agora, a administração aguarda o retorno das partes sobre o tema.

Clique AQUI e ouça a declaração do prefeito.