CDL Jovem Caxias se une à campanha que chama a atenção para os altos impostos pagos no Brasil

cdl-jovem-caxias-se-une-a-campanha-que-chama-a-atencao-para-os-altos-impostos-pagos-no-brasil

A ação “Dia Livre de Impostos”, realizada nesta quinta-feira (27), marca os 153 dias em que os brasileiros tiveram que trabalhar somente para pagar os tributos

Você sabia que até esta quinta-feira (27), todo o rendimento do seu trabalho foi basicamente destinado para o pagamento de impostos? Com o intuito de chamar a atenção para essa realidade dos brasileiros, que trabalham cerca de 153 dias do ano para dar conta da carga tributária, a CDL Jovem promove diversas atividades alusivas ao Dia Livre de Impostos (DLI).

A campanha Dia Livre de Impostos é promovida nacionalmente pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e em Caxias do Sul, a CDL Jovem se mobilizou, principalmente nas redes sociais, para demonstrar o tamanho da “mordida dos tributos” no orçamento dos brasileiros. Uma das ações realizadas pelo grupo foi enviar a metade de um lanche para comunicadores e formadores de opinião da cidade, demonstrando que a outra metade foi “engolida” pelos impostos.

Na América Latina, o povo brasileiro é o que mais paga impostos, equivalente a 35,4% do PIB. Por exemplo, uma empresa precisa trabalhar, em média, três meses, para pagar os impostos anuais no País. Outra métrica que mostra a alta carga tributária é a arrecadação de R$ 4,7 milhões por minuto em impostos no Brasil.

Em um ranking de 30 países, o Brasil é o 14º que mais arrecada dinheiro e como destaca a diretora da CDL Jovem, Shaíze Maldonado Roth, nem sempre esses recursos são bem investidos: “No ranking de 30 nações, nós somos o último país que melhor retorna esse dinheiro para a sociedade. Então, nesse ano, o nosso foco é conscientizar a sociedade sobre isso e também fazer com que as pessoas façam movimentos para conscientizar o nosso governo. A gente sabe que tem uma reforma tributária para ser aprovada, então entendemos que essa vai ser a melhor ação neste momento”.  

Apenas nos setores de maquiagem e eletrônicos, as cargas tributárias são de 58% e 43%, respectivamente. Outros percentuais que chamam atenção são de itens do vestuário, com 31% de carga tributária, de chocolates (34%) e de vinhos, com 50% do valor, em média, ser voltada para o pagamento de tributos. 

Conforme o site impostometro.com.br, até esta quarta-feira (26), já foram arrecadados mais de R$ 1 trilhão em tributos no Brasil.

Confira a entrevista completa com a diretora da CDL Jovem Caxias, Shaíze Maldonado Roth em “Ouvir Notícia”.

intranet/userfiles/noticias/415553d55c4644b22f233dab25b84879.mp3