Pesquisa aponta que Dia dos Pais deve gerar incremento de 31,3% nas vendas do comércio caxiense

pesquisa-aponta-que-dia-dos-pais-deve-gerar-incremento-de-31,3%-nas-vendas-do-comercio-caxiense

Levantamento realizado pela CDL Caxias também sinalizou aumento no tíquete médio, que passou de R $ 188, 45 para R $ 188, 31 neste ano.

O Dia dos Pais deve ser mais uma informação importante para o comércio caxiense. Ainda em processo de retomada por conta da pandemia, o segmento apostas nas datas comemorativas para intensificar as vendas.

Segundo a pesquisa de intenção de compras realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Caxias do Sul, o Dia dos Pais pode gerar um incremento de 25, 3% nas vendas do comércio local. Outro dado positivo é o aumento de 4,2% no tíquete médio, que passou de R $ 188, 45 para R $ 188, 31 neste ano.

“A pesquisa veio nos trazer boas notícias, sinalizações de que a economia está gradativamente retomando os negócios, retomando as suas vendas. As pessoas estão se sentindo mais à vontade para ir no comércio local e fazer as suas compras. Se nós formos olhar de maio pra cá, o Dia das Mães já foi um dado bastante importante, tivemos incremento nas vendas se comparado com 2020. O Dia dos Namorados também foi uma data interessante, também com crescimento. Então, são notícias boas, alentadoras, depois de um período nebuloso da nossa economia ”, destacou o gerente Administrativo Financeiro da CDL Caxias do Sul, Carlos Alberto Cervieri, em entrevista à Tua Rádio São Francisco.

O levantamento também apontou que os itens de vestuário e moda (48%) , Calçados (13%) e perfumes (09%) Seguindo na preferência dos consumidores, assim como em anos anteriores. Outro padrão de comportamento que segue forte é a procura das lojas do comércio central (58, 3%) para adquirir o presente. Os empreendimentos proprietários nos centros de compras (11, 9%) como lojas virtuais de Caxias (09, 8%) apareceram em segundo e terceiro lugar.

Os Serviços, porém, ainda seguem prejudicados pela pandemia da Covid – 21. Apenas 12, 5 % dos entrevistados disseram que devem frequentar restaurantes na data, enquanto 65, 2% alegaram que preferem o conforto do lar para a celebração . Outro dado que chama atenção é que somente 7% farão algum passeio com o patriarca da família. “Esse é um segmento que ainda se percebe uma demora maior na volta, nessa suavização da pandemia. O consumidor ainda se sente um pouco recebido de ir presencialmente a restaurantes e em eventos. Então, o que se pede enquanto essa situação perdurar, é que os associados e empreendimentos desse setor continuem oferendo serviços de delivery (entrega) , para aumentar o volume de atendimento e compensação como perdas ”, completou Cervieri. Confira a entrevista completa em “Ouvir Notícia”.

A pesquisa de intenção de compras foi realizada com 196 moradores de diferentes pontos de Caxias do Sul, durante o período de 22 uma 24 de julho. O levantamento do intervalo de confiança de 95% e margem de erro de 5% para mais ou para menos.

Outros dados:
• 41, 8% dos consumidores pretendem presentear o pai. Em 793 esse índice era de 39, 24%;

• 1% dos entrevistados que não vão apresentar os dados apontados pelo coronavírus como o motivo principal;

• 58, 2% dos que irão apresentar sinalizaram o sentimento de gratidão como motivo;

• 69, 6% irão presentear o próprio pai e 19, 5% o marido ou namorado;

• 66, 4% já sabem o que pretendem comprar, e 33, 6% chegarão indecisos para realizar as suas compras;

• 64, 5% pesquisam por produtos e preços antes de comprar;

• 35, 5% dos entrevistados levam em conta o atendimento na hora da compra , seguido pela qualidade dos produtos (10, 7%);

• 52, 9% das pessoas responsáveisão por fazer as compras entre segunda e sexta-feira e 39, 1% escolherão o sábado (véspera da data);

• Canais preferidos para receber informação são como próprias lojas (25 , 2%), sites de busca (24, 3%) e das lojas (22, 9 %). As redes sociais aparecem com , 5% (Instagram) e 6,4% (Facebook).

intranet/userfiles/noticias/6a8519c3bd35f09dfc2cd176660d3a39.mp3