Recuperar investimentos para a Cultura é o principal desafio do Conselho Municipal de Política Cultural, aponta novo presidente

Recuperar investimentos para a Cultura é o principal desafio do Conselho Municipal de Política Cultural, aponta novo presidente

O livreiro e empresário Guilherme Martinato está à frente do órgão na gestão 2022

Os novos integrantes do Conselho Municipal de Política Cultural (CMPC) de Caxias do Sul foram empossados recentemente e elegeram o livreiro e empresário Guilherme Ramos Martinato como o presidente do colegiado. O vice-presidente é Robson Rodrigues Boeira.

Guilherme Martinato, trabalha na área da cultura há mais de 16 anos, e agora assume a função de guiar as ações do Conselho Municipal de Política Cultural na gestão 2022. Em entrevista ao Café & Cultura, Martinato salientou que o órgão tem por objetivo auxiliar na promoção de políticas que favoreçam o desenvolvimento da cultura no município: “É um órgão que representa a sociedade civil dentro do plano da Secretaria Municipal de Cultura. Então é um Conselho que delibera, pesquisa os assuntos, fiscaliza tudo o que está relacionado às políticas culturais. Nossos encontros são mensais e todas as pessoas que participam são voluntárias”.  

Para Martinato, o principal desafio do Conselho é ajudar a recuperar os investimentos para a Cultura no município, que já teve cenários melhores. “Há aproximadamente 10 anos, Caxias do Sul destinava 2,5% da sua receita para a Cultura. Neste ano de 2022 o orçamento para a Cultura é de 0,2% da receita. Óbvio que entendemos que houve um retrocesso e agora a questão pandêmica aonde se destinou mais recursos para a Saúde. Mas, consideramos que a cultura precisa andar junto com as outras áreas porque ela gera empregos e movimenta a economia. Então o desafio do grupo é se unir e buscar um futuro melhor para a cena cultural da cidade”, destacou.   

O CMPC integra o Sistema Municipal de Cultura. É um órgão de cooperação governamental, composto por membros da sociedade civil e por representantes da administração pública. As reuniões são abertas à comunidade.  

intranet/userfiles/noticias/c12807a09f86fdb335704f13381487be.mp3