Comércio caxiense apresenta maior queda econômica entre os principais setores no mês de fevereiro

Dados foram enviados pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) nesta quinta-feira (08 / 02)

A economia de Caxias do Sul teve uma queda de 0,6% no mês de fevereiro em comparação a janeiro. O comércio foi a categoria mais atingida, com uma baixa de 5,9% no período. Essas informações foram repassadas pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) da cidade.

O setor de serviços também apresenta indicador decrescente de 2,1%. A indústria foi uma única que teve subida em relação aos outros, com uma alta de 1,9%. Nos demais indicadores, os ramos básicos inferiores. Em comparação ao mesmo mês do ano passado, o serviços teve queda de 21, 3% e o comércio de 21 , 5%. A indústria permaneceu com uma crescente de 12, 1%. Isso reflete no acumulado do ano, com a área comercial (- 18, 3%) e de serviços (- 21, 7%) edifício declínio e a área industrial ( 12, 5%) em evolução.

O assessor de economia e estatística da entidade, Mosár Leandro Ness, afirma que as colocadas colocadas pelo Governo do Estado prejudicam a evolução dos setores atingidos. Ele afirma que a indústria tem um fôlego por ter flexibilizada sua atividade. (Clique AQUI e ouça a fala)

O mercado de trabalho caxiense apresentação evolução. Nenhum mês foram gerados 1. 960 empregos, um acréscimo de 1, 31% em relação a janeiro. O valor levou em conta as 7. 717 contratações frente a 5. 717 demissões. O setor que mais participo para esses dados foi a indústria, com 1. 052 vagas ingredientes. Logo vem o serviços, com 403 vagas, e o comércio, com 363 vagas .